Projeto prevê distribuição de “Kit Bíblico” e aulas sobre religião para alunos de escolas públicas




Um projeto apelidado de “Kit Bíblico” foi proposto por um deputado estadual catarinense, e prevê a distribuição de materiais ligados ao cristianismo e discussão do tema como matéria extracurricular nas aulas dos alunos de 6 a 12 anos matriculados nas escolas públicas do estado.
Polêmico, o projeto causou alvoroço nas redes sociais, e o deputado Kennedy Nunes (PSD) o defendeu: “Qual o problema em falar de religiosidade nas escolas? Querem falar de sexualidade e até de gêneros e por que a religião não?”, questionou.
Segundo o Diario Catarinense, o deputado afirmou que a proposta de discussão religiosa nas escolas não é restrita ao cristianismo: “Vamos contemplar todas as religiões, sem exceção. E as Bíblias poderão ser escolhidas, por exemplo, em versões católicas ou evangélicas”, argumentou.
O parlamentar ainda frisou que a ideia é criar várias opções de kits, a partir de parcerias com entidades e organizações religiosas, que patrocinariam a compra e a distribuição dos materiais.
A pró-reitora de ensino da Univali e especialista em educação Cássia Ferri comentou que essa iniciativa só causará desconforto se não forem abordadas todas as religiões: “As escolas públicas precisam aceitar toda a diversidade religiosa. A leitura dos textos bíblicos é válida, mas não pode ser a única opção aos alunos”, ponderou.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.