Pesquisa mostra crescimento do uso de redes sociais por pastores evangélicos







Uma pesquisa realizada pelo instituto norte americano “Grupo Barna” revelou recentemente o aumento do número de pastores evangélicos que utilizam redes sociais, como o Twitter e Facebook. Intitulado “The Rise of the Pastor”, o estudo mostrou que 23% dos pastores são usuários do Twitter, um aumento de 77% quando comparado aos números coletados 2011. Já o Facebook possui um número maior de adeptos, são 66% contra os 59% do período anterior.
Porém, a pesquisa mostra que tais líderes religiosos, e também as igrejas são resistentes ao uso de meios de comunicação, e acabam os utilizando apenas como um meio de transmitir anúncios, não aproveitando assim todo o potencial das ferramentas. Segundo a pesquisa, apenas 6% dos pastores usaram as redes sociais para que seus membros contribuam com perguntas sobre as pregações.
Entre as igrejas, 21% fazem uso do Twitter enquanto 70% usam o Facebook. A aceitação do uso dessas formas de mídia é maior entre igrejas com mais de 250 membros.
Outro dado levantado é o que os pastore jovens são os maiores adeptos às plataformas de mídia social. 39% dos pastores que as utilizam têm entre 29 e 47 anos, enquanto apenas 6% tem idade superior a 67 anos. No Facebook, o número de pastores mais novos conectados chega a 86%, na faixa etária entre 27 a 47.
No Brasil ainda não existem estudos realizados nesse seguimento. Porém, podemos claramente perceber o crescimento do uso das mídias sociais. Diversos pastores de denominações conhecidas já fazem um uso amplo das redes sociais. O pastor Silas Malafaia, da igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo, possui atualmente mais de meio milhão de seguidores no Twitter.
O uso das redes sociais é também presente entre pastores com grande projeção entre os jovens, como o pastor de jovens da Igreja Batista da Lagoinha (IBL), Lucinho Barreto, que possui atualmente mais de 230 mil seguidores.
A página oficial e principal da Bola de Neve reúne atualmente 199 mil pessoas. Já o apóstolo Rina, fundador da igreja, tem 135 mil seguidores em seu perfil. Movimentos jovens como o Eu Escolhi Esperar (EEE) são apreciados nas redes sociais, segundo o The Christian Post. O EEE tem hoje em sua página do Facebook números superiores a um milhão e 400 mil seguidores.
Por Dan Martins, para o Gospel+

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.