Estudante gay é suspenso por rasgar Bíblia durante protesto em defesa da homossexualidade e processa escola






A discussão sobre a aceitação da homossexualidade por parte dos cristãos motiva conflitos frequentemente. Um jovem estudante gay de 18 anos foi suspenso de sua escola após rasgar uma Bíblia durante uma aula, e terminou suspenso. Agora, ele quer processar a escola.
Isaiah Smith é conhecido na Birdville High School, em North Richland Hills, Texas, como um defensor dos direitos dos homossexuais, e durante uma discussão sobre a postura bíblica a respeito da homossexualidade, terminou rasgando um exemplar das Escrituras como forma de protesto.
A direção da escola tomou conhecimento da atitude de Isaiah e o suspendeu das aulas por três dias. Inconformado, o aluno contatou um advogado da Associação Humanista Americana e entrará com uma ação contra a direção da escola.
“Na minha escola, alguns colegas gostam de dizer que ser gay é pecado e que você não pode ser gay e cristão. Eu queria trazer minha Bíblia para a escola e interpretar os livros de Levítico e Romanos, porque eles são frequentemente usados ​​para intimidar as pessoas homossexuais”, justificou-se Isaiah.
A escola se posicionou publicamente através do porta-voz Mark Thomas, que afirmou ser impedido por lei federal de falar especificamente sobre o que aconteceu, mas ressaltou que qualquer aluno que atrapalha o ambiente de aprendizagem deve ser punido de acordo com o Código de Conduta do Estudante.
Segundo Thomas, a suspensão de Isaiah não aconteceu por sua interpretação particular das passagens bíblicas, mas sim com seu comportamento, e acrescentou que a escola investigará as queixas do adolescente para descobrir se ele realmente vinha sendo incomodado por sua opção: “Posso assegurar-vos que o distrito investiga e trata todas as denúncias de assédio moral que ele recebe”, disse o porta-voz, segundo informações do site Star Telegram.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.