Americanos constroem prédio para ‘sobreviver’ ao fim do mundo’ Publicado por Redação em quarta-feira - 11 de abril de 2012















Empresários do ramo imobiliário nos Estados Unidos já estão se prevenindo caso o mundo realmente acabe em 2012, conforme algumas supostas previsões feitas pelos povos Maias. O Survival Condo já está sendo produzido no estado do Kansas, e com muito luxo.

Para tentar garantir a sobrevivência, a construção será feita em um antigo silo de armas nucleares da Guerra Fria, à prova de guerras atômicas, erupções solares,ataques terroristas, pandemias e até mesmo colapsos econômicos, segundo a descrição da construtora.

As paredes serão construídas com3 metrosde espessura de puro concreto, a até53 metrosde profundidade.

Ao todo, serão 14 andares, sendo 7 habitáveis com 2 apartamentos por andar. Os outros serão ocupados com piscina, sala de cinema, biblioteca, e até centro médico e escola para o caso de necessidade de isolamento.

Também haverá uma fazenda para criar peixes e cultivar vegetais, com autonomia para alimentar até 70 pessoas.

Completando o bem estar dos moradores, complexos sistemas de sobrevivência proporcionarão energia a partir de fontes convencionais, como eólica e geradores. Gigantes reservatórios de água subterrâneos reterão a água pré-filtrada com carvão e areia.

E mesmo se algo falhar haverá ainda um estoque de produtos secos suficiente para alimentar os moradores por cinco anos.

Mas sobreviver não será barato. Os apartamentos maiores serão vendidos por 3,6 milhões de reais, enquanto que os menores saem por 1,8 milhão, e o pagamento deve ser feito à vista.

Segundo a construtora, quatro apartamentos já foram vendidos no valor de 12,7 milhões ao todo, e outros dois estão em processo de negociação.

Foi divulgado ainda que os principais interessados são jogadores de futebol, automobilistas e políticos.

A previsão é que todas as unidades acabem até agosto deste ano.

Fonte: Christian Post

Igreja online reúne 100 mil visitantes por domingo em cultos na Internet Publicado por Redação em quarta-feira - 11 de abril de 2012


















Uma igreja virtual está atraindo mais de 100 mil visitantes únicos a cada domingo para os seus cultos pela internet. Esse dado foi divulgado pela LifeChurch.tv, uma entre as muitas comunidades religiosas que estão fazendo parte da “revolução das comunicações”.

Bobby Gruenewald, um dos pastores do ministério e líder em inovação dessa “igreja online”, disse que “ao ver mais de 100 mil computadores diferentes a cada semana ligados em nossos cultos da Igreja transmitidos on-line nos capacita a medir os resultados das pessoas que vêm para o prédio físico através desse instrumento. Temos pessoas de todo o mundo, acho que literalmente cerca de 120 países e territórios participam a cada semana [dos cultos].”

O pastor Gruenewald explicou que uma das estratégias é colocar banners do Google em buscas que as pessoas fazem por palavras chaves relacionadas à pornografia. “Os anúncios que criamos são para termos que não seriam típicos de crentes. Basicamente fazemos publicidade para pessoas que estão à procura de mulheres nuas. Nesse momento em que eles estão fazendo uma busca, aparece nosso anúncio que diz algo como ‘procurando mulheres nuas? Clique aqui e então redireciona para o site da igreja online”, explica.

Ele diz ainda que os resultados podem ser sentidos a cada domingo “Temos uma igreja que se reúne em locais físicos, mas pensamos que é possível aproveitar esta tecnologia da internet para criar e alimentar uma verdadeira comunidade on-line. Não para simplesmente oferecer às pessoas algum conteúdo, mas para conectar as pessoas. Começamos cerca de seis anos atrás e agora vemos um retorno maior”, lembra.

Essas declarações foram feitas durante o primeiro “Face the Nation” transmitido no final de semana passado pelo Hangout, aplicativo de videoconferência da rede Google +. Apresentado por Bob Schieffer, o tema do evento on-line era religião. Além de Gruenewald e Sarah Bailey, do Christinitytoday.net, os outros convidados eram Jason Illian, fundador do GodTube e os rabinos Laura Baum e Robert Barr do site OurJewishCommunity.org.

“Como esta é a semana santa para o judaísmo e o cristianismo, nós pensamos que seria bom e apropriado dedicar esta primeira transmissão do Google Hangout para falar sobre a religião nos Estados Unidos”, disse Schieffer antes do início do programa que durou meia-hora. “As tradições, as histórias, os valores dessas duas grandes tradições religiosas se espalharam ao redor do mundo muito antes de existir a imprensa ou TV a cabo… mas como elas estão sobrevivendo hoje, em meio a esta revolução nas comunicações?”.

Sarah Pulliam Bailey, editora do site e da revista Christianity Today, respondeu aos comentários Schieffer, afirmando que o cristianismo está se saindo muito bem na era tecnológica moderna.

“Você estava perguntando sobre como a religião irá sobreviver nessa nova era e eu digo que está sendo algo realmente próspero. Eu acho que especialmente os cristãos evangélicos, em geral, se adaptaram às novas tecnologias e sabem utilizá-las. Eles fazem todo tipo de inovação. Você pode ver em todas as redes sociais, os aplicativos para tablets e smartphones, há muita tecnologia sendo usada na igreja agora.”, disse Bailey.

Fonte: Christian Post

Presidente sudanês nega violência, mas intolerância continua Publicado por Redação em quarta-feira - 11 de abril de 2012
















Depois de determinar a retirada dos cristãos do Sudão, o presidente Omar al-Bashir amenizou o discurso e disse que não haverá violência para uma eventual migração para o Sudão do Sul. O país conquistou sua independência política no ano passado e é considerado majoritariamente cristão.

Segundo o pastor Mário Freitas, presidente da Missãoem Apoio à Igreja Sofredora(MAIS), que esteve no Sudão de3 a8 de abril, e falou ao The Christian Post, a pressão internacional e as correntes de orações em todo o mundo fizeram com que a situação fosse transformada. A ordem agora é que os cidadãosdo sul providenciemdocumentos que possibilitem sua permanência no país muçulmano.

“Está sendo exigido que os cidadãosdo sul quequeiram ficar no norte mostrem documentação para isso. O problema é que essa documentação não sai fácil para os cristãos, segundo o depoimento de pastores locais. Quem ficar, fica ilegal, o que gera todo tipo de transtorno”, explica Freitas.

Na explicação do missionário, no cotidiano dos cristãos residentes no país há represálias por partes dos cidadãos muçulmanos, que os discriminam e tratam com truculência a emancipação do país ao sul. Os cidadãosdo sul sãoidentificados pela raça e características físicas.

Nesta região, a população em sua maioria tem ascendência nas raças tribais negras, muitas delas animistas. Mas nas concentrações urbanas a maioria da população é cristã.

“Igrejas históricas, como a Anglicana e a Presbiteriana, se estabeleceram na região há muitas décadas. Embora em muitos casos o cristianismo seja nominal, a fé desses irmãos tem fundamentado as guerras e dissensões com o norte islâmico no decorrer dos anos”, explica Freitas.

Segundo seu relato, apesar da negativa do governo sobre a violência contra os cristãos, a polícia e radicais muçulmanos continuam a “visitar” os pastores em seus bairros, fazendo com que sua permanência fique impraticável. “O discurso do presidente, porém parece positivo perante a comunidade internacional”, pontua Freitas.

Sobre as perspectivas futuras, o missionário explica que os pastores não sabem o que esperar, mas mantém a esperança. “Segundo o pastor M.E., convertido do Islã ao cristianismo, que representa a MAIS no país africano, eles não vão se deslocar a parte alguma. “Nossa sepultura será aqui mesmo, seja quando for”, garante.

