Tumulto durante vigília religiosa mata 28 pessoas e deixa 200 feridos na Nigéria


Imagens Ilustrativas.


No último fim de semana, um tumulto durante uma vigília em um centro religioso vitimou fatalmente 28 pessoas e deixou outras 200 feridas na cidade de Ukeh, na Nigéria.
Segundo a imprensa local, o tumulto começou com a chegada, aparentemente não esperada, de um grupo e políticos e candidatos a governador do estado de Anambra, onde fica localizada Ukeh. As informações divulgadas são de que houve um confronto entre apoiadores de partidos rivais nas eleições que acontecem esse mês, o que motivou o corre-corre.
O jornal Daily Times publicou relatos de testemunhas que contaram que apoiadores do senador Chris Ngige, candidato ao governo pelo All Progressives Congress, vaiaram o atual governador, Peter Gobi, e o candidato de seu partido, All Progressive Grand Alliance, Willie Obiano. Além disso, seguidores de Gobi e Obiano bloquearam a saída quando o senador tentou deixar o local.
Com o bloqueio da saída, teve início um tumulto no centro religioso, causando a morte de diversas pessoas, além de deixar centenas feridas por esmagamento e asfixia.
Por Dan Martins, para o Gospel+

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.