Maioria em Israel não confia nas negociações de paz com palestinos






Uma pesquisa recente realizada pelo Instituto de Democracia em Israel descobriu que apenas um em cada cinco israelenses acredita que a nova roda de negociações entre o Estado judeu e a Autoridade Palestina (AP) com os Estados Unidos com mediador, chegará a ser concretizadas.
Segundo o estudo, dos 502 judeus que foram questionados se acreditavam que as negociações iriam dar alguns frutos no futuro, 79% disseram que não acreditam, enquanto dos 100 árabes israelenses que participaram 47% responderam positivamente.
Não só existe pouca fé no processo, mas entre os judeus o também primeiro ministro hebreu, Benjamim Netanyahu, não desperta a confiança entre o publico local. Cerca de 47% não acreditam que o líder israelense possa consolidar a paz com a Autoridade Palestina.
A pesquisa também deu uma boa noticia quanto às fronteiras com o que seria o Estado Palestino, uma das questões centrais nas negociações. Cerca de 62% dos israelenses judeus não estão de acordo em voltar as fronteiras de 1967 nem a troca de terras.
As fronteiras é um dos assuntos mais complicados nas negociações, já que o governo da Autoridade Palestina coloca como condição indispensável para alcançar algum acordo o desmantelamento de vários assentamentos na Cisjordânia.
Para Netanyahu, também é um tema muito complicado em seu governo, já que o partido ultranacionalista religiosa, Habait Haiehudí, se mostra flexível quanto a devolver territórios e apoia uma política a favor dos crescimentos dos assentamentos e anexação da Cisjordânia.
Em Israel e a Autoridade Palestina, retomaram as negociações no mês passado. A sensação geral é de certo deja vu, já que tanto os israelenses como os palestinos já experimentaram outras tentativas que não prosperaram.

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.