O líder religioso pede que a comunidade internacional permaneça atenta e continue orando e pressionando contra a injustiça a perseguição junto às comunidades cristãs no Sudão.

Omar al-Bashir está há 19 anos na presidência do Sudão. Ele é atualmente responsabilizado diretamente pela morte de mais de 300 mil pessoas, principalmente nas regiões de Darfur e Nuba Mountains.

Com a declaração da lei religiosa Sharia, há o temor da intensificação da perseguição aos cristãos. Uma ordem de prisão já foi emitida pela comunidade internacional contra al-Bashir. Sua acusação é de genocídio e crimes contra a humanidade.

Fonte: Christian Post

Mexicanos são presos por oferecer parentes a Santa Morte Publicado por Redação em terça-feira - 10 de abril de 2012























Oito membros de uma família foram presos no México por sacrificarem parentes em oferenda a Santa Morte.O ritual de sangue pedia proteção, saúde e dinheiro para a entidade.

Os crimes ocorreram em Nacozari, cidade localizada no estado mexicano de Sonora. A polícia local só conseguiu chegar aos autores do crime quando na última semana uma criança de apenas 10 anos foi morta sem ter ligações alguma com a criminalidade da cidade.

O pequeno Jesús Octavio era neto de Silvia Meraz, 44 anos, apontada como a autora intelectual dos crimes. Além do garoto outras duas pessoas foram mortas pelo grupo.

A polícia prendeu os quatro filhos de Silvia: Francisca Magdalena, Georgina Guadalupe e Silvia Yahaira, de 21, 20 e 15 anos, e Ramão Omar Palacios Meraz, de 28. Também estão detidos Eduardo Sánchez Urieta e sua esposa, Zoyla Hada Santacruz Irqui que ofereceram seu enteado, Martín Ríos como oferenda.

No México os cultos a Santa Morte são difundidos entre os criminosos do país, juntando elementos pré-hispânicos com elementos cristãos, mas muitas igrejas cristãs consideram esse ritual como satânico.

A guardiã dessa liturgia é a Igreja Santa Católica Apostólica Tradicional que não é reconhecida oficialmente no país, mas tem suas atividades religiosas toleradas podendo ser praticadas publicamente.

Fonte: Gospel Prime

Vídeo que conta trajetória de Jesus através de publicações no Twitter se torna mania na internet. Assista na íntegra Publicado por Tiago Chagas em 10 de April de 2012





















Um vídeo curta-metragem sobre a vida de Jesus narrada através do Twitter está se tornando a nova mania da internet.

A empresa brasileira “.ComFirmado”, criou a versão em português do vídeo que originalmente foi desenvolvido em inglês, pela empresa “IgniterMedia”.

O vídeo conta a trajetória de Jesus, desde os anúncios feitos por João Batista, até sua ressurreição, através de publicações no Twitter, incluindo hashtags, menções e fotos, de momentos que representam capítulos importantes na vida dele.

Durante as narrativas, a quantidade de seguidores de Jesus aumenta ou diminui conforme os fatos vão acontecendo, e após sua ressurreição, volta a aumentar.

Em nota em seu site, a empresa “.ComFirmado” afirma que seu trabalho se baseia na esperança: “Acreditamos firmemente que igrejas locais e organizações são a esperança do mundo. Somos gratos por termos a oportunidade de declarar o Evangelho de Cristo e ressaltar as verdades encontradas na Bíblia”.

A empresa é especializada em materiais de comunicação voltado para o público cristão e de acordo com o The Christian Post, possui dezenas de outros vídeos com conteúdo baseado na Bíblia, além de fundos de tela animados, contagens regressivas e imagens estáticas.

Confira abaixo o vídeo “Siga-me”:





INAMEX: ONG presta assistência a pessoas excepcionais Publicado por Tiago Chagas em 10 de April de 2012












O Instituto de Amparo ao Excepcional é uma ONG sediada em Porto Alegre e voltada para o auxílio a pessoas excepcionais.

Fundada há 37 anos, presta assistência integral para pessoas portadoras de deficiência mental, e busca promover o bem-estar, proteção, atenção, assistência, abrigo e o tratamento de pessoas nessas condições, com diferentes faixas etárias em situação de risco ou vulnerabilidade social e sob tutela institucional da entidade.

Entre os serviços prestados e desenvolvidos pela INAMEX estão atendimentos profissionais nas áreas de fonoaudiologia, fisioterapia, terapia ocupacional, psicologia, odontologia e nutrição.

A INAMEX conta com parcerias importantes de empresas e organizações, como por exemplo, os Correios, a Associação de Funcionários de Porto Alegre, Casa de Nazaré, Zigpi, Companheiros das Américas, Banco de Alimentos, Mesa Brasil – SESC, Asilo Padre Cacique, entre outros.

Em contato com o Gospel+, um dos responsáveis pela INAMEX, Luiz Alberto Giacobo, afirmou que a entidade precisa de alguns itens específicos, para desenvolver atividades com crianças: “Estamos à frente de uma entidade com crianças excepcionais. Necessitamos que nos ajudem com um aparelho de DVD e filmes cristãos. Necessitamos que as igrejas pentecostais nos visitem com apresentação de teatro, louvores e oração. Também necessitamos ajuda em alimento não perecível”.

Para fazer doações à INAMEX, acesse este link e escolha a opção que melhor se adéqua à sua possibilidade. Para saber mais sobre o Instituto, acesse inamex.com.br.

Fonte: Gospel+

O Gospel+ disponibilizou um espaço voltado para divulgação de projetos sociais focados em ajudar ao próximo. Se você conhece ou desenvolve um projeto social que precise de divulgação, entre em contato conosco através do link redegmais.com.br/contato e nos conte! Informe as áreas de atuação, formas de colaboração, meios de contato e visitas, para que possamos colaborar e servir ao Pai, servindo a seus filhos.

Sudão determina imediata retirada de cristãos do país Publicado por Redação em segunda-feira - 9 de abril de 2012














O presidente do Sudão, Omar al-Bashir (foto), determinou a retirada total dos cristãos do país, em uma intensificação da perseguição religiosa aos grupos minoritários cristãos na região.

O chefe de estado sudanês vem empreendendo, há décadas, perseguições a cristãos e minorias religiosas em todo o país e particularmente nas fronteiras com o Sudão do Sul.

O país recebeu a emancipação em 2011, e desde então, al-Bashir decretou a sharia – lei da islamização absoluta – em todo território. Segundo sua política, o país deveria tornar-se uma nação de “uma só língua, uma só cultura e uma só religião” e os sudaneses cristãos deveriam deixar o território.

Em entrevista ao The Christian Post, o pastor Mário Freitas, presidente da Missão em Apoio à Igreja Sofredora (MAIS), diretamente do Sudão, falou sobre o grande problema enfrentado pelos cristãos ameaçados, que é a falta de perspectiva.

De acordo com Freitas, que está no local desde 3 de abril, os líderes religiosos sudaneses estão tentando encontrar a linha emocional a seguir entre a fé e o desespero.

“Na verdade, ninguém sabe como serão os próximos dias. Não sabem se os filhos poderão seguir normalmente na escola. Não sabem se as esposas estarão em segurança nas ruas e nos mercados. Não sabem como e onde estarão os irmãos de fé”, conta o missionário.

Freitas explica que há grandes dificuldades no processo migratório, entre outras coisas, por causa da alta nos preços do território ao sul.

“Há muitos estrangeiros, funcionários de organizações humanitárias, diplomatas e negociantes, o que também inflaciona os preços. Se todos vão para o mesmo lugar, é natural que se gere concorrência naquele destino.”

