Brasil 15/04/2013 - 15:45 Caetano Veloso volta a criticar Marco Feliciano e o chama de mentiroso




noticias.gospelprime.com.b




Neste domingo (14) o cantor de MPB e colunista do jornal O Globo, Caetano Veloso, voltou a criticar o pastor e deputado federal, Marco Feliciano, pelas polêmicas que tem gerado na presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara dos Deputados, onde ele alega que o pastor está “mentindo descaradamente sobre fatos conhecidos”.
Logo que Feliciano foi eleito presidente da CDHM, o cantor já havia criado um artigo criticando o pastor pelas declarações feitas sobre os africanos, onde ele disse que Feliciano se mostrou muito ignorante e que “é difícil admitir que um homem que grita irado presida a comissão que protege as minorias”.
Neste artigo mais recente que recebeu o título de “Ainda Feliciano?”, o cantor começa falando de uma antiga pregação de Marco Feliciano, onde ele atribuiu todo o sucesso de Caetano Veloso ao diabo, pelo fato de que o cantor rapidamente ter vendido milhões de cópias de seu primeiro CD.
“Alguns anos atrás, um cidadão sentado em um banquinho, fazendo um show com uma viola, cantou uma música cujo nome é ‘Sozinho’ e em uma semana e meia vendeu 1 milhão de cópias. O pessoal da mídia foi rastrear a música e descobriram que Sandra de Sá gravou a música e Tim Maia também, e ninguém canta melhor que os dois”, pregou Feliciano no vídeo.
O cantor alertou que o presidente da CDHM está sendo “dominado pela soberba”. Também acusou o deputado de estar se sentindo no direito de “julgar os vivos e os mortos”, e disse que ele usou termos teológicos grotescos para se referir à morte do grupo Mamonas e sobre o cantor John Lennon.
Caetano Veloso ressaltou que “levantar falso testemunho” é condenado por Deus e fez o seguinte questionamento: “Por que mentir tão descaradamente sobre fatos conhecidos? Será que minha calma observação, aqui neste espaço, de que sua persona pública é inadequada ao cargo para o qual foi escolhido (matizada pela esperança no papel das igrejas evangélicas) o ameaça tão fortemente?”.
Em seguida o cantor alertou que pessoas como pastores, padres, rabinos, pais de santo e médiuns espirituais deveriam estar mais atentos ao comportamento de Marco Feliciano e questionou como o pastor “pode falar em nome de Deus apesar de estar consciente que está mentindo”.
Respondendo aos seus questionamentos o colunista concluiu que todos que prestam atenção em seu trabalho sabem que ao interpretar a canção “Sozinho”, ele apenas quis chamar atenção para as gravações originais da música feitas por Sandra Sá e Tim Maia, e que Feliciano não tem o direito de falar que a imprensa “rastreou” a canção e descobriu que a música já tinha sido gravada anteriormente.
Caetano Veloso negou ter dado qualquer entrevista ou levado qualquer música a Mãe Menininha: “Nem a Nossa Senhora da Purificação eu peço sucesso na carreira. Nunca pedi. Nem a Deus, nem aos deuses, e muito menos ao diabo”, escreveu o cantor.
“Decepciono muitos amigos por não ser religioso. Mas respeito cada vez mais as religiões. Vejo mesmo no cristianismo algo fundamental do mundo moderno, algo inescapável, que é pano de fundo de nossas vidas. Mas não sou ligado a nenhuma instituição religiosa”, continuou.
Veloso alertou mais uma vez que os homens crentes devem tomar atitudes mais sérias em relação ao assunto, e que Feliciano está saindo dos limites do respeito humano. O cantor finalizou sua crítica dizendo que o pastor Marco Feliciano tem a fé muito frágil pelo fato de “precisar criar uma caricatura caluniosa dos baianos para afirmar sua postura religiosa”.

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.