“Eles apenas estão esperando que eu negue a Cristo”, diz pastor Saeed Abedini







O pastor iraniano-americano, Saeed Abedini, que se encontra em uma prisão no Irã por causa de sua fé, narra os abusos que vive dentro da prisão por meio de uma carta.
Pela primeira vez, o pastor admitiu a sua família que está passandopor “violência e ataques psicológicos”.
O pastor de 32 anos de idade, pai de dois filhos, escreveu que as condições dentro da prisão de Evin são uma tortura. Garante que tem dificuldades de enxergar, porque a sua “visão está embaçado, meu corpo não tem a força para caminhar, e meus pés se tornaram muito fraco e trêmulos”
“Eles apenas estão esperando uma coisa, que eu negue a Cristo. Mas nunca conseguira isso de mim”, disse ele.
“É de partir o coração, ouvir sobre os contínuos abusos que Saeed vem sofrendo, e das torturas na prisão do Irã. Ele ainda enfrenta perigo devido aos abusos nas mãos das autoridades iranianas, simplesmente por sua fé em Jesus”, disse sua esposa, Naghmen, que esta muito preocupada com a situação.
Apesar das condições de tortura, Abedini ofereceu incentivo a outros que enfrentam desafios difíceis. “Talvez você também esteja em uma situação assim, devemos orar e buscar a Deus para que Ele te use e te dirija nas pressões e dificuldades da sua vida“, escreveu ele.
Na semana passada, o Centro Americano para Lei e Justiça apresentou uma petição ao Conselho dos Direitos Humanos na ONU, para exigir a liberação de Abedini. Vários membros do Congresso, também instou ao secretário do Estado dos Estados Unidos, John Kerry, para que pressione o Irã a liberar o pastor.

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.