Outro fator para a retirada é que os sudaneses cristãos possuem vínculos afetivos com o Sudão. “ Os cristãos pertencem etnicamente ao sul, por serem filhos de tribos daquela região, mas nasceram e cresceram no norte. Têm uma vida aqui em Khartoum. É aqui que seus sonhos foram gestados, aqui estudaram, aqui conheceram seus cônjuges. Não querem sair de casa porque estão em casa”, explicou. “Além disso, não seriam mais aceitos naquele território”.

Há ainda uma questão étnica, pois os sudaneses do norte têm ascendência árabe, enquanto os do sul têm origem nas raças tribais negras. “Estes são muçulmanos convertidos ao cristianismo, o que por si só, já é um crime mortal”.

Segundo o pastor Freitas, nas ruas de Khartoum, capital do Sudão, há uma tensão com relação aos cristãos e uma intensa perseguição moral a eles, que não conseguem empregos e assim não possuem os meios para sua subsistência.

Sobre a perspectiva do dia 8, próximo domingo, Freitas explica que os pastores e cristãos locais não conseguem fazer grandes predições. “Eles não sabem o que esperar. Mas têm muita fé”, assegura. “Eles simplesmente esperam e esperam. Aguardam passivamente, mas não vão deixar sua terra”, garante.

Um dos pastores locais, quando perguntado se temia a morte afirmou: “eu não tenho medo de morrer. Eu já morri”. Para Freitas eles “são heróis e nos encorajam diante de nossos míseros problemas. Eles sabem que Deus lhes será por juíz”.

Genocídio de cristãos

O presidente Omar al-Bahsir já foi indiciado pelo Tribunal Penal Internacional de Haia e tem contra si três acusações de genocídio.

A violência, porém, continua. No estado de Kordofan do Sul, ainda há bombardeios aéreos, assassinatos seletivos, sequestros de crianças e outras atrocidades contra cristãos.

Relatórios da ONU indicam que entre 53 mil e 75 mil civis inocentes foram expulsos de seus lares no território sudanês, e casas e edifícios foram incendiados.

Fonte: Christian Post

Igrejas da Grã-Bretanha promovem cultos ao ar livre para interceder por cristãos perseguidos Publicado por Valder Damasceno em 9 de April de 2012












Nos dias 20 e 27 de maio as igrejas da Grã-Bretanha realizarão cultos para interceder pela igreja perseguida em vários países do mundo. As reuniões acontecerão ao ar livre, também como uma forma de protesto, pois em vários países cristãos são impedidos de cultuar livremente, e muitas vezes são perseguidos por causa do evangelho.

Andy Dipper, diretor da organização “Release Internacional”, que luta pelos cristãos perseguidos, questionou os religiosos do Reino Unido e da Irlanda, “Você estaria disposto a cultuar ao ar livre se as autoridades fechassem sua igreja?”. Sua crítica foi para alertar as igrejas sobre a situação de cristãos que estão em países resistentes ao cristianismo, como a China e a Indonésia, que têm fechado igrejas e prendendo fiéis que persistem em culturar.

Dipper convocou todos os cristãos a comparecerem ao movimento, “Para mostrar o nosso apoio a esses cristãos perseguidos, estamos convidando igrejas em todo o Reino Unido e Irlanda a serem solidárias com os nossos irmãos e irmãs pelo mundo, para nestes domingos de maio realizarmos um grande culto ao ar livre.”.

Ele ainda convocou a todos para intercederem por todos os que são perseguidos por causa do evangelho, “Por favor, orem por estes cristãos corajosos que continuem a serem fortes no Senhor, que eles tenham a sabedoria para saber como lidar com as autoridades e responder com graça àqueles que lhes opõem.”.

Fonte: Gospel+

ONG Rio Gospel desenvolve trabalhos sociais junto a comunidades carentes no Vale do Jequitinhona Publicado por Tiago Chagas em 9 de April de 2012














O trabalho desenvolvido pela ONG Rio Gospel visa erradicar a prostituição infantil no Vale do Jequitinhonha, no estado das Minas Gerais.

O responsável pelo projeto, professor Edson Gomes, conversou com o Gospel+ numa entrevista exclusiva, falando sobre a história do projeto, áreas de atuação e parceiros.

Gomes explica que o projeto de combate à prostituição infantil é um dos projetos da ONG, e que a ideia surgiu após assistir uma reportagem que mostrava crianças se prostituindo por causa da fome.

Confira nossa conversa com o professor Edson Gomes:

Quais as áreas de atuação e público alvo do projeto?

Somos uma ONG.Evangélica Baseada na doutrina cristã. Hoje temos três projetos. O projeto que queremos apresentar é um projeto que está combatendo a prostituição infantil no Vale do Jequitinhonha (MG)., -Tirar as meninas de 10 a 13 anos da prostituição é a nossa missão a 6 anos nesta região.

Qual o tempo de atuação do projeto? Poderia contar um pouco da história, como surgiu, quem idealizou?

Em 2008 ao assistir um vídeo no SBT, eu Edson Gomes, Professor, Capelão Comunitário e prisional me senti muito sensibilizado com o que aquele vídeo apresentava, crianças de 10 a 13 anos de idade se prostituindo por 10 e 50 centavos, pois a fome estava afetando toda a família e elas não tinham outra saída a não ser vender seus corpinhos para conseguir levar o alimento para casa, inclusive algumas tinham o vírus da Aids.

A partir deste anos saímos do Rio de Janeiro com uma caravana levando aproximadamente 60 profissionais de várias áreas num ônibus fretado, um caminhão com quase 20 toneladas de alimentos, roupas, calçados e brinquedos e passamos a fazer esta trabalho todos os anos, cada ano em uma cidade, hoje já percorremos as cidades de Minas Novas, Capelinha, Almenara, Turmalina, Chapada do Norte e estamos nos preparando para em julho irmos para Itaobim, todas cidades do Vale do Jequitinhonha que é composto por 51 cidades.

Há três anos estamos trabalhando para implantar a Escola de Corte e Costura do Vale do Jequitinhonha, pois assim a cada ano iremos diminuir os peixes e aumentar o números de varas para ensinar a pescar. Hoje temos 12 máquinas de costuras e uma máquina de fazer fraudas na casa lar, na cidade de Minas Novas. Onde funciona a primeira turma da escola de corte e costura do Vale do Jequitinhonha

O Próximo passo do Projeto é dar inicio a implantação de turmas da Escola de Corte e costura em todas as cidades, e posteriormente juntar estas mulheres em cada cidade em cooperativas, para ajudá-las a conseguir as suas rendas, para que não venham mais a enviar as suas próprias filhas à prostituição.

Já estamos trabalhando para conseguirmos até julho deste ano R$ 39.000, 00 para a compra de 6 máquinas de costura profissionais, e implantação de mais uma turma, desta vez na cidade de Turmalina. Este valor que estamos buscando dará para implantar a Turma e custea-la por 12 meses, com instrutores, aluguel, despesas de insumos. Veja o projeto no: http://www.lets.bt/project/prostitui-o-brincadeira-de-crian-a

Quais os parceiros que o projeto possui?

Oficialmente não temos nenhum parceiro fixo, temos divulgado e temos recebido ajuda de pessoas físicas em geral que estão nos ajudando, porém esta ajuda é muito pequena para o tamanho do projeto, as pessoas se apresentam sensibilizadas para nos ajudar, porém esta ajuda é só para conseguirmos os alimentos para levar, já que as roupas, calçados e brinquedos para levar na viagem anual, no decorrer de todo ano saímos de igreja em igreja recolhendo e estocando para serem levadas na caravana.

Inclusive as máquinas de costura que temos na nossa turma de corte e costura da cidade de Minas Novas, são maquinas domesticas doadas por pessoas do seu uso pessoal, e hoje não mais atende as nossas necessidades. Mais irão ficar nesta casa para atender as necessidades da casa LAR e continuar servindo para ensinar ao oficio do corte e costura.

