Paquistão e Arábia Saudita proíbem o nome de Jesus Cristo










No Paquistão, a palavra Jesus Cristo não pode ser incluída em nenhuma mensagem sms enviadas através do telefone celular. A Autoridade de Telecomunicações do país estabeleceu um mecanismo de censura nas mensagens sms que pretende evitar conteúdos classificados como ‘obscenos, indecentes, falso ou inventados’ assim como palavras que consideram vulgares.
No total, a agência tem incluído 1.600 palavras que devem ser censuradas, entre elas se encontra o termo “Jesus Cristo”. Fazendo com que os clientes das empresas de telefonia no Paquistão não possam receber a mensagem de Cristo.
A Conferência Episcopal do Paquistão, disse que proibir esta palavra “é uma violação ao nosso direito de evangelizar e fere os sentimentos dos cristãos. Sendo estes mais um ato de discriminação contra os cristãos em uma aberta violação a Constituição do Paquistão”.
Enquanto isso, na Arábia Saudita, o jogador colombiano, Juan Pablo Pino, foi preso pela Policia Moral do país por exibir uma tatuagem com o rosto de Jesus em seu braço. O crime aconteceu quando o atleta decidiu dar um passeio em um centro comercial com sua mulher, vestido uma camiseta sem magnas que mostrava o rosto de Jesus tatuado em seu braço.
A imagem de Jesus provocou indignação dos clientes do local, que começaram a insultar e atraíram a atenção da Policia Moral, responsável por garantir o cumprimento das regras de conduta que regem o reino saudita.
Os agentes prenderam o jogador do clubeAl Nasr, ate a chegado do delegado da equipe, que se encarregou de se resolver o problema.
Mohamed Nayimi, um dos clérigos mais respeitados do país, tem advertido que as leis saudistas proíbem tatuagem, seja qual seja sua forma, e pediu as autoridades que imponham nos contratos de jogadores estrangeiros condições para respeitarem a lei islâmica.

Perlla posta foto beijando o marido em apoio ao Pr. Marco Feliciano












Há quase um mês surgiu no Brasil, à campanha ‘Feliciano não me representa’, que vai contra a permanência do Pr. Marco Feliciano na presidência da Comissão de Direitos Humanos, mas a ex-funkeira e atual cantora evangélica Perlla, foi na contramão da campanha, afirmando que Feliciano ‘Me representa’.
A campanha que vai contra o Deputado Feliciano, contou com a manifestação de diversos artistas brasileiros, entre eles esta o ator Bruno Gagliasso que postou uma foto onde ele aparece beijando o ator Matheus Nachtergaele com os dizeres “Quanto menos você sabe mais você julga. #felicianonãomerepresenta”.
A modelo Yasmin Brunet e a atriz Antonia Morais também protestaram postando foto de um selinho: “Amor não escolhe raça ou sexo. O amor é livre… Feliciano não nos representa“, escreveram as duas, na legenda da foto que foi postada em seus perfis do Instagram.
Já a cantora Aline Rosa, foi contra o pastor publicando uma foto onde ela aparece dando um selinho na cantora Daniela Mercury, que atualmente assumiu um relacionamento com outra mulher.  “Mais felicidade, menos Feliciano!“, escreveu Aline.
Mas nesta sexta-feira, a cantora Perlla, resolveu se manifestar, postando no Instagram uma foto beijando o seu marido, Cássio Castilhol, que tem como objetivo reforçar a ideia da família tradicional. “O pastor #Marcosfeliciano @marcosfeliciano #marcosfelicianomerepresenta .. #familia #projetodeDeus #uniao #amo“, escreveu Perlla.
O  que você acha dessa atitude da cantora Perlla? Seria uma boa maneira de nós cristãos postarmos foto beijando nossas esposas e namoradas em apoio ao nobre Deputado?

Marisa Lobo promove ‘beijaço hétero’ pró-família e a favor de Marco Feliciano nas redes sociais










A psicóloga cristã Marisa Lobo começou ontem em suas redes sociais uma campanha em favor da família e da permanência do deputado pastor Marco Feliciano à frente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias. O protesto gerou um debate entre cristãos e apoiadores da causa homossexual.
A campanha tem o objetivo de promover a reestruturação da família tradicional, através das hashtags #BEIJAÇO @marcofeliciano e #MarcoFelicianoMeRepresenta. “Coloque nos comentários a foto do seu Beijo, depois vamos postar também em outro banner”, informa a imagem de divulgação.
Muitos simpatizantes aderiram à convocação e enviaram suas fotos. Um dos banners já contabiliza mais de mil compartilhamentos e dois mil comentários. “Os homens estão invertendo os valores deixados por Deus e querem que todos aceitem calados a desobediência”, comentou a usuária da rede social Facebook, Paty Obregon.
“Bom se preconceito é ter uma opinião, o nosso Brasil diz ser livre e até colocou uma lei de que cada pessoa brasileira teria direito a uma opinião. Mas na prática isto nuca se tornou realidade, um exemplo disto é a questão do homossexual ,se alguém dizer que não é a favor do casamento gay já é homofóbica”, escreveu Mariana Linhares Musgo.
“Eu quero continuar a beijar muito o meu marido e ser um exemplo de família para meus filhos. Afinal Deus instituiu o casamento entre um homem e uma mulher, para que ambos fossem uma só carne e gerasse a família que é o maior patrimônio a ser preservado”, manifestou apoio Elisabete Severina.
Também é possível acompanhar diversas manifestações contra, utilizando notícias de repercussão negativa sobre o caso de Marco Feliciano. “Mas é muita cafonice, gente. Que coragem hein, Marisa? Muita ousadia um beijaço hétero. Ah vá!”, postou Cássia Anacleto sobre a campanha.
A campanha também virou motivo de piada no Twitter. “Hoje teve beijaço hetero no metrô, no estádio, no shopping… Super engajados os héteros”, postou o usuário Chespio. “Eu acho o beijaço hétero uma ideia genial, é para quebrar padrões e paradigmas, já que não é algo que se vê todo dia”, falou ainda Maya Falks.

