Tom Araya, autor de letras satanistas da banda Slayer, fala sobre sua fé cristã: “Tenho uma fé cega em Deus”





O vocalista e baixista da banda de trash metal Slayer, Tom Araya, afirmou numa entrevista que sua fé cristã foge aos padrões comuns, e é mais baseada no relacionamento com Deus do que nas recomendações da religião.
“Eu sinto que tenho uma relação muito próxima com Deus. Isso é entre mim e ele (risos). Mas, sabe, na verdade não vou à igreja. Eu faço orações em casa, de coração. Oro com a minha família, que também tem sua própria relação com Deus. Eu sempre digo que sou católico ou cristão, pois nasci nisso, fui criado para o catolicismo. Mas, na verdade, sou mais cristão, tento viver mais como Cristo, sabe? ‘Faça com os outros o que gostaria que fizessem com você’. Quero dizer, é tudo sobre amor. É assim que eu e minha família tentamos viver”, explica o músico.
Questionado sobre as críticas que recebe por falar publicamente de sua relação com o cristianismo e o fato de as músicas de sua banda falarem de temas opostos à religião, como o demônio, Tom Araya demonstrou não se importar: “Sim, eu recebo críticas, mas, quer saber…”, disse rindo.
Em 2008, numa entrevista ao site BW&BK, Araya já havia falado sobre sua fé e dito que na banda era o “único que se aproximava” de uma vida espiritual.
Na ocasião, disse também que vive e orienta seus filhos a viverem com uma “fé cega” em Deus, confiando plenamente nEle: “Eu tento ensinar meus filhos para que acreditem ou não. Acreditar e ter fé – fé cega. Jeff (Hanneman, guitarrista de sua banda) me perguntou uma vez, ‘Você pode explicar isso? Como você você acredita em alguma coisa que você não pode ver?’ Eu olhei para ele e disse ‘apenas faça.’ Você tem que acreditar. Você simplesmente acredita. Eu não sei como isso foi inserido em mim. Porque ninguém me disse isso. É como eu sou e como me sinto. É o que eu acredito. Alguém me ensinou a acreditar – eu aprendi de alguma maneira. Mas meus pais nunca me disseram para acreditar em Deus. Eles nunca disseram ‘você tem que acreditar em Deus’, somente queriam me ensinar sobre Deus, sobre Cristo e todas essas coisas. Eu estou tentando ensinar isso a meus filhos, porque para mim, tem ajudado muito O vocalista e baixista da banda de trash metal Slayer, Tom Araya, afirmou numa entrevista que sua fé cristã foge aos padrões comuns, e é mais baseada no relacionamento com Deus do que nas recomendações da religião.
“Eu sinto que tenho uma relação muito próxima com Deus. Isso é entre mim e ele (risos). Mas, sabe, na verdade não vou à igreja. Eu faço orações em casa, de coração. Oro com a minha família, que também tem sua própria relação com Deus. Eu sempre digo que sou católico ou cristão, pois nasci nisso, fui criado para o catolicismo. Mas, na verdade, sou mais cristão, tento viver mais como Cristo, sabe? ‘Faça com os outros o que gostaria que fizessem com você’. Quero dizer, é tudo sobre amor. É assim que eu e minha família tentamos viver”, explica o músico.
Questionado sobre as críticas que recebe por falar publicamente de sua relação com o cristianismo e o fato de as músicas de sua banda falarem de temas opostos à religião, como o demônio, Tom Araya demonstrou não se importar: “Sim, eu recebo críticas, mas, quer saber…”, disse rindo.
Em 2008, numa entrevista ao site BW&BK, Araya já havia falado sobre sua fé e dito que na banda era o “único que se aproximava” de uma vida espiritual.
Na ocasião, disse também que vive e orienta seus filhos a viverem com uma “fé cega” em Deus, confiando plenamente nEle: “Eu tento ensinar meus filhos para que acreditem ou não. Acreditar e ter fé – fé cega. Jeff (Hanneman, guitarrista de sua banda) me perguntou uma vez, ‘Você pode explicar isso? Como você você acredita em alguma coisa que você não pode ver?’ Eu olhei para ele e disse ‘apenas faça.’ Você tem que acreditar. Você simplesmente acredita. Eu não sei como isso foi inserido em mim. Porque ninguém me disse isso. É como eu sou e como me sinto. É o que eu acredito. Alguém me ensinou a acreditar – eu aprendi de alguma maneira. Mas meus pais nunca me disseram para acreditar em Deus. Eles nunca disseram ‘você tem que acreditar em Deus’, somente queriam me ensinar sobre Deus, sobre Cristo e todas essas coisas. Eu estou tentando ensinar isso a meus filhos, porque para mim, tem ajudado muito em minha vida. Me deixado fazer o que eu quero. Ser bem sucedido no que eu faço. Fé cega”, afirmou.
Antes disso, em 2007, Tom já havia falado sobre sua fé com ausência de religiosidade: “Eu não sou um ateu, eu acredito em Deus. Mas a minha religião termina aí. Eu tenho meu próprio sistema de crença pessoal que é tão forte que me permite fazer o que eu faço. Eu não preciso me preocupar se vou para o inferno por causa do Slayer, sabe? Todo mundo tem um sistema de crença pessoal e acredita em vida de alguma forma”.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+em minha vida. Me deixado fazer o que eu quero. Ser bem sucedido no que eu faço. Fé cega”, afirmou.
Antes disso, em 2007, Tom já havia falado sobre sua fé com ausência de religiosidade: “Eu não sou um ateu, eu acredito em Deus. Mas a minha religião termina aí. Eu tenho meu próprio sistema de crença pessoal que é tão forte que me permite fazer o que eu faço. Eu não preciso me preocupar se vou para o inferno por causa do Slayer, sabe? Todo mundo tem um sistema de crença pessoal e acredita em vida de alguma forma”.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Deixo aqui para vocês leitores deste blog, a seguinte pergunta.
Que Deus é este que ele segue? 
Realmente eu não entendendo.
Segundo os ensinamentos da Sagrada escrituras, não é por aí.
Leia este versículo da Bíblia que diz :
Nenhum servo pode servir dois senhores; porque, ou há de odiar um e amar o outro, ou se há de chegar a um e desprezar o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom. Lucas 16:13
Amados em Cristo não falarei mais nada, a próprio bíblia nos diz. Paz.
Célia Goulart serva do Senhor Jesus Cristo.

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.