Poderia contar um ou mais testemunhos de pessoas que foram beneficiadas pelo projeto?

Nestes 5 anos de viagem de Ação Social ao Vale do Jequitinhonha temos já levamos mais de 2 mil cestas básicas, 50 toneladas de roupas, brinquedos, moveis, eletrodomésticos, geladeira, televisão, etc. Por onde nossa caravana passa temos testemunhos de mudanças e Bênçãos de Deus.

Porém um fato que nos chamou a atenção na cidade de Minas Novas, foi quando em 2009 visitamos a casa Lar para deixar as máquinas de costuras e em conversas com as meninas de que ali vivem, pois são abusadas sexualmente em suas casas, muitas vezes pelos próprios país, uma das meninas nos disse que elas eram motivadas pelas mães para se prostituirem, isto meninas com idade de 10 a 13 anos de idade e ainda ouvimos de uma monitora que ali estava que aquelas meninas precisavam de absorventes íntimos, pois a maioria delas tinham que reciclar seus absorventes íntimos. Isto nos deixou perplexos e no ano seguinte, levamos uma máquina de fazer absorvente e fraudas descartáveis que hoje se encontra na Casa Lar.

Quais os meios de contato do projeto?

É possível nos contatar através do E- mail edsongomes@reflexoemocoes.com.br, ou através do site portalriogospel.com.br. Há também outros meios, como o blog wix.com/edsongome7/projeto-do-site, canal no Youtube youtube.com/riogospel?gl=co&hl=es-419, Twitter - https://twitter.com/#!/ongriogospel, Facebook facebook.com/pages/ong-riogospel/1733540066074161?res=tn_tnmn ou nos visitar na Rua Sargento Ivan Pereira Sá, 110 – Bangu – Rio de janeiro – RJ - Tel: (21) 3337 6813 – 3337 6827 – 9893 6162.

Quais as formas de contribuição e necessidades do projeto?

Hoje o nosso objetivo e alvo é já em Julho inaugurar esta nova turma da Escola de Corte e Costura do projeto, na cidade de Turmalina – Vale do Jequitinhonha – MG. Por isto nós precisamos de ajuda financeira. Pelos nossos cálculos, neste primeiro momento iremos precisar de R$ 39.000,00. E você poderá transferir ou depositar na conta da ONG Rio Gospel que é: Banco Bradesco / Agencia 6690-7 / Conta Corrente – 1183-5 – CNPJ – 11302637/0001-59 ou se preferir usar o Cartão de crédito pelo sistema PagSeguro, entrando em www.portalriogospel.com.br.

Gostaria de deixar uma mensagem para os leitores?

Meus queridos e amados irmãos (as) e leitores, quantos de nós nos cansamos de pedir a Deus por nós e pela nossa família e parentes, a maioria das vezes nos preocupamos pouco com os outros.

Hoje Deus nos dá uma oportunidade de fazermos como seu filho Jesus Cristo fazia: ajudar o órfão, o mendigo, o drogado, a prostituta, o faminto, o miserável, a viúva e as crianças. Ele está me usando para que você possa ser benção na vida de outras pessoas. Voce pode além de orar, contribuir financeiramente e divulgar este projeto para todos os seus contatos. Eu creio: o vale que hoje é chamado o vale da miséria, será em breve chamado de “o vale abençoado por deus”.

Muito obrigado!

Fonte: Gospel+

O Gospel+ disponibilizou um espaço voltado para divulgação de projetos sociais focados em ajudar ao próximo. Se você conhece ou desenvolve um projeto social que precise de divulgação, entre em contato conosco através do link redegmais.com.br/contato e nos conte! Informe as áreas de atuação, formas de colaboração, meios de contato e visitas, para que possamos colaborar e servir ao Pai, servindo a seus filhos.

Escritor afirma que negar a Israel como povo de Deus é “rejeitar o próprio alicerce do Cristianismo”. Leia na íntegra Publicado por Tiago Chagas em 9 de April de 2012











Com o surgimento de diversas tendências teológicas no meio cristão, a rejeição a Israel como nação escolhida de Deus foi tem de um artigo escrito por Joseph Farah, e traduzido pelo ativista Julio Severo.

Farah afirma que compreende “porque Israel é cada vez mais odiado pelo resto do mundo” pois isso foi “predito” na Bíblia.

O escritor Joseph Farah relata a rejeição de diversos segmentos cristãos a Israel e diz que “rejeitar os judeus e sua nação é rejeitar o próprio alicerce do Cristianismo”, e emenda, afirmando que “uma doutrina maligna conhecida como Teologia da Substituição, em todo aspecto tão repugnante quanto a Teologia da Libertação, se enraizou na igreja”.

Em uma crítica velada ao pastor Rick Warren, que está sendo acusado de idealizar e promover o “Crislã”, uma convergência entre cristianismo e islamismo, Farah disse que fica incomodado com essas circuntâncias: “Alguns dos “cristãos” mais conhecidos nos EUA estão tentando encontrar pontos em comum com os muçulmanos, que afirmam que adoram o mesmo deus. Boicotes a Israel estão sendo organizados por pessoas que afirmam ser cristãs”, observa.

Joseph Farah também citou a questão política mundial, que segundo ele, se desenha desfavorável a Israel: “A ONU continua a aprovar mais resoluções contra Israel do que contra todo o resto das nações do mundo juntas. O mundo assiste de braços cruzados enquanto um país que jurou aniquilar Israel e os judeus do mundo prepara armas nucleares e sistemas de lançamento de mísseis. E você sabe que o mundo condenará Israel se Israel levantar um dedo para se proteger”.

Confira abaixo a íntegra do artigo “Para os cristãos que rejeitam Israel”:

Compreendo por que Israel é cada vez mais odiado pelo resto do mundo.

Compreendo mesmo.

Compreendo o crescente antissemitismo nos EUA e no mundo inteiro.

Se você é um cristão ou judeu que crê na Bíblia, isso não é mistério.

Aliás, isso foi predito.

O que não entendo é por que alguns cristãos professantes rejeitam Israel. Pois rejeitar os judeus e sua nação é rejeitar o próprio alicerce do Cristianismo. Até mesmo ser morno no que se refere aos judeus e Israel é fundamentalmente rejeitar a oliveira na qual fomos enxertados como um galho de oliveira brava, conforme explica Romanos 11:24.

O que muitos cristãos de hoje testemunharam como o renascimento de Israel em sua vida é descrito na Bíblia como um milagre maior do que a divisão do mar Vermelho, o maná do céu, a entrega da lei no monte Horebe e todas as outras obras de Deus associadas com o Êxodo e a entrada dos filhos de Israel na Terra Prometida. É isso o que aprendemos em Jeremias 23:7-8.

Contudo, uma doutrina maligna conhecida como Teologia da Substituição, em todo aspecto tão repugnante quanto a Teologia da Libertação, se enraizou na igreja. Lamento dizer, mas você tem de descartar ou alegorizar boa parte da Bíblia para adotar uma dessas opiniões e ainda se chamar de cristão.

Enquanto isso, crianças judias estão sendo executadas a sangue frio e sendo filmadas na França. Alguns dos “cristãos” mais conhecidos nos EUA estão tentando encontrar pontos em comum com os muçulmanos, que afirmam que adoram o mesmo deus. Boicotes a Israel estão sendo organizados por pessoas que afirmam ser cristãs. A ONU continua a aprovar mais resoluções contra Israel do que contra todo o resto das nações do mundo juntas. O mundo assiste de braços cruzados enquanto um país que jurou aniquilar Israel e os judeus do mundo prepara armas nucleares e sistemas de lançamento de mísseis. E você sabe que o mundo condenará Israel se Israel levantar um dedo para se proteger.

