O Que é Batalha Espiritual - 1 Pedro 5.8-10



Estudar como agem os neopentecostais com relação à expulsão de demônios nos leva a fazer perguntas determinantes sobre a nossa visão de Deus, da igreja e de nós, como crentes.

O diabo pode "possuir" um filho de Deus, isto é, entrar em seu corpo e dominá-lo? Qual a diferença entre estar possuído pelo diabo e cometer pecados? Essas e outras questões serão respondidas nesta lição.

1 - O MÉTODO "MME" DA BATALHA ESPIRITUAL

Muitos cristãos contemporâneos atenderam à necessidade fundamental de estabelecer o sentido de batalha espiritual recorrendo aos ministérios de "libertação" ou "batalha" que procuram identificar e expulsar demônios dos crentes. Como deveríamos chamar esse movimento?

"Libertação de dominação demoníaca" é razoavelmente preciso porque a característica que distingue todos esses ministérios é o seu objetivo de libertar os cristãos de espíritos malignos.

Mas a "libertação de dominação demoníaca" não é suficientemente específica, uma vez que, quando Jesus libertou pessoas do demônio, ele, na verdade, fez algo bem diferente do que os ministérios de libertação atualmente fazem.

O que dizer de "exorcismo"? Poucos praticantes dos ministérios de libertação gostam ou usam esse termo. A raiz grega dessa palavra ocorre em apenas um versículo do Novo Testamento, em Atos 19.13. E, mesmo assim, ela não descreve um ministério cristão, mas a prática judaica de artes mágicas que sofreu uma derrota humilhante. O exorcismo também é associado à ideia de "possessão demoníaca".

Os ministérios de libertação de dominação demoníaca não utilizam essa expressão, porque afirmam que os cristãos não podem ser "possuídos" pelo demônio, visto que pertencem a Deus. Mas diriam que os cristãos podem estar "endemoninhados".

Esses ministérios normalmente descrevem a si mesmos usando palavras como libertação, batalha ou batalha espiritual. Mas todos os cristãos que creem na Bíblia acreditam em libertação, batalha e batalha espiritual e muitos discordam dos diferentes ministérios de "libertação".

Esses ministérios defendem uma versão particular de batalha espiritual que tem sido difundida nos últimos anos. Se a versão deles está correta ou não, é o que faremos ao revisar o conceito de batalha espiritual.

O movimento de libertação de dominação demoníaca pode ser definido como: "Ministério do Método Ecbalístico (expulsar; lançar para fora)". A partir deste ponto, usaremos a sigla para nos referirmos a este ministério.

Nos evangelhos, quando alguém estava possuído de espíritos imundos, Jesus teve misericórdia e os expulsou. A prática de expulsar espíritos mostra a característica mais distintiva dos atuais ministérios de libertação ou MME.

Seus adeptos dizem que cristãos e não cristãos geralmente necessitam de um "confronto ecbalístico" para expulsar demônios existentes que nos prendem pela luxúria, ira, baixa autoestima, dependência de drogas, fascínio pelo ocultismo, descrença e outras condutas pecaminosas.

A expressão MME foca o método de ministério, sugerindo uma forma particular de atividade pastoral: expulsão de demônios. O evangelismo MME, por exemplo, procura expulsar demônios de pessoas e lugares para que indivíduos e grupos possam chegar a Cristo, fato que antes seria impedido.

A santificação desse ministério procura desfazer redutos demoníacos dentro dos cristãos; "quando o diabo sai, o cristão cresce". A santificação do MME pode ser exercitada em outras pessoas por meio do discipulado e aconselhamento. Os cristãos podem exercitá-la em si próprios depois de aprender métodos de contínua autolibertação.

O MME atual está obviamente baseado na suposição principal de que os demônios do pecado residem dentro do coração do homem. De acordo com os defensores do MME, as pessoas sofrem um "endemoninhamento" moral. Por exemplo, quando damos guarida aos demônios e deixamos que controlem a ira, a imoralidade, o medo, a autopreocupação, a obstinação e a autorrecriminação, eles fazem morada e, sem maiores ou menores proporções, se apoderam das funções do coração humano.



 http://www.estudosgospel.com.br

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.