Um método incomum para superar a fome e emagrecer












Uma nova pesquisa da Universidade de Waseda, no Japão, revelou que gastar apenas alguns minutos pulando corda pode ser a maneira perfeita de reduzir o apetite e perder peso.
Essa atividade é melhor que outras, como ciclismo, para afastar a fome e reduzir a ingestão de calorias.
Embora seja popular entre pugilistas e conhecida por ser uma excelente forma de exercício aeróbico, acredita-se ser a primeira vez que cientistas demonstram o poderoso efeito que pular corda tem sobre a fome.

O estudo

Os pesquisadores recrutaram 15 homens em seus vinte e poucos anos e pediram que eles jejuassem por 12 horas antes de participar de uma experiência para ver que tipo de exercício funcionava melhor.
Os homens então passaram por três testes separados. Um envolvia pular corda durante dez minutos, seguindo-se um repouso de cinco minutos. Depois de fazer isso três vezes, os jovens descansaram por duas horas.
Mais tarde, repetiram o exercício, desta vez usando uma bicicleta estática. No terceiro teste, não fizeram absolutamente nada, apenas descansaram por duas horas e meia.
Ao longo das experiências, os voluntários relataram seu nível de fome, bem como os cientistas testaram seus níveis de certos hormônios envolvidos no controle do apetite, como grelina.
Os resultados, publicados na revista Appetite, mostram que os participantes tiveram menos fome após pular corda. Ambas as atividades (pular corda e andar de bicicleta) os deixaram com muito menos fome do que não fazer nada.
Segundo os pesquisadores, exercício de qualquer espécie pode atuar como um supressor do apetite, mas eles acreditam que algumas formas de atividade são mais eficazes do que outras.
Pular corda pode ser melhor em suprimir a fome que ciclismo porque é um exercício de suporte de peso, no qual os músculos e articulações principais do corpo precisam suportar o impacto repetido de bater no chão. Ciclismo, por outro lado, não é um exercício de suporte de peso e, embora seja também uma excelente maneira de ficar em forma, não vai conter a fome tanto quanto pular.
A teoria dos cientistas é de que o movimento rápido para cima e para baixo de pular ou correr perturba o intestino e, possivelmente, interfere com a liberação de hormônios que regulam o apetite.
Como esperado pelos pesquisadores, pular representou os menores níveis de hormônios da fome no corpo, como a grelina, que estimula o apetite. No entanto, houve pouca diferença nos níveis de hormônios entre as duas atividades.
Isto sugere que pular não diminui o apetite necessariamente causando uma maior queda nos hormônios da fome, mas por algum outro mecanismo.
O próximo passo da pesquisa é justamente estabelecer o mecanismo exato pelo qual tais exercícios de suporte de peso são melhores para reduzir o apetite.

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.