Tenho um problema com isso.

Tenho um problema porque vejo cristãos demais do lado errado ou em cima do muro.

O antissemitismo é extremamente venenoso em nosso mundo hoje. Está alcançando proporções nunca vistas desde o Terceiro Reich.

Onde está a igreja?

Obviamente, não está lendo a Bíblia.

A Palavra de Deus não só predisse o retorno dos judeus a Israel, mas também prediz que o caminho para Jerusalém se tornaria uma pedra incômoda para o mundo inteiro (Zacarias 12:3).

Mas também prediz que Israel triunfará sobre toda a adversidade e que as pessoas e as nações serão julgadas sobre como trataram Israel (Miquéias 4) — a menina dos olhos de Deus (Zacarias 2:8).

O mundo odeia Israel porque seu príncipe odeia Israel (João 16:11).

Mas e quanto aos cristãos?

Será que eles têm lido a Bíblia?

Em parte alguma de suas páginas, a Bíblia indica que a “igreja” substituiu as promessas de Israel. Aliás, a Bíblia declara categoricamente o oposto. Deus não muda de ideia. Ele é o mesmo ontem, hoje e amanhã. Os cristãos têm suas promessas apenas porque foram adotados como filhos adotivos de Abraão, Isaque e Jacó por meio da fé no Messias judeu.

Esse é um estudo da Bíblia que pode com facilidade ser longo. Mas permita-me concluir com Isaías 62:

Por meu amor misericordioso para com Sião, não deixarei de agir, por compaixão a Jerusalém não descansarei enquanto a sua justiça não resplandecer como o romper da aurora, e a sua salvação como as chamas de uma grande tocha.

(Isso significa que Deus nunca vai desistir de Israel.)

Eis que as nações contemplarão a sua justiça, e todos os reis e governantes da terra, a sua glória; tu, ó Israel, serás chamada por um novo nome que a própria boca de Yahweh te conferirá!

Serás um maravilhoso diadema nas mãos do Eterno, uma coroa real na mão do seu Deus.

Ó Israel, tua terra não mais será chamada “Desprezada” nem “Abandonada”. Tu serás honrada e chamada Hefzibá, O Meu Prazer Nela Está; e sua terra: Beulá, Casada, porquanto o SENHOR terá grande prazer em ti, e a tua terra estará desposada!

Do mesmo modo como um jovem se casa com sua noiva, assim teus filhos se casarão contigo; e, da mesma maneira como o noivo se alegra da noiva, assim também o teu Deus se alegrará de ti.

Ó Jerusalém, coloquei sentinelas sobre os teus muros, que jamais deixarão de estar atentos, dia e noite, sem descansar. Para vós, vigias, que clamais incessantemente a Yahweh, não há trégua!

Também não deixes que o Eterno descanse, até que tenha reconstruído Jerusalém, fazendo dela uma cidade elogiada no mundo todo.

Yahweh jurou pela sua destra e pelo seu braço forte: “Não tornarei a dar o teu trigo como alimento aos teus inimigos, nem os estrangeiros tornarão a beber do teu vinho, aquele com que tu te afadigaste produzindo.

Entretanto, aqueles que ceifaram o trigo o comerão, louvando a Yahweh, aqueles que juntaram as uvas delas beberão alegremente nos pátios do meu Templo, os meus átrios sagrados!”

Passai, passai pelos portões! Preparai um caminho para o meu povo. Construí, construí a estrada, removei as pedras. Erguei uma bandeira para as nações!

Em verdade, Yahweh faz ouvir a sua voz até os confins da terra: “Dizei à Filha, cidade de Sião: Eis que o teu Salvador está chegando, eis com ele a sua recompensa e o seu galardão está seguro em sua mão.

Eles serão chamados “Povo Santo”, “Redimidos de Yahweh”; e tu serás chamada “Querida”, “Cidade Não Desprezada”! (Isaías 62:1-12 KJA)

(A propósito, cristãos, isso ainda não aconteceu. E Deus não trai suas promessas).

Fonte: Gospel+

Rebecca Brown - Ele veio para libertar os cativos












VALE A PENA ESCUTAR EU JÁ LI O LIVRO E É MUITO BOM, MAS PEÇA AO SENHOR JESUS QUE ESTEJA COM VOCÊ . DANDO-LHE FORÇAS CONTRA SATANÁS.








Criss Angel Maligno
























Criss Angel - Ilusionista e Satanista




Aluno gay processa escola por ter sido proibido de usar camiseta com a frase “Jesus não é homofóbico” Por Dan Martins em 8 de April de 2012











Um estudante da cidade de Waynesville, no estado norte-americano de Ohio, foi ameaçado de expulsão na escola em que estuda por usar uma camiseta contra a homofobia. Maverick Couch, que é homossexual assumido, está processando a escola e o diretor num tribunal de Ohio após ter sido ameaçado de suspensão caso usasse uma camiseta com a mensagem “Jesus não é homofóbico”.

O estudante foi ameaçado de expulsão porque a direção da escola considerou a camiseta ofensiva e inadequada, alegando que a frase estampada nela é de “natureza sexual”.

O estudante falou sobre o caso à WBTV, emissora afiliada da Fox, onde afirmou que “a escola deve ser um lugar em que os estudantes se sintam seguros e à vontade, um lugar onde todos os estudantes possam aprender e aceitar uns aos outros”. Ele disse ainda que “quando esses direitos são desrespeitados não é certo”.

Acionados por uma das organizações mais antigas de defesa de gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros dos EUA, a Lambda Legal, sobre o direito do estudante de usar a camiseta, a direção da escola respondeu afirmando que “a mensagem na camiseta do estudante tinha conteúdo sexual, indecente e inapropriado para a escola”.

Na ação movida pela organização junto com o estudante, eles argumentam que a atitude da escola viola a primeira emenda constitucional dos EUA, sobre liberdade de expressão.

Segundo o G1, o advogado do adolescente, Christopher Clark, argumentou sobre a resposta da escola explicando que “sugerir que [a camiseta] é ofensiva, inapropriada ou sexual é realmente um tipo de humilhação à mensagem que Maverick queria passar no Dia do Silêncio”.

Com a repercussão do caso, a escola resolveu permitiu que o aluno vista a camiseta no próximo dia 20 de abril, dia em que é comemorado o Dia do Silêncio, quando acontecem no país protestos contra intimidação de estudantes gays.

Porém o estudante pretende seguir com o processo, para que consiga garantir seu direito de vestir a camiseta quando quiser em não apenas em uma data determinada pela escola, e afirmou: “Eu espero que a escola me ajude a criar um ambiente de aceitação para garotos LGBT, não de punição”.

Fonte: Gospel+

Ateus organizam churrasco para contestar tradição católica de não comer carne vermelha na véspera da Páscoa Por Dan Martins em 8 de April de 2012















Uma organização ateísta do Chile promoveu nessa sexta feira (06) o “1º Churrasco Ateu de Semana Santa”, evento que, segundo seus organizadores, tem o objetivo de ser uma “tradição de romper com a tradição” católica de não comer carne vermelha nessa data. Os organizadores do evento alegaram que esse costume “é uma tradição surgida de uma convenção da Igreja Católica, não do evangelho, e poucos cristãos têm noção disso”.

O churrasco aconteceu no Parque Intercomunal La Reina, localizado na capital chilena, e foi organizado pela Ateísmo Chile, uma entidade que nasceu em 2011 para reunir ateus e agnósticos do país.

A entidade se manifestou para explicar o evento através do seu assessor de imprensa, Ramón Badilla, que afirmou que “a Sexta-feira Santa, para os próprios cristãos, é um feriado para se refletir sobre a religião, e aqui nós queremos justamente convidar os ateus a que venham refletir, mas de outra maneira”.