Quem é monstro, um pastor ou quem fez filme pornô com criança?









A psicóloga cristã, Marisa Lobo, nesta sexta-feira, 8, postou no youtube um vídeo em defesa do pastor Marco Feliciano.
Ela criticou a atitude da apresentadora infantil Xuxa de ter chamado Feliciano de ‘monstro’ e de ter induzido ódio contra ‘um homem sem saber o contexto’.
Curta-nos 
Assista abaixo e comente

Após dois meses, governo angolano autoriza reabertura dos templos da Igreja Universal









Após um fechamento temporário e preventivo de sessenta dias imposto pelo governo de Angola às igrejas neopentecostais do país, os templos da Igreja Universal do Reino de Deus foram reabertos no último final de semana.
O fechamento foi uma das medidas tomadas pelo governo como parte das investigações sobre as responsabilidades pelas dezesseis mortes ocorridas durante o evento Dia do Fim, promovido pela IURD em Luanda no dia 31 de dezembro de 2012.
De acordo com informações do site Arca Universal, aproximadamente 250 mil fiéis da denominação em todo o país puderam celebrar a Páscoa nos templos da igreja.
“Muito obrigado. Recebi um grande presente: as portas da minha amada igreja abertas”, comemorou o pastor Alex Sandro Santos, responsável por um dos templos.
Senegal
A filial da IURD em Dacar, no Senegal, que havia sido fechada após ter sido parcialmente destruída por manifestantes contrários à presença da denominação no país, foi reaberta no último dia 10 de março.
O templo havia sido depredado e incendiado, e após uma reforma bem abrangente, o templo foi reinaugurado com a presença de mais de 1,5 mil pessoas. “O nosso trabalho nunca parou, mesmo com a igreja queimada, continuamos a fazer reuniões”, afirma o bispo Luís Valente, que ressalta o envolvimento dos fiéis da denominação com o trabalho da IURD no país: “Depois desse dia, só ficou na Igreja, firme, aqueles que tiveram um encontro com Deus. Isso porque, incessantemente, eram vistas sempre no jornais matérias contra a Igreja, nos acusando de sermos feiticeiros, nos chamando de seita satânica, falando até que bebíamos sangue humano. Não foi nada fácil para o povo”.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

O Conforto de Jesus Para Uma Mãe Cujo Filho Morreu Recentemente










Os nomes desta narrativa não são fictícios, porque é uma história real, ocorrida com pessoas como você e eu.
Não há porque não citar os nomes por questão de ética porque Jesus não esconde o seu nome de nós.
Não se trata de um “tristemunho”, mas de um testemunho que glorifica o Seu amor, cuidado e grande Nome.
Muito bem, resumindo em poucas palavras:
Jorgina havia me falado que não suportaria ver a partida de seu filho Alexandre, ainda tão moço, em razão do vírus da Aids que havia adquirido numa transfusão de sangue que fizera, porque era hemofílico.
O jovem mal conseguia respirar quando a enfermidade se agravou, e ficou tão debilitado que já não podia mais se locomover.
Internado num hospital teve a experiência que passo a relatar:
“Mãe!” Falava com dificuldade e arfando.
“A senhora não está vendo eles se aproximando, vindo na minha direção através daquelas árvores lá fora no pátio?”
“Não meu filho. Nada estou vendo”. Respondeu.
Nesse ínterim Alexandre se pôs de pé, o que já não fazia há muito tempo.
Respirava normalmente enquanto caminhava em direção à janela do seu quarto.
“Mãe!” “Olha que lindo os portões dourados lá em cima se abrindo para mim”.
Jorgina ainda perplexa com a visão de seu filho, nada vira.
Ele voltou caminhando em passos firmes na direção do seu leito. Deitou-se placidamente, e foi atravessar os portões de ouro da cidade celestial para estar para sempre junto do Seu amado Senhor.
Quando dirigia o culto fúnebre, percebi que a paz do Senhor havia tomado Jorgina de tal forma, que o seu rosto brilhava, e não conseguira derramar uma única lágrima, tão forte era a graça que a revestia naquela hora.
Certamente, chorou depois pela partida e saudade do filho, mas não se desesperou ou arrancou os cabelos, como havia me contado antes que faria, por não suportar sequer a idéia da perda do filho.
O Senhor é amor, bom, reina e vive para sempre.
Aleluias! Glórias! E Amém e Amém!

