O trabalho é uma maldição divina? Por Padom em 2 de maio de 2013





O trabalho é uma maldição divina?
O que a Bíblia diz sobre o trabalho
cortando cana O trabalho é uma maldição divina?Nunca me esqueci de uma palestra “motivacional” que assisti em uma empresa, em São Paulo, por meio da qual um famoso conferencista associou o trabalho a sofrimento e maldição divina. Tomando como base apenas o étimo de “trabalho” — sem considerar o sentido usual e comum deste termo —, ele o atrelou a dor e angústia, bem como interpretou equivocadamente o texto do livro de Gênesis que trata da origem do labor. O curioso é que o palestrante fora convidado para motivar os funcionários!
Alguns linguistas, de fato, associam os vocábulos “trabalho”, “trabalhar” e “trabalhador” a tripalium — um instrumento formado por três paus aguçados, algumas vezes com pontas de ferro, no qual os agricultores batiam o trigo, as espigas de milho, para rasgá-los, esfiapá-los. O tripalium veio a ser usado, também, para torturar escravos, mas não era, a princípio, um instrumento de tortura. Ademais, o “trabalhador” que usava o tripalium para torturar era o carrasco, e não a vítima.
Engana-se, pois, quem pensa que o trabalho surgiu como um castigo divino ou maldição ao pecado original, em razão de o Criador ter dito a Adão: “No suor do teu rosto, comerás o teu pão” (Gn 3.19). Na verdade, antes de desobedecer a Deus, o homem já trabalhava, visto que fora colocado “no jardim do Éden para o lavrar e o guardar” (2.15). O trabalho, em si — e não a exploração ao trabalhador —, é uma bênção para o ser humano. Por isso, o Mestre dos mestres, ao andar na terra, declarou: “Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também” (Jo 5.17).
por: Ciro Sanches Zibordi
CPADNews / Portal Padom

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.