Padre exorcista pede que mais sacerdotes católicos sejam treinados pelo Vaticano para expulsar demônios






Afirmando já ter enviado de volta para o inferno mais 160 mil demônios, o padre católico Gabriele Amorth, de 88 anos, quer que o Vaticano dê mais liberdade para que seus sacerdotes realizem rituais de exorcismo, e também que mais padres sejam treinados para tal tarefa.
De acordo com o The Christian Post, o religioso afirma que fará um pedido ao papa Francisco para que ele autorize todos os padres a realizarem exorcismos sem a pré-aprovação da igreja, de forma a lidar com um aumento da demanda do ritual que ele afirma existir entre os fiéis.
- Vou pedir ao papa para dar aos padres o poder de realizar exorcismos, e garantir que padres sejam treinados corretamente para os rituais durante o seminário. Existe uma grande demanda – afirma Amorth.
O padre afirmou que fará seu pedido ao papa inspirado num suposto exorcismo que Francisco realizou em plena Praça São Pedro.
- O papa também é o bispo de Roma, e como todo bispo ele também é um exorcista. E aquilo foi um exorcismo verdadeiro. Se o Vaticano nega isso, é sinal de que eles não sabem de nada – declarou, segundo o The Sunday Times, declarando ainda que o suposto exorcismo realizado pelo papa ajudaria a balancear um mundo no qual as pessoas não acreditam no diabo.
- Vivemos em uma era na qual Deus foi esquecido. E sempre que Deus não está presente, o diabo lidera – explica.
- Atualmente, infelizmente, os bispos não nomeiam tantos exorcistas. Precisamos de muitos mais. Espero que Roma mande nossas diretivas aos bispos espalhados pelo mundo para que eles nomeiem mais exorcistas – completa.
A Igreja Católica possui um documento datado de 1614 onde estipula as maneiras como os sacerdotes treinados para rituais de exorcismo devem operar. As diretrizes estabelecidas pela igreja orientam que os padres devem seguir um ritual conhecido como “De exorcismis et supplicationibus quibusdam”, ou, em português “Exorcismos e determinadas súplicas”.
Segundo o The Christian Post, o padre defende que o aumento do número de padres treinados para realizar tais rituais, afirmando especialmente que “há agora, mais do que nunca, necessidade de combater pessoas possuídas por ‘magos’ e ‘satanistas’”.
- O diabo está sempre escondido e a coisa que ele mais quer é que as pessoas acreditem que ele não existe. Ele estuda cada um de nós e nossos gostos e tendências sejam para o bem, sejam para o mal para nos tentar – conclui o religioso.

Por Dan Martins, para o Gospel+

Que o Senhor Jesus o proteja e lhe de forças e sabedoria para lutar contra os demônios.Amém.


Célia Goulart serva do Senhor Jesus.

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.