Missionário indiano é solto após oito anos de prisão injusta








Após oito anos preso sob falsas acusações de participação em motins naxalitas nos quais 19 pessoas morreram em 2004, o missionário indiano Samuel foi solto em Jharkhand, na Índia.
Apesar de admitir sua inocência e nenhuma participação nos crimes, irmão Samuel, como é conhecido, foi preso imediatamente. Dentro da prisão, ele continuou seu ministério, dividindo com seus companheiros os ensinamentos de Deus.
Em agosto de 2010, um júri indiano decidiu que todas as acusações contra Samuel deveriam ser descartadas, pois as evidências eram insuficientes para prová-lo como culpado de qualquer crime ou associação a organizações criminosas. No entanto, as audiências que deveriam decidir o futuro de Samuel foram sendo adiadas por quase três anos.
A prisão do missionário demorou anos entre apelações e audiências, que eram continuamente adiadas. Durante os oito anos, os prisioneiros passaram a acreditar nas palavras de Samuel, o que fez com que ele se tornasse uma espécie de pastor da prisão, realizando orações aos domingos e sextas-feiras e chegando a converter cerca de 20 companheiros.
“Eu fiquei emocionado ao receber o telefonema informando-nos que o nosso Pastor Samuel foi libertado da prisão”, disse KP Yohannan, fundador e presidente da Gospel for Asia (GFA), organização voltada pra disseminar os ensinamentos de Jesus no continente.
“Jesus nos disse que não devemos ficar surpresos diante de perseguições enquanto O seguimos. Mas eu estou muito aliviado de saber que nossas preces foram atendidas. Nosso irmão permaneceu fiel à sua vocação e agora está livre de novo”, comemorou Yohannan.
Durante o período de prisão, Samuel escreveu que estava “totalmente depressivo por causa da situação, mas o Senhor ajudou a perceber que Ele tem um plano especial” para que ele cumprisse enquanto estivesse preso.
“O Senhor está me ajudando a dividir o amor de Jesus com os prisioneiros. Através do ministério, eu vejo a transformação que está acontecendo em suas vidas”, escreveu Samuel.
A notícia de sua libertação deste mês trouxe alegria para os milhares de pessoas que oraram por ele ao longo dos últimos oito anos. “O que o inimigo destina para o mal, o Senhor tem usado para o bem”, disse Yohannan. “Porque o irmão Samuel permaneceu fiel apesar da perseguição, muitos na prisão que nunca teriam conhecido Seu amor estão agora alegremente adorando o nome de Jesus”, continuou.
Durante os oito anos, os prisioneiros passaram a acreditar nas palavras de Samuel, o que fez com que ele se tornasse uma espécie de pastor da prisão, realizando orações aos domingos e sextas-feiras e chegando a converter cerca de 20 companheiros.
Jharkhand é um estado ao norte da Índia e lar de milhares de naxalitas, um grupo rebelde maoísta considerado como terrorista desde a década de 1970. Está ativo em cerca de 40% do território indiano e são considerados grave ameaça à segurança nacional do país.

Menina raptada para casamento forçado é salva por leões




Foto ilustrativa





Uma menina de 12 anos raptada e agredida por homens que queriam forçá-la a se casar com um deles foi protegida por três leões que, aparentemente, afugentaram os seus captores, de acordo com a polícia.
Segundo informações da agência AP, a menina foi levada por sete homens emBita Genet (Etiópia). No cativeiro, a criança foi agredida várias vezes. Até que ela foi encontrada por policiais em um matagal nos arredores da cidade, escoltada pelos felinos.
“Eles (os leões) montaram guarda até que nós encontramos a menina. Depois, deixaram a menina como um presente e voltaram para a floresta”, contou o sargento Wondimu Wedajo.
“Se os leões não aparecessem para resgatá-la teria sido bem pior. Essas meninas são estupradas e agredidas seriamente para forçá-las a aceitar o casamento”, acrescentou.
O policial disse que as moradores de Bita Genet estão tratando o caso como um “milagre”.
“Normalmente, leões atacam pessoas”, comentou.
Stuart Williams, especialista em vida selvagem, tem outra explicação:
“Uma garota choramingando pode ter sido confundida como um filhote miando. Isso pode explicar o fato de os leões não a terem devorado”.
O rapto de crianças com fins matrimoniais é um costume na Etiópia.

Jornalistas renomados saem em defesa do pastor Marco Feliciano: “No Brasil, opinião não é crime” Publicado por Tiago Chagas em 2 de abril de 2013









Após a onda de ataques a Marco Feliciano (PSC-SP), algumas figuras formadoras de opinião começam a ponderar sobre a questão envolvendo sua eleição à presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara dos Deputados.
A jornalista Rachel Sheherazade, âncora do SBT Brasil, foi a primeira a se manifestar contra o exagero em torno dos protestos contrários a Feliciano. Agora, o jornalista Alexandre Garcia, que comenta política na TV Globo e na rádio Metropole, de Brasília, saiu em defesa de Feliciano dizendo que no Brasil, opinião não é crime.
“Tá uma novela essa história do pastor Marco Feliciano [...] Dois militantes foram presos, eu vi uma foto no jornal, uma coisa horrível. Um manifestante, em pé, em cima da mesa que é ocupada pelos deputados. Aí não dá, é um exagero [...] Eu ouvi o noticiário todo, e o noticiário sempre começa assim: ‘o pastor Marco Feliciano, acusado de opiniões homofóbicas e racistas…’ Opa, agora me deram a chave de tudo isso. Se ele é acusado por opinião, supõe-se então que aqui no Brasil exista crime de opinião, e não existe. Ele não pode ser acusado de opinião, se a opinião é livre, e é protegida pela Constituição. Cada um pode ter a sua opinião”, ponderou o jornalista.
Garcia ainda ressaltou que “no momento em que ele puser em prática o racismo, incitar as pessoas ao racismo, ou à homofobia, aí sim” poderia ser acusado, e complementou: “Mas enquanto ele expressar a opinião dele, como ele tem expressado, que é contra o casamento gay… Deu uma declaração sobre a África, que se eu fizer uma declaração sobre a América do Sul dizendo mais ou menos a mesma coisa, ninguém vai me acusar de racismo”.
Ouça o comentário:


