Mulher pode ser presa por ter batizado seus dois filhos sem consentimento do ex-marido Por Dan Martins em 8 de April de 2012














A discordância entre duas tradições cristãs pode levar a norte-americana Lauren Jarrell a ser presa em Nashville, no estado do Tennessee. Membro da Igreja Presbiteriana a americana é separada de Blake Jarrell, que frequenta a Igreja Metodista. Por ocasião do divórcio, eles haviam acordado que as decisões sobre a educação religiosa de seus dois filhos dois deveriam ser feitas em conjunto.

A mãe levou os meninos, de 5 e 7 anos para serem batizados sem o pai, o que o levou a abrir um processo contra ela. Blake Jarrell acredita que os filhos devem ser batizados quando forem mais velhos e capazes de compreender o significado da cerimônia de batismo. O pai das crianças ganhou a causa no Tribunal de Apelações. Segundo o NY Daily News, se for condenada, em última instância, Lauren terá de pagar uma multa e pode passar 20 dias na prisão.

A defesa da mãe, porém, argumenta que exigir que os pais concordem com a educação religiosa, é inconstitucional. “Mantemos nossa posição de que os tribunais não devem interferir nas disputas religiosas entre os pais. Um dos pais tem o direito constitucional de influenciar seus filhos com a sua religião pessoal, desde que não haja demonstração de prejuízo pessoal para as crianças”, afirmou a advogada Mary Morgan Whitfield.

Consultados sobre o caso, especialistas jurídicos discordam da decisão do tribunal e afirmam que nenhum juiz pode arbitrar sobre qualquer doutrina espiritual.

Blake Jarrell acusa a ex-mulher ainda de não dar a ele oportunidade de estar presente na cerimônia de batismo dos filhos. Ele afirma só ter ficado sabendo do ocorrido muito tempo depois.

Fonte: Gospel+

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.