Policial atira e mata um homem após confundir Bíblia com arma; Família pede justiça










Um policial confundiu uma Bíblia com uma arma e acabou atirando e matando um coletor de lixo no interior de São Paulo.
De acordo com informações da Agência Estado, o cabo da Polícia Militar, João Samir de Oliveira, 36 anos, abordou Antonio Marcos dos Santos, 40, durante uma patrulha. Ao pedir que o coletor de lixo parasse, se assustou com o movimento e disparou no pescoço.
O policial estava acompanhado de um colega e juntos socorreram Antonio ao hospital, porém não resistiu ao disparo.
Segundo testemunhas no local, Antonio ergueu os braços para mostrar que não estava armado. O irmão da vítima, José Valdecir Corrêa, demonstrou revolta: “Queremos que o responsável pela morte do meu irmão pague pelo que fez. Nós queremos justiça”, disse ao Terra.
-Meu irmão nunca fez nada de errado. Saía para o trabalho, todos os dias, às 4h30 e voltava na hora do almoço. Sempre que dava, ele ia à igreja – contou José. Antonio era servidor da prefeitura de Avaré há 18 anos.
O major Maurício José Raimundo afirmou que o cabo Oliveira “é considerado um bom profissional e não tem histórico de violência. Infelizmente, foi uma fatalidade”. O estado de São Paulo enfrenta uma onda de violência contra policiais nos últimos meses. Somente em 2012, mais de cem foram assassinados.
A Polícia Civil está investigando o caso, e o cabo Oliveira está detido no presídio Romão Gomes, da Polícia Militar na capital.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.