Já o jornalista Ricardo Noblat, do jornal O Globo, ironizou afirmando que os holofotes colocados sobre Feliciano trouxeram tranquilidade para o senador Renan Calheiros e o deputado Henrique Eduardo Alves, ambos do PMDB, e que recentemente assumiram a presidência do Senado e da Câmara dos Deputados, respectivamente.
“Comunicado público: Henrique Eduardo Alves e Renan Calheiros agradecem de coração ao pastor Marco Feliciano o seu desempenho como presidente recém-eleito da CDHM”, escreveu, em tom sarcástico.
A crítica de Noblat se estende e alcança a organização Avaaz, que protestou contra Calheiros e depois “esqueceu” o caso para promover protestos contra Feliciano: “Cadê o movimento que recolheu mais de uma milhão e meio de assinaturas pedindo o afastamento de Renan (PMDB-AL) da presidência do Senado por falta de decoro? Esgotou-se? Sua única finalidade era amealhar as assinaturas? Não se ouvirá mais falar dele nas redes sociais? Nem do alvo de sua sanha? Justificável sanha, por sinal! Alvo bem escolhido”, criticou.
O presidente da Câmara dos Deputados também foi citado pelo jornalista, que relembrou os protestos contra ele por causa dos privilégios estendidos aos colegas parlamentares: “É de R$ 26.700,00 o salário mensal de um deputado. Mas ele recebe um segundo salário para pagar de R$ 34 mil. É pago mediante a apresentação de notas fiscais. Ninguém checa se as despesas foram de fato realizadas e se as notas não são frias. Henrique saldou mais três parcelas do preço de sua eleição: aumentou o auxílio-moradia de R$ 3 mil mensais para R$ 3.800,00; eliminou o limite de reembolso para assistência médica aos colegas; e aprovou a criação de 59 cargos em comissão. Em sua defesa, lembra que limitou o pagamento do 14º e 15º salários anuais aos deputados”, disse Noblat.
O senador Magno Malta, em discurso realizado na última semana, destacou que apesar de ter divergências de ideias com o pastor Marco Feliciano, defende a democracia e entende que ele precisa ser respeitado como parlamentar, por ter sido eleito democraticamente.
“O deputado Marco Feliciano pode pensar diferente do deputado Jean Wyllys, e até deve, porque fica bem para a democracia. E o deputado Jean Wyllys precisa, pelo bem e respeitando a democracia, ser contra o deputado Marco Feliciano no que pensa, nas suas bandeiras. Mas são obrigados, e devedores, ambos, do respeito um ao outro. Porque nós temos dívidas com os homossexuais. Temos. E qual é a dívida? É a que a Bíblia fala: ‘A ninguém deveis nada, exceto o amor’, respeito. Nós devemos o respeito como eles também nos devem o respeito. E se na pluralidade da democracia, na proporcionalidade ou em acordo de partidos, coubesse ao PSOL do deputado Jean Wyllys a presidência da Comissão de Direitos Humanos, caberia ao deputado Marco Feliciano votar nele, respeitá-lo”
Confira a íntegra do discurso de Magno Malta no vídeo abaixo:


O próprio Feliciano tem rebatido as críticas usando o histórico da CDHM como comparação: “Não lembro de nada de mais relevante que a comissão tenha feito nos dois anos anteriores. A CDH é uma comissão de mérito: recebe e apura denúncias, nada muito além disso. E é o que estamos fazendo”, disse, de acordo com informações de Lauro Jardim, no site da revista Veja.
Sobre os manifestantes, Feliciano afirma que espera deles uma postura mais racional: “Gostaria muito que eles parassem para ouvir as reuniões. Veja se eles fazem isso no plenário, nas sessões comandadas pelo presidente Henrique (Eduardo Alves)? Lá, eles sequer podem bater palmas. O que eles fazem na CDH não é democracia”, criticou.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+


