Entre apoios e críticas, pastores comentam a posse de Obama; Mark Driscoll afirma que o presidente “não conhece Deus” Publicado por Tiago Chagas em 22 de janeiro de 2013










Durante a cerimônia pública de juramento do presidente reeleito dos Estados Unidos, Barack Obama, diversos líderes cristãos se manifestaram através do Twitter a respeito da fé do chefe da nação e das decisões políticas que ele tomará no novo mandato.
O pastor John Piper criticou a postura de Obama em relação à descriminalização do aborto, e lembrou do ativista de direitos humanos Martin Luther King: “O presidente Obama é ‘espiritualmente cego’ ou ‘hipócrita’ ao lembrar-se de MLK, enquanto desrespeita os mais fracos”, publicou Piper, ex-pastor da Igreja Batista Belém, em Minneapolis, Minnesota.
Já o polêmico Mark Driscoll questionou a verdadeira fé de Barack Obama: “Orando por nosso presidente, que hoje vai colocar suas mãos sobre uma Bíblia que não acredita para prestar o juramento de um Deus que ele provavelmente não conhece”, publicou, de acordo com informações do Christian Post.
Já o pastor Louie Giglio, da Igreja Passion City, em Atlanta, que inicialmente daria a bênção à posse de Obama e renunciou ao convite, preferiu destinar palavras de apoio: “A palavra bênção significa literalmente ‘bom + falar’.Procurando fazer isso hoje”, escreveu em seu perfil no Twitter.
O decano do Seminário Teológico Batista do Sil, Russel Moore, afirmou em seu perfil que estaria orando para que o novo mandatário seja bem sucedido: “Parabéns presidente Barack Obama. Orações para bênção, sabedoria, saúde e direção”.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.