Grupo extremista islâmico convoca seguidores para ir a igrejas matar cristãos




O grupo extremista islâmico Boko Haram está convocando seus partidários para irem a igrejas e assassinarem cristãos na Nigéria. A convocação está sendo feita através de um vídeo publicado recentemente pelo grupo, no qual o Boko Haram também afirma que a polícia nigeriana deve “sair do seu caminho”, pois a implantação da lei islâmica (sharia) não será interrompida.
De acordo com analistas, o vídeo é, possivelmente, uma “ferramenta de recrutamento” e afirmam que essa é uma das declarações de vídeo mais descaradas já feitas pelo Boko Haram.
O estudioso do Islã Theodore Shoebat destaca a música cantada durante o vídeo, na qual os partidários do Boko Haram afirmam estar trabalhando para Deus trazendo a Sharia à existência e estando empenhados em proteger os muçulmanos “aniquilando os infiéis”.
- Vamos matá-los. Entraremos nas igrejas e abateremos os cristãos. Estamos convidando todos os muçulmanos para saírem e lutarem a jihad. Se você brincar, estes infiéis aniquilarão os muçulmanos. Você vê como eles estão matando nossas mulheres e crianças – diz um trecho da música
O analista Emmanuel Ogebe, da US Nigeria Law Group, ressaltou o fato de se tratar de um vídeo de recrutamento e observou que o grupo jihadista é experiente no uso das ferramentas de comunicação para seus propósitos, tendo especial experiência com o uso de vídeos.
Shoebat destacou que, apesar dos massivos ataques feitos pelo grupo contra a vida de centenas de cristãos nigerianos, o assunto não tem ganhado nenhum destaque na imprensa internacional. Segundo o analista, isso se dá pela falta de interesse político dos principais veículos de mídia em divulgar e alertar a sociedade sobre o assassinato em massa de cristãos.
- Com toda a sinceridade, eu acredito que para a grande mídia, até mesmo veículos supostamente conservadores, os relatórios sobre a matança de cristãos não são benéficos no que diz respeito a atrair o elevado número de espectadores – afirmou Shoebat.
- Os meios de comunicação de extrema-esquerda, por outro lado, não tem grande estima pelo cristianismo, então por que eles se preocupariam com os cristãos sendo mortos? – completou o analista.

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.