O túmulo vazio














“Ele ressuscitou… Venham ver o lugar onde ele jazia”. Mateus 28:6
Seguir a Cristo exige fé, mas não fé cega. “Venham ver”, o anjo convida. Vamos?
Dê uma olhada no túmulo desocupado. Você sabia que os oponentes de Cristo nunca contestaram sua desocupação? Nenhum fariseu ou soldado romano levou um contingente de volta para o lugar do enterro e declarou, “O anjo estava errado. O corpo está aqui. Tudo isso foi um boato”.
Eles teriam feito se pudessem. Em semanas os discípulos ocuparam cada esquina de Jerusalém, anunciando um Cristo ressurreto. Que jeito mais rápido dos inimigos da igreja calarem-nos do que criando um corpo frio e sem vida? Mas eles não tinham nenhum cadáver para mostrar.
A falta de pronunciamento explica a renovação de Jerusalém. Quando os apóstolos discorreram sobre o túmulo vazio, as pessoas esperavam uma réplica dos fariseus. Mas eles não tinham nenhuma para dar. Como A. M. Fairbairn afirmou há muito tempo atrás, “O silêncio dos judeus é tão eloquente quanto o discurso dos cristãos!”
Fonte: Irmãos

Jornalista da Globo diz que Marco Feliciano não pode ser criminalizado por ser contra casamento gay











O jornalista e comentarista da Rede Globo, Alexandre Garcia comentou esta semana em um programa transmitido pela Rádio Metrópole, a respeito da ‘novela’ em que o pastor e deputado Marco Feliciano esta envolvido na Comissão de Direitos Humanos e Minorias.
Para Alexandre, Marco Feliciano está sendo injustamente incriminado por ter opiniões que vão contra a união homoafetiva, já que no Brasil expressar a opinião não é crime.
“Se ele é acusado por opinião, supõem-se então que aqui no Brasil exista crime de opinião, o que não existe. Ele não pode ser acusado de opinião se a opinião é livre e protegida pela Constituição”, disse Alexandre.
Ele explica que seria crime se Feliciano incitasse as pessoas ao racismo e a tomarem atitudes homofóbicas.
No final de sua opinião o jornalista lembra que o deputado Marco Feliciano tem apoio de seu partido, não precisando então submeter ao presidente da Câmara. “A questão continua, ele está apoiado pelo partido dele, não dá a mínima para o presidente da Câmara e nem precisa dar, o presidente da Câmara não é chefe dele”, conclui.

Curiosidades - Mitos e Verdades











MITOS SOBRE O MOSQUITO DA DENGUE

 1 - AR CONDICIONADO E VENTILADORES MATAM O MOSQUITO - MENTIRA!
Quando se usa o ar condicionado a temperatura e a umidade baixam, isso inibe o mosquito. Ele tem mais dificuldade para detectar onde estará a possível vítima de sua picada. Porém não morrerá. Estes aparelhos apenas espantam o mosquito que poderá voltar em outro momento quando eles estiverem desligados.
2 – PARA MATAR OS OVOS DO MOSQUITO BASTA SECAR OS RESERVATÓRIOS DE ÁGUA PARADA - MENTIRA!Não é apenas o simples ato de secar os reservatórios de água parada que irá impedir o mosquito da dengue de se reproduzir. É preciso limpar o local também, pois o ovo ainda pode ser manter "vivo" por mais de um ano sem água.
3 – REPELENTES SÃO FUNDAMENTAL NO COMBATE À DENGUE - MENTIRA!
Repelentes, velas de citronela ou andiroba, ao contrário do que muita gente pensa, não têm muito efeito no combate à dengue, pois têm efeito indeterminado e temporário.
4 - TOMAR VITAMINA B AFASTA O MOSQUITO - MENTIRA!
Apesar de ser verdade que o mosquito é atraído de acordo com a respiração e o gás carbônico exalado pela pessoa, a ingestão de vitamina B - alho ou cebola também - (que têm cheiro eliminado pela pele) não é uma medida eficaz de combate à dengue.
Tomar vitamina B pode afastar mosquito, mais isso não dura muito e também irá variar de acordo com o metabolismo de cada pessoa, podendo até não ter efeito algum.
5 – QUALQUER PICADA DO MOSQUITO TRANSMITE A DOENÇA - MENTIRA!
Primeiramente é necessário que o mosquito esteja contaminado. Além disso, cerca de metade das pessoas picadas não desenvolvem a doença. Entre 20 e 50% vão desenvolver formas subclínicas da doença. Ou seja, sem apresentar sintomas. Mesmo assim, é importante em caso de dúvida ou qualquer suspeita procurar o posto de saúde mais próximo.
6 – BORRA DE CAFÉ NA ÁGUA DAS PLANTAS MATA OS OVOS DO MOSQUITO - MENTIRA!
Não há comprovação de eficácia da borra de café na água das plantas e sobre a terra no combate ao mosquito. Pelo contrário, já foi verificado na prática que a larva do Aedes aegypti se desenvolve na água suja de borra de café. Ao invés de usar a borra, tente eliminar os pratos dos vasos, ou coloque areia até as bordas deles de forma a eliminar a água. Lave também os pratos com bucha e sabão semanalmente. Isso é eficaz contra a dengue.
7 – AS LARVAS DO MOSQUITO SÓ SE DESENVOLVEM EM ÁGUA LIMPA - MENTIRA!
Os ovos do mosquito também podem se desenvolver em água suja e parada. Hoje se discute até se as fêmeas do Aedes têm realmente a preferência pela água limpa. Então para combater a dengue, o importante é acabar com qualquer reservatório de água parada, seja limpa ou suja.