Além de membros da organização ateísta, estiveram presentes no evento também pessoas religiosas, como a estudante de direito Astrid González, que diz acreditar em alguns dogmas da Bíblia, mas não se sente identificada por nenhuma corrente específica do cristianismo. A jovem afirmou acreditar que “Deus não é um ente inquisidor e déspota, como prega a Igreja Católica, e sim uma força que traz equilíbrio e harmonia ao universo”.

O matemático Hamlet Muñoz, presidente da Ateísmo Chile, também falou sobre o evento: “Entre os meus amigos cristãos eu fiz uma enquete e nenhum soube responder por que não come carne na Sexta-feira Santa, acho que os cristãos que vieram é porque já nem ligam para esse paradigma”, frisou, segundo o site Opera Mundi.

Muñoz contou também que o evento sofreu resistência de alguns membros da entidade, que são vegetarianos. “Descobrimos, dias depois de lançar a ideia do churrasco, que um grande número de ateus chilenos são vegetarianos, alguns não se importaram, mas outros se recusaram claramente a participar”, explicou.

No Brasil, Igreja Católica deixou de exigir, principalmente dos mais pobres, esse jejum, mas a maioria dos fiéis mantém a tradição.

Trabalho da Igreja Renascer com recuperação de dependentes químicos é destaque em jornal. Leia na íntegra Por Dan Martins em 8 de April de 2012















A Igreja Renascer em Cristo coordena em São Paulo um trabalho de recuperação de dependentes químicos. Através do Grupo de Apoio a Usuários e Familiares (Gauf), a igreja presta apoio aos dependentes e às suas famílias. O trabalho é feito em encontros que acontecem nas regionais da igreja, e os casos mais graves são encaminhados para o Centro de Recuperação Renascer, uma clínica de reabilitação gratuita.

De acordo com o site Renascer Prime, esse trabalho foi destaque no Jornal Metrô News, publicação que é distribuída nas estações de metrô de São Paulo.

O bispo Gê Tenuta explicou o trabalho feito pela igreja: “O trabalho no Gauf é feito não só com dependente químico, mas também com os familiares que em muitos casos não sabem como lidar com a situação. No primeiro momento a reunião é feita com todos os participantes, depois separados por grupos são abordados assuntos mais específicos”.

Ele explicou também que o auxílio prestado pela igreja não é destinado apenas aos evangélicos, mas tem o objetivo de dar suporte às pessoas independente da religião, “mas conteúdo espiritual é ministrado”, explicou.

Leia a matéria na íntegra:

Toda semana a história se repete, determinados a colocar ponto final no sofrimento causado pela dependência química, usuários de drogas e familiares se reúnem aos sábados e às quartas-feiras nas regionais da Igreja Evangélica Renascer em Cristo espalhadas pela cidade para trocar experiência e reescrever suas histórias com a ajuda do Grupo de Apoio a Usuários e Familiares (Gauf). Os casos mais graves são encaminhados para o Centro de Recuperação Renascer, clínica de reabilitação gratuita.

Realizadas duas vezes por semana, as reuniões do Gauf acontecem em aproximadamente cem endereços das regionais, nos bairros onde a igreja está presente. “O trabalho no Gauf é feito não só com dependente químico, mas também com os familiares que em muitos casos não sabem como lidar com a situação. No primeiro momento a reunião é feita com todos os participantes, depois separados por grupos são abordados assuntos mais específicos”, explicou bispo Gê Tenuta.

Destinado não apenas aos evangélicos, o Gauf tem o objetivo de dar suporte às pessoas independente da religião, mas conteúdo espiritual é ministrado. “Grande força para a recuperação e a manutenção é do contingente desta experimentação”, ressaltou o bispo que explicou ainda que em muitos casos, os familiares são os primeiros a procurar ajuda. “Mas os orientamos e duas reuniões depois o dependente acaba comparecendo às reuniões”, disse.

Apenas 10% são encaminhados para o centro de recuperação

Atendidas num primeiro momento pelo Grupo de Apoio a Usuários e Familiares (Gauf), da Igreja Renascer em Cristo, apenas 10% dos casos chegam ao Centro de Recuperação Renascer (CRR), segundo o bispo Gê Tenuta, outros 90% abandonam o vício com as orientações dadas nas reuniões. “Centenas de pessoas passam todo ano pelo Gauf. Para ter uma ideia, a proporção de pessoas encaminhadas para o CRR e de 10%, a maioria se recupera no Gauf”, explicou.

Inaugurado em 2000, a unidade masculina do CRR fica em Santana de Parnaíba, no Interior de São Paulo. Já a unidade feminina recém-inaugurada em Caraguatatuba, Litoral paulista, está aberta desde fevereiro deste ano. “Na unidade feminina hoje temos ocupadas 20 vagas, a expectativa é chegar a 42. Na unidade masculina hoje temos 68 pessoas, mas há capacidade para atender até 120 pessoas”, disse. Totalmente gratuito, o tratamento nos CRRs contam atendimento psiquiátrico, odontológico e atividades terapêuticas e ocupacionais.

Comerciante reescreveu história

Atleta de motociclismo, aos 27 anos, Luiz Claudio Carvalho, hoje com 49 anos, teve que interromper a carreira que parecia promissora. A frustração o fez mergulhar no mundo das drogas. Anos depois de ter dado o primeiro passo para a reabilitação, longe das drogas Carvalho que é comerciante na região da ‘Cracolândia’ vê seu antigo drama passar todos os dias diante de seus olhos.

“Tive que encerrar a carreira, não fumava, não bebia, era casado, mas comecei a sair e fumar cigarro, maconha, cocaína e cheguei até a fumar crack”, disse Carvalho.

Depois de 15 anos entregue às drogas, foi sua mulher que, sem saber como lidar com a situação e disposta a salvar o casamento, procurou por ajuda. Das reuniões, Carvalho foi encaminhado para o Centro de Recuperação Renascer, onde permaneceu por seis meses. “Hoje mesmo diante das dificuldades em nenhum momento passa pela minha cabeça voltar a usar droga”, diz Carvalho.

Fonte: Gospel+

Mulher pode ser presa por ter batizado seus dois filhos sem consentimento do ex-marido Por Dan Martins em 8 de April de 2012














A discordância entre duas tradições cristãs pode levar a norte-americana Lauren Jarrell a ser presa em Nashville, no estado do Tennessee. Membro da Igreja Presbiteriana a americana é separada de Blake Jarrell, que frequenta a Igreja Metodista. Por ocasião do divórcio, eles haviam acordado que as decisões sobre a educação religiosa de seus dois filhos dois deveriam ser feitas em conjunto.

A mãe levou os meninos, de 5 e 7 anos para serem batizados sem o pai, o que o levou a abrir um processo contra ela. Blake Jarrell acredita que os filhos devem ser batizados quando forem mais velhos e capazes de compreender o significado da cerimônia de batismo. O pai das crianças ganhou a causa no Tribunal de Apelações. Segundo o NY Daily News, se for condenada, em última instância, Lauren terá de pagar uma multa e pode passar 20 dias na prisão.

A defesa da mãe, porém, argumenta que exigir que os pais concordem com a educação religiosa, é inconstitucional. “Mantemos nossa posição de que os tribunais não devem interferir nas disputas religiosas entre os pais. Um dos pais tem o direito constitucional de influenciar seus filhos com a sua religião pessoal, desde que não haja demonstração de prejuízo pessoal para as crianças”, afirmou a advogada Mary Morgan Whitfield.

Consultados sobre o caso, especialistas jurídicos discordam da decisão do tribunal e afirmam que nenhum juiz pode arbitrar sobre qualquer doutrina espiritual.

