Islâmicos radicais assassinaram um pastor e a seu filho para frear o avanço do Evangelho na Nigéria








A filha de um pastor assassinado por islamitas radicais do Boko Haram,disse detalhes da perseguição religiosa que sofrem os cristãos nigerianos pelos extremistas islâmicos. A menina, que sobreviveu a um ataque, se encontra agora em exílio nos Estados Unidos e disse que os radicais planejam erradicar os cristãos do país.
pastor-assassinado-nigériaDeborah Peters, nativa do norte da Nigéria e que agora tem 15 anos, descreveu o assassinato de seu pai e seu irmão nas mãos de extremistas do Boko Haram, em um evento no Instituto Hudson.
“Era 7h30 da manhã e três homens bateram na porta e perguntaram onde meu pai estava. Eles o levaram no fundo do quintal de casa e gritaram pedindo que ele negasse a sua fé em Jesus. Meu pai respondeu que ele não negaria, e eles dispararam três vezes em seu peito “, narrou Deborah, que vivia na aldeia de Chibok, uma das regiões da Nigéria atacado pelos extremistas.
Depois disso, os homens debateram o destino de seu irmão de 15 anos, e chegaram a um consenso para matá-lo: “Eles atiraram no meu irmão duas vezes no peito e morreu”, disse Deborah.
Inicialmente, os terroristas iriam matar apenas o seu pai, só porque ele era um pastor. Então, eles decidiram matar seu irmão mais novo também porque eles raciocinaram que ele iria crescer e se tornar em pastor.
Nos últimos anos, as organizações terroristas islâmicas, especialmente Boko Haram, tem atacado as comunidades cristãs no norte da Nigéria. Estes ataques contra igrejas e cidades resultaram em centenas de mortes e Boko Haram tornaram um dos grupos extremistas religiosos mais violentos do mundo.
O ataque ocorreu nesta família cristã em 2011, e foi recentemente ouviu o caso durante um evento patrocinado pelo Instituto Hudson, Estados Unidos, de acordo com informações da WND.
Boko Haram, que significa “a educação ocidental é pecado”, é um grupo terrorista de muçulmanos radicais que pretendem transformar a Nigéria em um Estado islâmico. Atualmente, a comunidade internacional centrou suas atenções nas ações do grupo por causa do sequestro de cerca de 300 estudantes- em sua maioria cristã – nos últimos 30 dias.
Portal Padom

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.