Tribunal do Paquistão aprova pena de morte para quem blasfemar contra Maomé




Um tribunal islâmico no Paquistão decretou que aquele que blasfemar contra o profeta do Islã, Maomé, tem apenas uma punição, que é a ‘morte’.
paquistão-blasfemia-maomé-morte De acordo com o Morning Star News, a Corte Federal Shariat que supervisiona os tribunais penais que tratam de casos relacionados com a Lei Islâmica.
A punição até então de quem blasfemava contra o profeta Maomé era prisão perpetua ou a morte, no entanto, recentemente a Corte Federal ordenou que o governo eliminasse a opção de prisão perpetua, deixando como única opção a morte.
Especialistas em liberdade religiosa dizem que esse novo decreto os tem deixado mais preocupado, pois poderá levar ao aumento da perseguição de minorias, e, assim, dar mais poder ao tribunal islâmico.

Portal Padom

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.