Maiorias das pessoas nos Estados Unidos não sabem quem é Jesus








O pastor John Ortberg, da igreja Presbiteriana de Menlo Park na Califórnia, usou um estudo realizado pela Harris Interactive da editora Zondervan, para alertar as igreja que as pessoas em geral ‘não conhecem a verdade sobre Jesus’.
Apesar dos 66% dos entrevistados dizerem que acredita que Jesus é a figura mais importante da historia, o estudo mostra que poucos realmente sabem sobre que Ele é.
“Muitas pessoas não sabem o papel de Jesus na criação de uma sociedade onde todas as pessoas são reconhecidas, tem direito a serem incluídas e consideradas iguais”, diz o pastor.
“Isso realmente foi a idéia que começou em Israel e se espalhou pelo mundo pelos seguidores de Jesus, cada ser humano é criado à imagem de Deus, é amado por Deus e, portanto, temos que ter compaixão por todos”, acrescenta Ortberg.
Ele disse que as instituições como orfanatos e hospitais se originaram dos seguidores de Jesus, que se lembrou de seus ensinamentos e da compaixão e decidiram cuidar dos outros.
Também se recorda que havia um desequilibro entre os sexos nos tempos de Jesus, cerca de 1 milhão de mulheres e 1,4 milhão de homens. Muitas das crianças que morriam durante o parto ou ao nascer morriam por causa de seu sexo, considerado menos valioso.
“Foi realmente através dos ensinamentos de Jesus e da forma em que ensinou as mulheres, como os homens a reconhecerem que as mulheres tinham também a imagem de Deus nelas. Elas formam as primeiras a testificar a sua ressurreição. Os líderes da igreja primitiva foram os primeiros a ensinar a cerca da dignidade e o valor da igualdade das mulheres, muito antes da sociedade ensinar e espalhar esse conceito.”, disse o pastor. “Portanto, os ensinamentos de Jesus em muito melhorou a condição das mulheres.”
Ortberg compilou dados de várias pesquisas realizadas por Harris / Zondervan em seu novo livro, Quem é este homem?. Ele revela, por exemplo, que 89% das pessoas não estão cientes de que os seguidores de Jesus foram os pioneiros no conceito de alfabetização universal e educação. O pastor lamenta que as pessoas não saibam sobre que admitem ser a figura mais importante na história.
Após o anuncio de um fragmento de papiro onde supostamente Jesus diz que tinha uma esposa, muitos historiadores e teólogos se perguntam o que as pessoas realmente sabem sobre a vida de Jesus.
A pesquisa realizada pela Harris / Zondervan revela que a maioria das pessoas não entende a influência de Jesus na cultura, apesar de reconhecer sua imagem de 2000 anos após sua morte. A maioria dos entrevistados não poderia responder corretamente a perguntas sobre sua influência e ensinamentos. Menos da metade (47%) reconhece que Jesus foi o primeiro homem a defender a ideia de uma sociedade inclusiva e igualitária.
“Vivemos em um mundo onde o impacto de Jesus é imenso, no entanto, seu nome não pode ser mencionado em vários países”, lembra ele.
A pesquisa online foi realizada entre 13 e 17 de setembro e entrevistou 2.339 adultos, incluindo 1062 que afirmava ser cristãos.

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.