Blake Jarrell acusa a ex-mulher ainda de não dar a ele oportunidade de estar presente na cerimônia de batismo dos filhos. Ele afirma só ter ficado sabendo do ocorrido muito tempo depois.

Fonte: Gospel+

Editorial da Folha de São Paulo defende proibição de práticas religiosas em escolas “para garantir liberdade religiosa” Por Dan Martins em 8 de April de 2012



















O jornal Folha de São Paulo publicou essa semana um editorial falando do caso do estudante ateu Ciel Vieira, que foi hostilizado pelos colegas em sala de aula por não fazer uma oração proposta pela professora.

Comparando o caso do estudante de Miraí a uma situação vivida por Carlos Drummond de Andrade, que foi expulso de um colégio jesuíta por “insubordinação mental”, o texto pulicado no jornal defende que o “Estado deve impedir práticas confessionais em sala de aula na rede pública, não para reprimir a fé, mas para garantir liberdade religiosa”.

O texto fez ainda um gancho da história do estudante com os recentes protestos contra a presença de crucifixos em repartições públicas para frisar sobre o crescimento de “iniciativas para afirmar com mais nitidez o princípio da laicidade do Estado”.

O jornal criticou também denominações cristãs que “fazem valer seu poder como mecanismos eleitorais” e afirmou, sobre tais igrejas, que “vê-se em toda parte uma tendência, se não para o fundamentalismo religioso, pelo menos no rumo de um proselitismo militante”.

Leia na íntegra o editorial publicado pelo jornal:

Há quase cem anos, um adolescente mineiro foi expulso do colégio de jesuítas onde estudava. Seu nome: Carlos Drummond de Andrade (1902-1987).

O motivo da expulsão também ganhou notoriedade: a “insubordinação mental” de que o acusavam tornou-se, com o passar dos anos, uma das muitas distinções da biografia do poeta.

Também mineiro, e com a mesma idade (17 anos) que tinha o escritor naquele episódio, o estudante Ciel Vieira “insubordinou-se”, por assim dizer, diante de uma professora de geografia do seu colégio, na cidade de Miraí, a 355 km de Belo Horizonte. A professora tinha por hábito iniciar as aulas rezando o Padre Nosso. Ateu, o estudante não acompanhou a classe na oração. A professora reagiu, dizendo ao jovem que ele não tinha Deus no coração e nunca seria nada na vida.

O caso ganhou repercussão, dando respaldo à atitude do estudante que, com razão, não vê motivo para ser obrigado a rezar numa escola da rede pública.

Seria mais confortável, é claro, fingir uma adesão superficial ao rito. A atitude de independência do estudante se inscreve, todavia, num clima ideológico e cultural que se diferencia dos padrões de indiferença e acomodação típicos do Brasil de algumas décadas atrás.

Dos protestos contra a presença de crucifixos em repartições públicas ao questionamento judicial, por parte da União, dos critérios que devem reger o ensino religioso nas escolas, avolumam-se iniciativas para afirmar com mais nitidez o princípio da laicidade do Estado.

Ao mesmo tempo, vê-se em toda parte uma tendência, se não para o fundamentalismo religioso, pelo menos no rumo de um proselitismo militante. É uma manifestação legítima, desde que não resvale para a imposição ao público de valores e práticas cuja adoção constitui matéria de foro íntimo.

Denominações cristãs diversas fazem valer seu poder como mecanismos eleitorais. Bancadas parlamentares religiosas se organizaram em todos os níveis da Federação. A TV aberta promove intensamente este ou aquele credo.

Por demagogia ou convicção, surgem mesmo casos em que políticos quebram explicitamente o princípio da neutralidade do Estado em questões religiosas. Foi o que aconteceu em Ilhéus, onde vereadores e prefeito tornaram obrigatória a oração do Pai Nosso nas escolas municipais.

Casos assim podem parecer localizados e desimportantes. Todavia, a ideia de que o Estado não deve se imiscuir nas questões de fé tem uma relevância cada vez maior.

Não se trata de uma questão de militância ateísta -o que está em jogo é a liberdade de todas as religiões, indistintamente, para conviverem de forma pacífica, sem favor nem perseguição do poder público.

Fonte: Gospel+

Pastor Silas Malafaia faz graves denúncias em seu programa especial: “pior que nazismo!” Assista ao vídeo na íntegra
















O pastor Silas Malafaia fez um programa especial no último Sábado, 07/04, sobre a polêmica entre os ativistas gays e as lideranças evangélicas. Com quase uma hora, Malafaia fez uma retrospectiva de seu envolvimento com a questão e apresentou documentos das denúncias feitas contra ele e sua defesa.

Silas Malafaia afirmou que a proposta da então deputada Iara Bernardi, que formalizou a primeira versão do PL 122 em 2006, não se tratava de proteção à liberdade de escolha de opção sexual, mas sim, de “privilégio”, pois previa pena para manifestações de pensamento contrárias ao comportamento homossexual.

O pastor afirmou também que em 2007, ativistas gays tentaram mudar a classificação indicativa de seu programa, numa tentativa indireta de tirá-lo do ar, pois caso a acusação de programação imprópria para classificação “Livre” fosse aceita, ele seria obrigado a veicular seus programas à noite, o que inviabilizaria o programa.

Como também é psicólogo, o pastor Silas Malafaia enfrentou denúncias de grupos de ativistas gays ao Conselho Regional de Psicologia. Nas acusações, afirmaram que Malafaia usava a revista Fiel e o programa Vitória em Cristo para emitir opiniões contrárias ao PL 122. “Isso aqui é pior que nazismo, do que fascismo, ditadura militar”, afirma o pastor. O caso acabou arquivado pelo Conselho Federal de Psicologia, mas foi reaberto em 2012, segundo Malafaia, “sem apresentar um fato novo”, o caso foi reaberto a pedido do mesmo grupo que havia feito as primeiras acusações.

O pastor abordou também a polêmica envolvendo o presidente da ABGLT, Tony Reis, que enviou ao Ministério Público Federal uma denúncia contra Malafaia, com trechos de sua fala editados: “Induzir autoridade a erro é crime”, contra-ataca o pastor.

Sobre os procuradores federais que acolheram denúncias contra ele, Silas Malafaia não apresentou nomes, mas afirmou que trata-se de “perseguição religiosa” e “tráfico de influência”, e garantiu que irá entrar com representações contra ambos no Conselho Nacional de Justiça e no Conselho do Ministério Público Federal.

Silas Malafaia falou também sobre os casos de 260 assassinatos de homossexuais no Brasil em 2011, que representam 0,00137% da população homossexual do país: “O Brasil não é um país homofóbico. Lamentamos essas mortes, mas não é um país homofóbico. Eu quero deixar isso aqui bem claro. Isso é armação de ativistas gays para mamarem grana nas suas propagandas”, afirmou.

Confira aqui a íntegra do programa em que o pastor Silas Malafaia rebateu as acusações contra ele e classificou o ativismo gay de “perseguição religiosa.

Fonte: Gospel+



Publicado por Tiago Chagas em 8 de April de 2012






#FreeSudan: Famosos e anônimos se mobilizam contra ordem para cristãos sairem do Sudão Por Dan Martins











Após privar os cristãos sudaneses de sua cidadania, o governo do Sudão determinou que todos os cristãos deixem o país até o próximo domingo (08 de abril). O estado islâmico do Norte determinou que os cristãos que não deixarem o país serão considerados estrangeiros. O país é controlado por um regime que é abertamente hostil aos não árabes e não muçulmanos.

A perseguição a cristãos tem aumentado sistematicamente no país. Em julho de 2011 o Sudão, que é um país 70% muçulmano e possui um governo islâmico conservador e uma história horrível de violência, quebrou o acordo de paz, assinado em 2005 que havia interrompido a guerra civil que assolava o país. A gerra civil tinha motivações, principalmente, étnicas e religiosas.

