Padre do conclave que elegerá novo Papa, defende casamento de padres











O cardeal católico do Reino Unido, Keith O’Brien, que fará parte do conclave que elegerá o novo Papa em março, declarou que os padres deveriam ser autorizados a se casar, se assim o desejassem.
Vivemos em um mundo livre e eu percebo que muitos sacerdotes consideram muito difícil praticar o celibato“, disse o padre de 74 anos, citado pela BBC.
Jesus não disse nada sobre o celibato clerical. Houve um momento na historia em que os sacerdotes podiam casar-se e agora sabemos que atualmente em alguns ramos da igreja católica os sacerdotes tem este direito, porque obviamente não é de origem divina e poderíamos voltar a discutir“, disse ele.
O cardeal admitiu que ele nunca pensou em se casar, pois estava muito ocupado com seus deveres, mas acrescentou: “eu ficaria muito feliz se outros pudessem ter a oportunidade de casar e começar sua própria família”.No entanto, informou que questões como o aborto, a eutanásia constituem em “crenças dogmáticas básicas de origem divina“, que a Igreja jamais poderá aceitar. Da mesma forma o cardeal  O’Brien é conhecido por criticar com veemência a iniciativa do Governo da Escócia em legalizar o casamento gay.
Quanto a votação para escolher o sucessor de Bento XVI admitiu que agora possa ser um bom momento para chegar ao poder um pontífice mais jovem de uma parte do mundo em desenvolvimento, onde a fé católica está prosperando.
“Os cardeais devem analisar profundamente a situação depois de ter papas da Europa durante muito tempo“, disse O’Brien, acrescentando que um sucessor mais jovem seria capaz de servir por um período de tempo mais longo, “fazendo mais coisas e nos dando mais coragem“. rt

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.