FONTE: MINISTÉRIO DA SAÚDE

ABRA A PORTA PARA O COMBATE A DENGUE




















Transmissão da Dengue

A dengue pode ser transmitida por duas espécies de mosquitos (Aedes aegypti e Aedes albopictus), que picam tanto durante o dia como à noite. Os transmissores, principalmente o Aedes aegypti, se reproduzem dentro ou nas proximidades de habitações, em recipientes onde se acumula água limpa (vasos de plantas, pneus velhos, cisternas, etc.). A transmissão pelo Aedes albopictus não é comum porque o mosquito não costuma freqüentar o domicílio como o Aedes aegypti.

COMO ELE SE COMPORTA? COMO ATACA?

O Aedes aegypti mede menos de um centímetro, tem cor café ou preta e listras brancas no corpo e nas pernas. O mosquito costuma picar nas primeiras horas da manhã e nas últimas da tarde, evitando o sol forte, mas, mesmo nas horas quentes, pode atacar à sombra, dentro ou fora de casa.

O Aedes aegypti se caracteriza por ser um inseto de comportamento estritamente urbano, sendo raro encontrar amostras de seus ovos ou larvas em reservatórios de água nas matas. Em média, cada Aedes aegypti vive em torno de 30 dias e a fêmea chega a colocar entre 150 e 200 ovos de cada vez. Ela é capaz de realizar inúmeras posturas no decorrer de sua vida, já que copula com o macho uma única vez, armazenando os espermatozóides em suas espermatecas (reservatórios presentes dentro do aparelho reprodutor). Uma vez com o vírus da dengue, a fêmea torna-se vetor permanente da doença e calcula-se que haja uma probabilidade entre 30 e 40% de chances de suas crias já nascerem também infectadas.

Os ovos não são postos na água, e sim milímetros acima de sua superfície, em recipientes tais como latas e garrafas vazias, pneus, calhas, caixas d'água descobertas, pratos de vasos de plantas ou qualquer outro que possa armazenar água de chuva. Quando chove, o nível da água sobe, entra em contato com os ovos que eclodem em pouco mais de 30 minutos. Em um período que varia entre cinco e sete dias, a larva passa por quatro fases até dar origem a um novo mosquito.

MODO DE TRANSMISSÃO

A fêmea do mosquito pica a pessoa infectada, mantém o vírus em sua saliva e o retransmite em novas picadas. A transmissão ocorre pelo ciclo homem-Aedes aegypti-homem. Após a ingestão de sangue infectado pelo inseto fêmea, transcorre nesta fêmea um período de incubação. Após esse período, o mosquito torna-se apto a transmitir o vírus e assim permanece durante toda a vida. O mosquito transmitirá o vírus em todas as picadas que realizar a partir dali.

QUAL O AMBIENTE IDEAL?

As fêmeas e os machos (que geralmente acompanham as fêmeas) ficam dentro das casas. A temperatura mais favorável para o desenvolvimento da larva é entre 25 a 30ºC. Abaixo e acima destas temperaturas o Aedes diminui sua atividade. Acima de 42ºC e abaixo de 5ºC ele morre.

A cidade do Rio de Janeiro possui as condições propícias para o desenvolvimento do Aedes aegypti. Temperatura e umidade relativa são primordiais para o desenvolvimento do mosquito e, principalmente, para manter os ovos viáveis mesmo fora d'água. Além de ser densamente povoada, é comum a cidade apresentar índices de 70% a 80% de umidade relativa do ar e temperaturas por volta de 25ºC, condições ideais para a multiplicação do vetor. Por isso, o combate de todos aos focos do vetor é muito importante.

Sintomas e Tratamento

Fique alerta aos sintomas da dengue:

Depois da picada do mosquito com o vírus, os sintomas se manifestam normalmente do 3º ao 15º dia. Esse período é chamado de incubação. O tempo médio de duração da doença é de cinco a seis dias. É só depois do período de incubação que os seguintes sintomas aparecem:

Dengue Clássica

• Febre alta com início súbito.
• Dor de cabeça.
• Dor atrás dos olhos, que piora com o movimento deles.
• Perda do paladar e apetite.
• Náuseas e vômitos.
• Tonturas.
• Extremo cansaço.
• Manchas e erupções na pele semelhantes ao sarampo, principalmente no tórax e membros superiores.
• Moleza e dor no corpo.
• Muitas dores nos ossos e articulações.

Dengue Hemorrágica

Os sintomas da dengue hemorrágica no início da doença são os mesmos da dengue comum. A diferença ocorre, com maior freqüência, quando acaba a febre e começam a surgir os sinais de alarme: 
• Dores abdominais fortes e contínuas.
• Vômitos persistentes.
• Pele pálida, fria e úmida.
• Sangramento pelo nariz, boca e gengivas.
• Sonolência, agitação e confusão mental.
• Sede excessiva e boca seca.
• Pulso rápido e fraco.
• Dificuldade respiratória.
• Perda de consciência.


Na dengue hemorrágica, o quadro clínico se agrava rapidamente, apresentando sinais de insuficiência circulatória e choque, podendo levar a pessoa à morte em até 24 horas.

Se você apresenta esses sintomas,
vá imediatamente a uma unidade de saúde.

