Possível cassação do título de pastor de Marco Feliciano tem motivação política, afirma jornalista





A possível cassação do título de pastor do deputado federal Marco Feliciano pode ter, no fundo, uma motivação política e ralação direta com disputas de cargos nas próximas eleições. A afirmação é do jornalista Lauro Jardim.
De acordo com Jardim, a possibilidade levantada pela Convenção Fraternal das Assembleias de Deus no Estado de São Paulo (Confradesp) pode ter vindo de um termo de quer Feliciano arrebanhe boa parte dos votos evangélicos de São Paulo. Votos estes que também serão disputados pelo deputado federal Paulo Freire (PR).
O jornalista comenta o caso ressaltando que a Confradesp é presidida pelo pastor José Wellington Bezerra da Costa, pai de Freire.
Segundo informações da Folha de S. Paulo, a Confradesp reúne oito mil pastores assembleianos no estado, e a apuração contra Feliciano, decorrente da investigação que se iniciou após ele conceder uma entrevista à revista Playboy, pode resultar em uma simples advertência ou até no “descredenciamento pastoral”.
Na entrevista à Playboy – revista voltada ao público masculino e especializada na publicação de fotos de mulheres nuas – Feliciano falou sobre política, disse sonhar com a presidência da República e confessou ter usado cocaína na adolescência.



 Por Dan Martins em 18 de maio de 2014

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.