Jean Wyllys critica homenagem a líderes evangélicos: “Deixa de homenagear quem foi de fato relevante à sociedade”




A Câmara dos Deputados realizou hoje uma cerimônia de entrega de medalhas do Mérito Legislativo a personalidades, autoridades e ativistas sociais que, de certa forma, contribuíram com a sociedade brasileira.
Com um total de 46 homenageados, a lista conta com alguns representantes das igrejas evangélicas, como o bispo Robson Rodovalho e o pastor Abner Ferreira.
De acordo com o site da Câmara, a honraria é “destinada a autoridades, personalidades, instituições, campanhas, programas ou movimentos de cunho social, civis ou militares, nacionais ou estrangeiros, que tenham prestado serviços relevantes ao Poder Legislativo ou ao Brasil”.
O deputado federal e ativista gay Jean Wyllys (PSOL-RJ) criticou a presença de líderes evangélicos entre os homenageados. Em seu perfil no Twitter, o ex-BBB afirmou que a Casa deixou “de homenagear aqueles que foram de fato relevantes à sociedade e a um Estado democrático de direito e laico”.
“Aconteceu aqui na Câmara, hoje, a premiação do Mérito Legislativo. Um prêmio tradicional por homenagear pastores e grandes empresários. Em 2012 indiquei Mãe Beata e, pela 1ª vez, a Medalha foi entregue a alguém ligado às religiões de matriz africana. Foi um ato simbólico contra a exclusão, pela afirmação do orgulho das comunidades tradicionais e a favor da Laicidade do Estado. Entre Ratinhos, Rodovalhos, Abners Ferreira e Medinas, alguns dos homenageados deste ano, a Câmara repete a velha receita mais uma vez: deixa de homenagear aqueles que foram de fato relevantes à sociedade e a um Estado democrático de direito e laico!”, criticou Wyllys, sem explicar o motivo da diferenciação entre a representante das religiões afro homenageada por ele e os líderes evangélicos lembrados hoje.

A lista completa de homenageados pela Câmara dos Deputados pode ser acessada aqui.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.