Devem tirar a frase: Deus seja louvado das notas de reais?






Eu fico impressionado em como esse senhor procurador Jefferson Aparecido Dias não tem o que fazer. Quando entramos em um assunto que está relacionado a cultura do país é extremamente intolerante da parte deste senhor querer desrespeitar mais de 90% da população brasileira dizendo ser o Brasil um país laico e por isso não deveria ter nenhuma afirmação religiosa relacionada ao país.
Eu fico admirado em ver tal iniciativa pois para ser no mínimo coerente, por quê não entra com outros pedidos como:
- Mudar o nome de estados e cidades do país que estejam relacionados à religião como por exemplo: São Paulo, Santa Catarina, Espírito Santo, São Sebastião, Aparecida, etc… No mínimo uns cinquenta municípios deveriam ter seus nomes mudados.
- Deveríamos extinguir do nosso calendário qualquer tipo de feriado religioso, incluindo páscoa e natal que mesmo que mudados para interesses comerciais, são feriados relacionados a Cristo (nascimento e ressurreição). Que tal acabar também com São João, Festas Juninas, todas estas relacionadas a cultura católica brasileira?
Uma frase dizendo Deus seja Louvado não defende nenhuma religião dado que é um Deus genérico, porém querem fazer alarde. A única “religião” que é afetada aqui são os ateus, minoria no Brasil, que também não deveriam ficar ofendidos, mas sim tolerar que a maioria esmagadora da população está totalmente satisfeita com tal frase. E querer por causa de uma minoria defender algo que para ser coerente deveria mudar completamente a cultura do nosso país católico, é no mínimo intolerância e falta do que fazer…
Minha dica ao procurador Jefferson Aparecido Dias é entrar com um pedido para mudar a Efígie da República representada nas cédulas de real que tem como origem a mitologia grega referente à Rainha Semiramis. Já que o senhor está com tempo sobrando pra ficar tratando de banalidades, tá aí um trabalho para o senhor Jefferson.




Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.