Mais de 2.000 cristãos sofreram perseguição por sua fé na Índia em 2011 Por padom em 17 de janeiro de 2012

















Bombay – Um recente relatório do Fórum Católico Secular (CSF), diz que 2.141 cristãos sofreram perseguição religiosa em 2011, conforme publicado pela agencia Fides, destacando os ataques, agressões e perseguições pessoais, e, portanto, não estão incluídos parentes, amigos e vítimas indiretas, que também formam afetadas pela perseguição religiosa.

Fides, diz que espera que a perseguição aumente neste ano de 2012, por causa dos grupos extremistas hindus.perse india 150x150 Mais de 2.000 cristãos sofreram perseguição por sua fé na Índia em 2011

A CSF, uma organização ecumênica fundada por católicos indianos, com apoio do Cardeal Oswald Gracias, arcebispo de Bombay, aponta que a violência anticristã por radicais hindus é definida como “um vírus que infecta a sociedade”.

A perseguição contra os cristãos na Índia esta critica, porque “tornou-se generalizada, cobrindo quase todos os estados do país.”

Pelo menos mil famílias cristãs têm sido afetadas por esses ataques: o relatório denuncia “uma campanha deliberada” contra alvos fáceis. O texto destaca 250 dos crimes mais grave e levanta questões importantes sobre a liberdade de fé, o abuso dos direitos humanos e direitos constitucionais.

A CSF enfatizou que estas perseguições têm sido relatadas na mídia, mas que não estão registradas, podendo triplicar os casos de perseguição religiosa.

O relatório chamado de “estados desonestos” inicia com as perseguições em Karnataka, o grande estado do sul da Índia. Em 2011 havia mais de mil ataques contra os cristãos, “uma média de 3,5 ataques por dia”. Outros estados mencionados são Orissa, Gujarat, Madhya Pradesh, Chhattisgarh.

As principais vítimas são crianças e mulheres. Os meninos sofrem com os efeitos da privação da educação básica, a desnutrição, vivendo em campos de refugiados, o medo e a insegurança econômica, abuso e trabalho infantil. Também as mulheres mais vulneráveis: as freiras, irmãs, esposas ou filhas de pastores e líderes comunitários estão sendo alvo de estupro e assédio sexual.

Portal Padom

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.