Entidade cristã pede que site que comercializa roupas infantis com mensagens pró-homossexualidade seja retirado do ar





O comércio eletrônico de roupas infantis com temática homossexual tornou-se alvo de uma denúncia feita pelo blog Defesa Hetero contra a loja virtual Zazzle.

A empresa é conhecida internacionalmente como uma das plataformas de e-commerce mais variadas, com inúmeras ofertas de produtos exclusivos.

O reverendo Alberto Thieme, presidente da Associação para Defesa da Heterossexualidade (ADHT), publicou um artigo com imagens das roupas em “bebês modelos” e pede que os leitores façam denúncias à Polícia Federal, numa página destinada a crimes como ódio, pornografia infantil, genocídio e tráfico de pessoas.

“Veja a que ponto está chegando o ativismo gay. Mesmo não sendo permitido mostrar a face de crianças em situações de crimes e envolvimentos contrários ao aceito pela sociedade brasileira, e previsto em nossas leis, abaixo o rosto de uma criança aparece por inteiro”, disse Thieme, segundo o Christian Post.

A posição da ADHT é solicitar que a Zazzle seja retirada do ar por fazer propagandas de produtos LGBT com a imagem de crianças.

As fotos dos produtos mostram os bebês vestidos com peças de roupas que trazem as inscrições “100% gay”; “I (love) my moms (Eu amo minhas mães)”; “Keep Calm to Defend Equality (Mantenha a calma e defenda a igualdade)”; “Two Moms are better than one (duas mães é melhor que uma)”, entre outras.

Há ainda acessórios como babador e chupeta nas cores do arco-íris, símbolo usado por ativistas gays para identificar a militância LGBT, entre outros produtos.

A ADHT criticou a comercialização dos produtos afirmando que a iniciativa é “influência maléfica para as nossas crianças serem homossexualizadas”.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.