Passemos para a outra margem

“E naquele dia, sendo já tarde, disse-lhes: Passemos para a outra margem.”(Mc 4:35) Amados, a cada dia percebo que a vontade do Senhor é que passemos a outra margem de nossas vidas, que passemos para o outro lado. Mas muitos podem me perguntar: O que seria passar para o outro lado? Passar para o outro lado é andar com Jesus no sobrenatural. É conhecer um pouco do “ambiente” que Deus age e vive. É sair da esfera terrena que limita o homem as coisas naturais deste mundo e entrar no mar do desconhecido “sobrenatural” de Deus. Lugar este aonde o Senhor é visto e revelado aos homens pelo Seu poder e pelo qual é ILIMITADO. Aonde sua onipresença, onipotência e onisciência é revelada aos homens. Ir para o outro lado é sair da margem do conformismo e entrar para um caminho muitas vezes de risco. É sair da margem da mediocridade e chegar a margem da benção. É claro que para que isso ocorra , muitas vezes estaremos sujeitos a ventos contrários e ondas enormes no caminhos de nossas vidas. Muitas vezes estar em perigo no ambiente natural é uma ótima oportunidade para que o sobrenatural de Deus se manifeste. Aliás, muitos conhecem Jesus assim. Através destas tribulações e perigo eminente muitas coisas são tratadas em nossas vidas, para que entendamos o propósito de Deus nelas. Para passar além da margem(sobrenatural) devemos: 1) Saber que estando com Jesus “tudo” pode acontecer no caminho(é inevitável que haja contratempos). O mesmo Jesus disse: “No mundo passeis por aflições, mas tende bom ânimo, Eu venci o mundo” (Jo 16:33). Aliás o Apóstolo Paulo viveu isso por algumas tribulações na sua viagem a Itália e enfatizou o que Cristo havia dito sobre ânimo em meio ao perigo(At 27:22). É preciso então ter ânimo em meio as tempestades, pois o comando está nas mãos do Senhor. 2) Conhecer QUEM É e O QUE DEUS PODE fazer: Naquele dia, no caminho a outra margem, bons pescadores e conhecedores do tempo e do mar natural, não conheciam plenamente as “ondas sobrenaturais” do poder de Deus em suas vidas. Embora estivessem com Jesus “naquele barco” não o acordaram porque “criam” que Ele pudesse acalmar o mar, mas porque queriam uma direção do mestre. Assim muitas vezes somos nós, pedimos uma direção do Senhor (achamos que pudemos fazer por nós mesmos), quando na verdade o Senhor pode fazer muito mais daquilo que pedimos ou pensamos. Os discípulos talvez conhecessem apenas ao “Mestre” Jesus, aquele que ensinava com palavras de sabedoria , conhecimento de Deus, de fortaleza e inteligência (pois sobre Ele repousava o Espírito do Senhor- Is 11:2) Mas eles, não conheciam com certeza quem era Aquele que humildemente repousava sobre o barco, o que Ele poderia fazer e qual era o Seu poder. Se soubessem não teriam feito esta pergunta infame: Mestre, não te importa que pereçamos?(Mc 4:38) Quão grande era o desconhecimento daqueles discípulos com relação ao poder do filho de Deus, Jesus e isto se evidenciou nesta pergunta Posso imaginar Jesus, descansando em Deus, ouvindo o que acontecia ao redor e subitamente acordado com esta pergunta: Se Ele se importava com os seus discípulos. Mas também posso ver a resposta, não de um mestre, mas do próprio DEUS. Muitas vezes diante da tribulação somos como os discípulos incrédulos. Não sabemos o que está acontecendo(somos consumidos pelo medo), não sabemos o que fazer , a quem recorrer e quando pedimos algo, pedimos mal, pois achamos que Deus não nos ouve, não se interessa em nossa súplica e que Ele não deseja nos salvar. As vezes acreditamos que Ele não se importa conosco. Mas na verdade isso demonstra a falta de fé de nossas vidas. Muitas vezes o Senhor usa algumas situações para que cheguemos ao Seu sobrenatural. O Senhor usa situações contrárias e pessoas que não conhecem a Deus, para que se manifeste o Seu poder (Jn 1:4;6). Muitas vezes não usamos daquilo que fomos chamados por Deus e nos achamos “dormindo” .