Manifestante cristão interrompe casamento gay e diz que a união é “ilegal aos olhos de Deus”








Uma celebração de casamento gay foi interrompida por um manifestante cristão que se opunha à cerimônia, realizada em Newark, capital do estado de Nova Jersey, Estados Unidos.
A celebração coletiva de sete casais homossexuais e dois heterossexuais era conduzida pelo prefeito da cidade, Cory Booker.
No momento da tradicional pergunta sobre eventuais posturas contrárias à união, o manifestante cristão levantou-se e afirmou que era contra o casamento: “Isso é ilegal aos olhos de Deus e de Jesus Cristo”, afirmou.
Os seguranças da cerimônia escoltaram o manifestante para fora do local e o prefeito continuou a cerimônia, dizendo que não existiam “objeções substantivas e dignas”.
Posteriormente, Booker afirmou que aquela cerimônia de casamento era um dos “momentos mais mágicos” que ele já havia vivido, de acordo com informações do site NJ.com.
A celebração de casamentos entre pessoas do mesmo sexo no estado norte-americano de New Jersey passou a ser reconhecida esta semana, e as objeções a esse tipo de união tem sido registradas em diversas cidades, com ações na Justiça.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.