Golpe do Traidor - O Escorpião e o Sapo







Um escorpião queria atravessar um lago, mas não sabia como. Após 
inúmeras tentativas sem sucesso, apelou para um sapo, pedindo-lhe ajuda. 
Este, demonstrando esperteza, recusou dar uma mãozinha ao "colega". Ele 
sabia que o escorpião, por ser venenoso, poderia dar-lhe uma ferroada fatal. 
Entretanto, depois de muita conversa, o escorpião prometeu, em troca da 
carona, não o agredir, pois precisava muito atravessar o lago. O escorpião 
estava decidido a não ferroar o sapo, dado a bondade demonstrada em 
cumprir o seu desejo. Então, finalmente, o sapo concordou. Quando estavam 
próximo à outra margem, o escorpião, que se esforçava para conter sua 
natureza agressora e manter a promessa, não suportou o forte desejo natural 
de ataque e ferroou o sapo. Este retrucou reclamando da falta de fidelidade 
do escorpião, que seguiu o seu caminho, como se nada estivesse 
acontecendo, enquanto via o sapo agonizante.



Entre os quais todos nós também, antes, andávamos nos 
desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos 
pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os 
outros também (Ef 2.3).

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.