Cristãos iranianos possuem fé e alegria diante a perseguição




O Irã é muitas vezes visto como um país hostil, com líderes radicais e multidões de rebeldes. Mas há outra perspectiva deste país… Ali há pessoas que amam os Estados Unidos, Israel e principalmente a Jesus Cristo.
Quando alguém é batizado em uma igreja, as pessoas batem palmas e gritam como torcedores em um jogo na Copa do Mundo. Apesar de sofrer perseguição e muitas vezes tendo que correr por suas vidas, eles ainda tem uma fé contagiante e alegre, como é o caso Raizal.
“Quando crescia queria dizer que cria em Cristo. Cada vez mais seu nome estava em minha mente. Logo, comecei a gostar do cristianismo. Era muito doce para mim, os sentimentos, as historias, tudo. Por 15 anos, acreditei Nele e disse:’Quero ser cristão’“, relatou.
cristãos-iranianos-perseguiçãoMuitos refugiados deixaram o Irã e chegaram à Turquia onde eles podem obter o estatuto de asilo com as Nações Unidas. Alguns dizem que é como sair da escuridão.
Totalmente diferente do Irã. Eu tenho o privilégio de compartilhar a Palavra de Deus com os outros. Eu posso adorar ao Senhor livremente. Eu posso ir à igreja sem problema. É totalmente diferente”, disse Afshin.
Afshin frequentava a igreja liderada pelo pastor americano, Saeed Abedini, que permanece em uma prisão iraniana por quase dois anos. Após sua prisão, a igreja foi dissolvida. Então Afshin fugiu.
“Como resultado, eu deixei o Irã. Todos os dias era mais difícil e arriscado. Eu tive que mudar de casa porque eu tinha certeza de que um dia eles saberiam que a minha casa era uma igreja clandestina. Saberiam; inteligência reconheceria “, disse Afshin.
Outros, como Raizal e seu irmão Reza, fugiram para salvar suas vidas.
“Foi uma situação terrível lá. Eu não podia orar a Deus com todo meu coração por causa de todos os problemas. Se eu disser Jesus Cristo poderiam me matar “, disse Raizal.
“Tornou-se um problema para o meu trabalho e minha saúde. Eles tentaram me matar, então, eu tive que fugir “, disse Reza.
Apesar das constantes ameaças, perigos e riscos, estes crentes mantiveram a fé. Agora, eles encontraram uma casa igreja e uma família. Seu pastor lidera casas igrejas no Irã, Estados Unidos, Canadá, Alemanha e Malásia… Tudo via Skype.
“A igreja principal é a minha casa e através da Internet, me conecto com todos. Isso é como uma igreja cibernétic “, disse Rahman Salehsafari.
Será que em breve o avivamento no Irã?
Ele diz que será um grande avivamento na República Islâmica do Irã.
“Neste momento, pode-se ver os resultados do Espírito Santo. Em 1994, havia centenas de milhares de crentes, agora são três milhões. Você pode ver o trabalho do Espírito Santo nas pessoas “, disse Salehsafari.
Muitos se converteram ao cristianismo por meio de um sonho ou visão.

“Eu tive um sonho. Há muito tempo eu sonhei que Jesus estava sempre comigo. Em toda a minha vida, Ele me ajudava e não sabia quem era essa pessoa. De repente, Jesus estava lá e pediu para eu se aproximar dele. Foi o que eu fiz e ele me aceitou “, disse Reza.
Apesar de todas as dificuldades e ter que deixar sua terra natal, esses crentes exalam alegria. Muitos esperam um dia conseguir um estatuto de refugiado e imigrar para outros países. Enquanto isso deseja que os crentes no Ocidente orem pela Igreja no Irã.
Eu só imploro aos outros crentes, irmãos e irmãs ao redor do mundo para orar pelo Irã. Aos iranianos: Encontrem um novo Deus e familiarizar-se com Deus, com Jesus Cristo “, disse ele Afshin.  – cbn 


Portal Padom

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.