(como foi com Jonas). Os discípulos achavam que quem estava dormindo era o Mestre, mas na verdade eram eles que “dormiam”. Jesus estava atento , sempre confiou no Pai, mas acreditava que a fé daqueles discípulos poderia contornar a situação. 3) Ter fé que mova o sobrenatural – Há situações que o Senhor espera de uma escolha de fé da nossa parte. Uma fé suficiente para mover o sobrenatural. Fé que não olhas as circunstâncias adversas, opiniões adversas e temores da vida. E essa FÉ que nos faz chegar ao outro lado, que faz entender o Poder de Deus. A resposta de Jesus fez calar os mares, ventos e também os incrédulos. Mostrou o que faz o Deus do sobrenatural em meio a falta de fé. Jesus esperou os discípulos, mas vendo a falta de fé disse-lhes: “Porque são vocês tímidos, não tendes fé(Mc 4:40;Lc 8:25). Jesus respondeu repreendendo o mar e o vento e mostrou-se aos discípulos como o Filho de Deus, pois após o vento e as águas cessarem e perguntaram entre si: Quem é este que até o vento e o mar obedecem.(Lc 8:25). Ali puderam ver o que é estar do outro lado e ver o sobrenatural de Deus. Para mover o sobrenatural é preciso ação. Todos os heróis da Fé descrita em Hebreus 11, agiram pela Fé e passaram para o outro lado. Apesar do temor inicial (pois são humanos)ao final passaram para o outro lado, não olharam as circunstâncias, nem retrocederam ante a tribulação, mas seguiram para o alvo.(para a outra margem). Uma pergunta fica: O que seriam dos heróis da fé, se não houvessem tribulações? A palavra diz que “ Estes obtiveram bom testemunho de Deus” (Hb 11:2), foram aprovados, pois passaram para o outro lado , porque acabaram conhecendo o Deus que pode todas as coisas. Estes não retrocederam, não voltaram para a escravidão. O fato não é voltar ao Egito( período de escravidão do mundo) e sim permanecer no Egito e conformar-se com as tribulações (doenças, desempregos e etc..) e com tempestades que ocorrem. Muitos nem “acordam” o Senhor ante as tribulações, são “conformistas” e com isso não conhecem o poder de Deus e o que é ir para o outro lado. Deus sabe que aqueles que enfrentam as tribulações e as vencem estão aptos para os próximos desafios. Que as tribulações nos preparam para estar na outra margem. O Senhor sabe que ao chegarmos ao outro lado, teremos outros desafios maiores. Poderá aparecer em nossa frente pessoas aflitas(como o endemoniado geraseno – Mc 5 ) paralíticos(Mt 9)e outras a beira da morte como a filha de Jairo. Mas quando isso acontecer, nossa fé estará já envolvida pelo sobrenatural de Deus, sabendo que o mesmo Senhor que repreende o mar, expulsa uma legião de demônios e ressuscita mortos é o mesmo que nos deu essa mesma autoridade. Amados, Jesus nos deu essa autoridade também(Mt 10:1;8), mas nossa fé tem que estar consolidada em obediência (Mt 10:6-7;Lc 24:49). O Senhor não exige que para isso você tenha muitas coisas(Mt 10:9-10) , mas somente uma, a Fé. E é essa fé que faz a diferença, que te faz passar para a outra margem. Pela falta de fé não puderam os discípulos usar da autoridade dada a eles (Mt 17:16;20), mas ante alguns desafios maiores obtiveram êxito pela FÉ e se regozijaram por isso (Lc 10:17), Através disso puderam conhecer o que é passar para o outro lado. A forma como o Senhor fará você passar para a outra margem, só o Senhor sabe. Ele pode separar o mar para você passar , até mesmo fazer você andar sobre elas, pois o poder é Dele , mas a FÉ é sua. Quando passemos pela fé ante as adversidades , esqueceremos que um dia tivemos algum sofrimento, saberemos então que chegamos a “outra margem” e ficaremos alegres e admirados com o que o Senhor tem feito em nossas vidas. Saberemos por completo o que é realmente depender de Deus. Então o que você esta esperando para passar para outra margem? Por Anderson Cassio Oliveira (perfil no G+ Social)

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.