Padre acusa evangélicos de urinarem sobre imagem de Aparecida e promoverem perseguição religiosa na Paraíba; Assista




Um grupo de evangélicos reacendeu a polêmica da ofensa às imagens de santos católicos ao destruir, urinar e queimar uma estátua da Senhora Aparecida na cidade de Carrapateira, na região de Cajazeiras (PB).
O incidente ocorreu nesta terça-feira, 03 de junho, de acordo com o padre Quirino Pedro, administrador da paróquia Santo Afonso. “Mijaram em cima da imagem, jogaram gasolina e queimaram Nossa Senhora. Dizem que os católicos estão condenados ao inferno”, relatou o líder religioso ao portal Araçaji.
Segundo o padre, as crianças católicas da cidade estão sendo hostilizadas por evangélicos nas escolas, dizendo a elas que estão “condenadas ao inferno” por serem católicas. “Estão fazendo a cabeça das crianças para repudiarem Nossa Senhora”, denunciou Quirino Pedro.
Além do vandalismo contra a imagem de Aparecida, as paredes da igreja também foram alvo dos evangélicos, que picharam ofensas aos fiéis: “Estão também chamando os católicos de baratas pretas”, relatou o padre.
Quirino Pedro apontou os fiéis liderados pelo pastor Luiz Lourenço, conhecido como Poroca, como responsáveis pelas agressões e vandalismo, mas disse que optou por não envolver a polícia na história. Ouça a entrevista do padre a uma emissora de rádio da região:
O pastor Poroca ficou conhecido nacionalmente por sua contundência nas críticas aos homossexuais e aos católicos.
No vídeo abaixo, Poroca diz que “padres gostam de adorar demônios”. A postura do pastor estaria inflamando os ânimos dos fiéis e suscitando a intolerância religiosa:


 



Publicado por Tiago Chagas

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.