FONTE: MINISTÉRIO DA SAÚDE

Umbandistas põe boneco de Feliciano em frente ao Congresso











Manifestantes malharam um boneco do deputado Marco Feliciano (PSC-SP) neste sábado (30) em frente ao Congresso Nacional, em Brasília, numa referência à malhação do Judas, tradição dos sábados de Aleluia.  O grupo responsável pelo ato representa a Federação de Umbanda e Candomblé do Distrito Federal e da região do entorno de Brasília. Além do boneco de Feliciano, os manifestantes levaram cartazes em que criticavam a “intolerância religiosa, racial e sexista”.
Desde sua eleição para presidir a Comissão de Direitos Humanos da Câmara, Feliciano sofre pressão para deixar o posto por conta de declarações consideradas homofóbicas e racistas. A pressão se avolumou após o deputado ter divulgado vídeo que equipara as manifestações a “rituais macabros”.
Na última terça-feira (27), durante audiência pública na Câmara, Feliciano afirmou que precisa ser “respeitado” como “todo ser humano”. “Conseguimos vencer uma barreira e mostramos que democracia é isso e, às vezes é preciso tomar medidas, não medidas austeras, mas à luz do regimento interno. Um parlamentar precisa ser respeitado, como todo ser humano precisa ser respeitado”, afirmou na ocasião.

Acusado de ridicularizar religiões, Fábio Porchat do “Porta dos Fundos” afirma que lê a Bíblia por curiosidade Por Dan Martins em 1 de abril de 2013















Conhecido por seu trabalho nos programas da Rede Globo “Zorra Total” e “A Grande Família”, o humorista Fábio Porchat tem sido alvo de constantes polêmicas pela forma que os vídeos de seu canal do Youtube abordam a religião. Em uma entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, o humorista falou sobre sua relação com a religião. Ateu, Porchat afirmou que lê a Bíblia por curiosidade.
Porchat é idealizador do canal “Porta dos Fundos”, criticado por muitos cristãos que afirmam que seus vídeos ridicularizam as religiões. Um dos vídeos é uma sátira da história bíblica de Moisés e as tábuas que continham os dez mandamentos, encaradas pelo vídeo como uma forma que Moisés teria usado para controlar o povo, e outro mostra Jesus sendo demitido de uma carpintaria por não falar palavrões ou concordar com a pornografia.
Um vídeo mais recente satiriza a ideia de salvação exclusiva por uma religião e faz piada também com o pastor Silas Malafaia.
Questionado sobre as referências bíblicas constantemente usadas em seus vídeos, Porchat explicou que esse conhecimento vem das leituras que ele faz da Bíblia, por curiosidade.
- Eu. Talvez porque seja ateu… Eu escrevi agora um com Noé, um com Abraão e um com José e Maria. E olha que eu só li alguns trechos, mas leio a Bíblia com muita curiosidade – respondeu o humorista, adiantando que o canal terá novos conteúdos relacionados à religião, classificada por ele como uma piada.
- Acho muito curioso uma pessoa ser religiosa, fico muito impressionado. Mas acho que o comediante tem de estar antenado em tudo. Tudo é material para uma piada – completou.
Fábio Porchat disse ainda que critica tudo que, segundo ele, “merece apanhar”, e ironizou afirmando que só não faz piadas com o islamismo por medo de ser alvo de terroristas.
- A gente tem batido em coisas que, na verdade, merecem apanhar. No idiota que inventou a Ku Klux Klan, no padre pedófilo. Eu, por exemplo, não faço piada com Alá e Maomé, porque não quero morrer! Não quero que explodam a minha casa só por isso (risos). Mas, de um modo geral, a gente vai fazendo, vai falando – explicou.
A área de comentários do canal recebe constantes manifestações de evangélicos e católicos, que consideram o material ofensivo.
Veja alguns dos vídeos do canal criticados por falar de religião:
Deus:
10 Mandamentos:
Por Dan Martins, para o Gospel+


Tirando o lixo












Quem quer viver com o entulho de ontem? Quem quer acumular o lixo do passado? Você não quer, não é? Ou você quer? Não estou falando do lixo na sua casa, mas no seu coração.
Não da sucata de papéis e de caixas, mas dos restos de raiva e de mágoa. Você empacota a sua dor? Junta ofensas? Registra desfeitas? Um passeio pelo seu coração pode estar dizendo.
Uma pilha de rejeições. Insultos acumulados. Ninguém pode culpá-lo. Eles são tiradores de inocência, quebradores de promessa e autores de ferida. Eles estão em todos os lugares e você teve a sua quota.
Jesus respondeu a pergunta de Pedro em Mateus 18:21 e 22 quando ele perguntou: “Senhor, quantas vezes deverei perdoar a meu irmão quando ele pecar contra mim? Até sete vezes?” Jesus respondeu: “Eu lhe digo: Não até sete, mas até setenta vezes sete”!
Você quer dar uma chance a cada dia? Jesus diz para livrar-se do lixo. Dê a graça que lhe foi dada!
Autor: Max Lucado
Fonte: Irmãos

As Melhores Musicas De Nelson Ned.












