Irã nega cuidados médicos ao pastor Saeed Abedini








As autoridades iranianas negaram cuidados médicos ao pastor americano Saeed Abedini, segundo informou o Centro Americano para Lei e a Justiça (ACLJ).
saeed-abedini-prisão-rajai-shahr-karajO pregador foi transferido para a prisão Shahr em Karaj, considerada como a mais perigosa do Irã, onde está rodeado por 22 mil criminosos mais perigosos do país, incluindo assassinos, estupradores e viciados em drogas.
O pai de Abedini tentou visita-lo durante esta semana, levando consigo alguns dos pertences pessoais de seu filho, cobertores para mantê-lo quente, e os medicamentos que os médicos havia prescrito para Saeed no mês de julho para tratar-se dos ferimentos que tinha sofrido na prisão Evin. No entanto os funcionários da prisão disseram ao pai do pastor, que ele não poderia receber visitas, e nem receber qualquer pertence pessoal, inclusive os remédios.
A prisão em que o pastor esta preso, foi construída para abrigar 5.000 presos, mas no momento detém cerca de 22 mil detentos. Essa superlotação levou a que muitos chamam de condições “mortais e desumanas”. Em seu interior os presos não têm acesso ao ar puro, alimentação adequada, tendo infestação de piolho e as doenças transmissíveis são generalizadas.
Saúde de Saeed estava melhorando com medicação na prisão de Evin, mas com condições terríveis em Rajai Shahr e a falta de medicação adequada, a saúde de Saeed provavelmente vai se deteriorar rapidamente.
Rajai Shahr, também é usada para livrar de presos políticos, pois fica fora de vista dos grupos de direitos humanos e dos meios de comunicação.
O ACLJ acredita que com estas ações por parte do governo iraniano, a vida do pastor esta em grande risco.
Portal Padom

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.