O ultimato do governo sobre a situação dos cristãos no país pode provocar a ida de milhares de refugiados para o Sudão do Sul e, consequentemente, uma crise humanitária, visto que o país luta com uma crise alimentar causada pela seca que arruinou as suas plantações.

De acordo com a Worthy Christian News, o diretor internacional da organização “Barnabas Aid” (Ajuda Barnabé), Dr. Patrick Sookhdeo, comentou sobre a situação afirmando que “apesar do final da longa guerra civil e da independência do sul do Sudão, cristãos de ambas as nações continuam a sofrer crueldades”.

A situação do Sudão fez com que surgisse uma mobilização mundial em apoio aos cristãos do país. Utilizando a tag #FreeSudan, milhares de famosos e anônimos estão se mobilizando através das redes sociais para pedir pela liberdade no Sudão. No Twitter o assunto chegou a aparecer entre os Trending Topics Mundiais (assuntos mais comentados na rede).

Fonte: Gospel+

Falece, aos 100 anos, o pastor e missionário da Junta de Missões Nacionais Dodanim Gonçalves Por Dan Martins


















Faleceu no fim da última semana, em Palmas, no Tocantins, o missionário e pastor Dodanim Pereira Gonçalves. O missionário havia completado 100 anos de idade em agosto do ano passado, e morreu em decorrência de uma crise pulmonar.

Nascido em Cambuci-RJ no dia 05 de agosto de 1911, o pastor foi nomeado missionário pela Junta de Missões Nacionais (JMN) em 1942, quando seguiu para atuar na cidade de Carolina, no Maranhão. Dodanim passou a maior parte do seu ministério na cidade de Itajacá (TO), onde se dedicou à evangelização dos índios Kraô. O missionário chegou a pastorar a Igreja Batista em Itacajá e foi diretor no Lar Batista F.F. Soren, ao lado de sua esposa Edith Duarte Pereira, nos anos de 1946 a 1950.

A filha do missionário, Darlene Duarte Pereira, falou sobre o trabalho missionário de seu pai: “É uma referência especial para mim, para toda a missão batista, para todos os missionários, para todos que passaram pelo Lar Batista, enfim, para toda a sociedade. É exemplo de vida, dedicação e renúncia. Meu pai foi guerreiro, um homem de fé”, frisou.

De acordo com o site da JMN, mesmo após sair do ar Batista, do qual foi diretor, o missionário prosseguiu colaborando com o trabalho da instituição, tendo, inclusive, doado a propriedade para a JMN construir a primeira sede do Lar Batista F.F. Soren, na cidade de Itacajá, e mais uma fazenda de 107 hectares no município de Piacá, onde eram cultivadas roças de arroz, feijão e outros que serviam de mantimento para o Lar Batista.

Dodanim era referência nos trabalho missionários do Brasil e era considerado um dos missionários mais “velhos” do país.

Fonte: Gospel+

Igreja Batista Memorial serve almoço para catadores de lixo em comemoração à Páscoa Por Dan Martins

















Liderados pelo pastor Valter Luiz de Oliveira, voluntários da Igreja Batista Memorial de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, serviram um almoço para um grupo de cerca de 90 catadores de lixo, em frente ao lixão da cidade. O almoço foi servido na última sexta-feira (06), em celebração à Páscoa.

Três voluntários da igreja prepararam refeições suficientes para 150 pessoas, tendo no cardápio moqueca de pintado e bobó de galinha.

A igreja atua há três anos junto aos catadores, e o pastor Valter de Oliveira afirma, segundo o site Correio do Estado, que essa não é a primeira vez que a Igreja Batista serve almoços para os trabalhadores.

De acordo com o pastor, essa ação solidária acontece normalmente no Natal, mas que esse ano decidiram estendê-lo também à Páscoa. Ele afirma ainda que pretende promover um evento semelhante em outubro, no dia das crianças.

Fonte: Gospel+

Pesquisa revela que Igreja Católica está ficando sem padres Publicado por Valder Damasceno



















Uma pesquisa realizada na Suíça mostrou que a Igreja Católica está ficando sem padres, os dados mostram que no ano de 2029 haverá aproximadamente um terço a menos de sacerdotes comparado à quantidade contada no ano de 2009. Alguns grupos católicos tem defendido o fim do celibato dentro da igreja, e ainda propõem a inclusão de mulheres para o ofício.

Mas, o Instituto Suíço de Sociologia Pastoral, publicou um livro em 2011 abordando sobre o assunto, e revelou que o envelhecimento e a redução do número de padres serão atenuados pelo crescimento da quantidade de ajudantes não ordenados.

Arnd Bunker, um dos autores do livro, comentou, “Fizemos um prognóstico para os próximos 20 anos e podemos dizer que não há surpresas: o número de sacerdotes cairá.”, e ainda explicou que o número de padres ordenados será menor do que a quantidade de os sacerdotes que falecem.

Ele ainda comentou sobre o celibato, “Esse é um antigo problema e que está relacionado às vocações. O celibato é uma razão, porém não decisiva para explicar essa tendência”, e sobre a igreja como instituição, “É um problema do papel que a igreja tem atualmente nas nossas vidas, na sociedade e na cultura. O lugar da religião institucionalizada, ou seja, as igrejas oficiais, mudou bastante. As antigas estruturas de vocação não existem mais.”, citou o escritor.

A igreja acredita poder haver uma reversão nesse quadro, Nicolas Glasson, reitor do seminário Católico em Villars, citou o exemplo da França, que passou por situação parecida com a da Suíça, mas conseguiu se reerguer. “A França passou pela situação vivida por nõs atualmente, mas isso há trinta ou quarenta anos. Nos últimos dois anos os números se mantiveram estáveis e agora eles cresceram em 10%”, relatou Glasson. O resultado foi conseguido através de campanhas para atrair jovens para o seminário e o sacerdócio, chegaram a utilizar inclusive redes sociais como o Facebook, o que de um expressivo resultado.

Outras ideias como a de trazer sacerdotes de outros países estão sendo cogitadas pela igreja, além de um trabalho mais interativo entre as paróquias, sendo estas mais ativas socialmente. Mas, de acordo com a teóloga Monika Hungerbühler, tais iniciativas seriam apenas um começo, ela é uma das defensoras do casamento dos padres e da aceitação das mulheres no sacerdócio, e aponta as mudanças como uma solução, “Espero muito que em trinta anos possamos ter padres casados e que mulheres sejam capazes de se tornar diáconos e padres”, e complementou, “Atualmente, as leis da Igreja não permitem isso. Mas, se houve um Concílio Vaticano III e uma lufada de ar fresco, então talvez possamos encontrar um caminho.”.

Fonte: Gospel+

Relacionados

Igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo, do pastor Silas Malafaia, planeja construção de Mega Templo em Fortaleza Por Dan Martins












Liderada pelo pastor Silas Malafaia, a igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo está focando seu crescimento em São Paulo e na região nordeste do país. Segundo o colunista Felipe Patury, da revista Época, a igreja está traçando planos para alavancar seu crescimento e conquistar fiéis no estado mais populoso do país, e já definiu uma estratégia para impulsionar seu crescimento no Nordeste.

A igreja já conta com templos em Recife e Fortaleza, e agora pretende consolidar sua presença na capital cearense com a construção de um mega templo com capacidade para receber 20 mil fiéis. Para tal, a igreja já negocia com proprietários de dois terrenos na cidade.

Além da construção do mega templo, a igreja pretende também se estabelecer em cidades como Salvador, Natal, João Pessoa, Maceió, Teresina e São Luís.

Fonte: Gospel+

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.