Bomba nuclear de Hiroshima foi um ‘castigo de Deus’ diz jornal sul-coreano





A bomba que matou milhares de pessoas instantaneamente, e acabou com outras 10.000 mais tarde, pelos efeitos da radioatividade foi ‘um castigo divino’ para o jornal sul-coreano “Joongang IIbo”.
“Deus às vezes usou a mão humana para castigar as, mas ações dos homens”, publicou no inicio desta semana o jornal Joongang LLbo. O jornal se refere às ações da Unidade 731, em atividade durante a guerra japonesa. Esta seção era dedicada à pesquisa biológica e é conhecida por realizar experimentos com seres humanos, segundo publicou a ABS.es.
“Os gritos das vitimas chegaram ate o céu, quando caíram as bombas de Hiroshima e Nagasaki. Castigo divino, represálias contra o comportamento humano”, continuou o editorial do jornal.


O secretario geral do Governo japonês, Yoshihide Suga, ao ler o referido artigo o considerou ‘particularmente vergonhoso’.
- “Nosso país é o único que foi espancado pela bomba atômica. Nunca perdoaremos esses comentários”, disse Suga.
As 7:45 h da manhã de segunda -feira de 06 de agosto de 1945, o B-29 Enola Gay, lançou sobre Hiroshima uma bomba de urânio de quatro toneladas apelida de “Little Boy” (pequeno menino). Como nunca antes visto, a explosão causou uma enorme bola de fogo que fez subir a temperatura drasticamente a temperatura, incendiando o ar, eclipsou o sol, destruiu edifícios inteiros, derreteu a terra, desintegrou 140.000 de seus 350.000 habitantes e ao longo dos anos causou todo tipo de tumores e enfermidades por causa da radiação.
Três dias depois, uma segunda bomba, apelidada de ‘Fat Man’ (Homem Gordo), desencadeou o mesmo inferno em Nagasaki, onde morreram outras 80.000 pessoas.
No dia 15 de agosto, os japoneses escutaram pela primeira vez a voz do imperador Hirohito anunciando pelo radio a rendição.
Você acredita que esse evento foi um castigo divino? Deixe a sua opinião abaixo:
Portal Padom

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.