Polícia religiosa da Arábia Saudita prende jovens por oferecerem “abraços grátis” nas ruas do país





Dois jovens foram presos recentemente pela polícia religiosa da Arábia Saudita acusados de “incentivar práticas exóticas” e ofender a ordem pública. O motivo da prisão foi que os acusados estavam oferecendo “abraços grátis” nas ruas do país, reproduzindo um costume comum entre evangélicos durante campanhas de evangelização.
Abdulrahman al-Khayyal, de 21 anos, e um amigo foram presos quando andavam pelas ruas de Raid, a Capital da Arábia Saudita, segurando um cartaz com os dizeres “Free Hug” (Abraço Grátis). A polícia religiosa, que realizou a prisão dos jovens, é um órgão que integra a Comissão para a Promoção da Virtude e Prevenção de Vicio, e tem como responsabilidade assegurar o cumprimento da sharia (lei islâmica) no país.
De acordo com os jovens presos, sua intenção com os “abraços grátis” era de levar a alegria às pessoas. Eles revelaram ainda, segundo o jornal britânico Independent, terem sido inspirados por um vídeo publicado no Youtube pelo jovem saudita Bandr al-Swed, no qual ele aparece oferecendo abraços a estranhos na rua.
- Após ver a ‘Campanha de Abraços Grátis’ em muitos países diferentes, decidi fazer isso em meu próprio país. Gostei da ideia e pensei que ela poderia levar felicidade à Arábia Saudita – explicou Swed à TV al-Arabiya, sobre o vídeo publicado por ele.
Os jovens que foram presos por promoveram a campanha incentivados por Swed foram libertados após assinar um documento prometendo que não voltariam a oferecer abraços na rua.
Assista ao vídeo de Bandr al-Swed:

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.