Polícia Federal vai intimar envolvidos em festa polêmica na UFF A ideia é punir os responsáveis se for identificado que o evento serviu para a prática de crimes





Nesta segunda-feira (2) a o delegado da Polícia Federal em Macaé, Júlio César Ribeiro, foi até a Universidade Federal Fluminense (UFF) em Rio das Ostras, acompanhado de peritos da Polícia Civil para investigar a festa polêmica que aconteceu na instituição na última semana.
Denúncias e fotos tiradas no dia da festa mostram o consumo de bebidas alcoólicas, drogas, orgias sexuais e rituais satânicos. A ida dos policiais na UFF foi para tentar identificar e punir os envolvidos na festa.
“É inadmissível que um espaço federal seja utilizado para a prática de crimes. Os responsáveis serão punidos”, garantiu o delegado.
O evento chamado de “Xereca Satânik – A Festa” foi realizado na noite de quarta-feira (29) por alunos do curso de Produção Cultural. Quem esteve presente fez denúncias para alguns veículos de comunicação dizendo que as bebidas e a até drogas foram guardadas dentro da universidade tendo o consentimento dos diretores do prédio.
Além do consumo de drogas e álcool outro assunto que gerou debate sobre a festa foi a foto que mostra um suposto ritual de magia negra com o uso de um crânio humano.
“A festa ocorreu ao lado do prédio novo chamado multiuso. O diretor do pólo permitiu o armazenamento de bebidas dentro da universidade. O uso de drogas é praticamente liberado. Precisamos de uma intervenção urgente”, disse uma testemunha ao site G1 pedindo anonimato.
A reitoria da UFF informou que abriu uma sindicância para apurar o que aconteceu, já o diretor do Instituto de Humanidade e Saúde, responsável pelo curso de Produção Cultural, disse na TV que estava programado para aquele dia uma atividade acadêmica, não uma festa.
Um dos participantes chegou a dizer que tanto a presença do crânio humano, como a parte do evento onde uma mulher teve sua genitália costurada fazia parte de uma apresentação especial feita por profissionais contratados para falar sobre a resistência do corpo. Com informações G1

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.