Publicado em 03/04/2012
http://silva42.comunidades.net/index....
01 Eu Navegarei
02Espirito Santo De Deus
03 O Nome
04 Deus Do Impossivel
05 Quando Jesus estendeu a sua Mão
06 Sonda-me
07 Ao Unico
08 Espirito De Deus Està Aqui
09 Renova-me
10 Vencendo Vem Jesus
11 Grande é o SENHOR










Apesar de protestos, PSC prevê que Marco Feliciano triplicará quantidade de votos nas próximas eleições Publicado por Tiago Chagas em 1 de abril de 2013











Apesar dos protestos contrários, a permanência do pastor Marco Feliciano na presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara dos Deputados, tem se mostrado uma decisão acertada para o Partido Social Cristão.
O jornal Folha de S. Paulo noticiou neste domingo, 31 de março, que desde o início da polêmica, o número de filiações ao PSC aumentou, o que tem feito a direção do partido apoiar a postura do pastor em permanecer no cargo.
A cúpula do PSC estipula que Marco Feliciano possa triplicar o número de votos recebidos na última eleição, ajudando assim, a eleger outros candidatos do partido através do critério de quociente eleitoral, o mesmo que beneficiou o deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ), eleito com 13 mil votos. Marco Feliciano, em 2010, obteve 211 mil votos em sua primeira candidatura a um cargo eletivo.
Porém, essa manutenção no cargo não deve ser tranquila, pois os protestos contra o pastor continuam acontecendo frequentemente.
Na última sexta-feira, 29 de março, Feliciano foi alvo de protestos em Passos (MG), no local onde foi realizado um evento organizado pela Assembleia de Deus e que o pastor seria o preletor da noite.
Ao subir no palco do ginásio, Feliciano comentou as manifestações contrárias a ele e pregou normalmente. Do lado de fora, um grupo de 50 manifestantes seguravam cartazes contra o pastor. Ao sair do evento, Marco Feliciano precisou ser escoltado pela Polícia Militar.
No sábado, 30 de março, um grupo de umbandistas montou um boneco e com uma imagem do pastor Marco Feliciano, e o malharam em frente ao Congresso Nacional. Durante o protesto, foram exibidos cartazes com críticas à “intolerância religiosa, racial e sexista”.
Críticas no meio cristão
O pastor Ricardo Gondim, da Igreja Betesda, se juntou ao grupo dos críticos a Marco Feliciano, e afirmou que a reação mais lúcida por parte do pastor da Assembleia de Deus Catedral do Avivamento seria a renúncia à presidência da CDHM.
“O Marco Feliciano se apresenta como representante não só do mundo evangélico, mas de todo o protestantismo. Na verdade, ele pouco representa das tendências protestantes. Foi eleito por um segmento muito alienado politicamente”, observou o pastor Gondim, em entrevista ao jornalista Roldão Arruda, do jornal O Estado de S. Paulo.
Para Gondim, Feliciano erra por ecoar uma linha teológica que já foi usada para justificar a escravidão: “Ele se antagonizou com o Brasil porque expressou pelo Twitter e, depois, num culto, opiniões sobre a questão dos negros. Disse que são descendentes da parte amaldiçoada dos filhos de Noé, os filhos de Cam. É interessante observar ele não criou nada ao fazer tais afirmações. Essa teologia é muito antiga, muito anterior a ele, persistindo até hoje em alguns poucos segmentos fundamentalistas. Ela tem origem entre os colonialistas, que dividiam o mundo em três áreas – o ocidente, o oriente e o sul. Nesta última teriam ficado os possíveis descendentes do personagem bíblico, os amaldiçoados. O Feliciano lucra em cima dessa teologia, fatura em cima dela, mas não acrescenta nem desenvolve nada. É apenas o porta-voz de um grupo que, no atual contexto religioso, ainda replica argumentos usados por países colonialistas para a dominação e exploração dos mais pobres, especialmente na África. Isso é muito triste”, lamentou Ricardo Gondim.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Pastor Silas Malafaia afirma que a oração de um bom cidadão pode “mudar o propósito do Senhor” Por Dan Martins em 1 de abril de 2013














O pastor Silas Malafaia publicou em seu site umtexto no qual explica sua interpretação para a suposta falta de resposta de Deus para algumas orações. Segundo o pastor, para que nossas orações sejam ouvidas por Deus, é necessário que estejamos enquadrados nos padrões de leis divinos e humanos. Ele afirma ainda que a oração de um bom cidadão pode mudar os propósitos de Deus.
- E você? Tem andado de acordo com a fé que professa em Cristo? Tem respeitado a ética e adotado uma conduta cristã? Tem observado os princípios bíblicos em todos os aspectos? – questiona o pastor, ao afirmar que a desobediências a leis divinas e também humanas faz com que Deus demore para responder orações.
Malafaia afirma que um homem de Deus é identificado por ser submisso às leis de Deus e dos homens. Afirmando que os cristãos tem um compromisso com a integridade, ele diz que aqueles que professam a fé cristã devem ser bons cidadãos do céu e da terra, e diz que a oração de uma pessoa que segue tais princípios pode até mesmo “mudar o propósito do Senhor”.
- Ele há de reluzir como astro no meio das trevas do pecado, e a sua oração certamente será ouvida e poderá até mudar o propósito do Senhor. – afirma o pastor.
- Sendo assim, antes de orarmos, façamos uma análise introspectiva, para verificar se temos alguma pendência, demanda ou dívida para com o nosso próximo que obstrua nossa comunicação com o Pai celestial. – que cita ainda os textos de Romanos 13.8 e Mateus 5.23-25 para endossar sua interpretação.
Por Dan Martins, para o Gospel+

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.