Clérigo muçulmano diz que o Irã tem poder nuclear



















Em um recente sermão do aiatolá Ahmad Khatami, um dos clérigos mais influentes do regime teocrático iraniano e membro da Assembléia de Peritos do regime islâmico, criticou a União Européia (UE) por sua decisão de impor sanções petrolíferas contra o Irã e afirmou que, com efeito, “a UE tem sancionado nosso petróleo que vai prejudicar muito mais sua economia do que a do Irã”.

Ahmad Khatami comentou sobre a recente reunião dos Estados da União, feita pelo Presidente Obama, ele falou das fortes sanções contra o Irã, dizendo que os EUA não vão permitir que o Irã obtenha armas nucleares.

O líder aiatolá disse que apesar da retórica de Obama, o Irã tem uma potência nuclear e que o regime islâmico do Irã enfrenta algo semelhante com o que aconteceu com o profeta Maomé em seu tempo, mas por sua fé o Islã sairá vitorioso crendo em Alá

Seyyed Emad Hosseini, porta-voz da Comissão de Energia do Majlis, disse que o regime islâmico tem a terceira e maior reserva de petrolífera e não pode ser removido da equação energética global. Ele acrescentou que as sanções de petróleo impostas por parte dos países europeus só vão prejudicar os países da União Européia e o Irã espera que a União Européia, caia de joelhos a seus pés, mas ao deter a exportações de petróleo do Irã, eles serão afetados gravemente.

Os parlamentares iranianos preparam para debater uma “dupla urgência”, um projeto de lei que decidira o que fazer diante da proibição das exportações de petróleo aos países da União Européia.

O general Naghhdi, comandante chefe das milícias de Basij, do exercito do regime disse na quinta-feira que depois que as autoridades iranianas receberam uma carta de Obama, pedindo negociações, foi decidido a mostrar alguma indulgencia e permitir que os navios da Marinha de Guerra dos EUA, passe pelo estreito de Ormuz.

Dias atrás foi noticiado que o USS Abraham Lincoln, um porta-aviões de propulsão nuclear, atravessou o Estreito de Ormuz e no Golfo sem incidentes.

Conforme relatado em 23 de janeiro, o presidente Obama enviou uma mensagem ao líder iraniano, o aiatolá Khamenei, declarando sua preocupação sobre as ameaças de fechar o estreito de Ormuz e seu desejo de retomar as negociações porque ele não queria tomar qualquer ação contra regime.

Portal Padom

Com informações Noticias Cristiana

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.