EIIL louva John McCain por ajudar terroristas islâmicos a invadir o Iraque Theodore Shoebat







Edinei Machado, que é cidadão americano, comenta: Às vezes fico pensando o quão Deus é sábio, insondável é sua sabedoria. Explico: Já imaginaram se John McCain tivesse vencido as eleições para presidente dos EUA em 2008? Obama é um desastre, mas imagine se McCain tivesse ganho! McCain parece estar possesso. Dia e noite ele pede guerra na Síria, para “liberar” o povo sírio. Imagine aí: Por ele, as tropas americanas já estariam na Ucrânia “liberando” o povo ucraniano. Continue imaginando aí: Ele foi um dos entusiastas de Bush, que via um paraíso no Iraque até que o que já era ruim, ficou muito pior. Quando da confusão na Líbia, ele parecia um paspalho na TV, como se fosse o próprio presidente, dizendo a toda hora que Obama estava demorando muito para “ajudar” os democráticos líbios que queriam liberdade e democracia. Obama acabou fazendo o que fez lá, e hoje, o inferno é mesmo ali. Deus permitiu que um líder marxista virasse presidente dos EUA porque as outras opções (inclusive Romney), nestes assuntos, já teriam lançado todos num inferno de guerras e mortes. Perfeito é o Senhor nos seus planos.
A organização terrorista islâmica EIIL (Estado Islâmico no Iraque e Levante) divulgou um comunicado atribuindo seu sucesso na guerra do Iraque a John McCain, a quem eles agradeceram. Na declaração, eles escreveram:
…o guerreiro John McCain foi à tribuna do Senado para reclamar como um doido enraivecido contra as vitórias que o Estado islâmico está obtendo no Iraque. Ele esqueceu que ele mesmo participou da invasão do Iraque que levou aos benditos acontecimentos que estão se desdobrando agora pela generosidade e justiça de Alá.
É verdade que a guerra no Iraque que foi iniciada por Bush deu poderes para o EIIL cometer os massacres e violência que está fazendo hoje. O EIIL sabe que Saddam Hussein não os teria tolerado, e não teria hesitado em despedaçá-los, como seu predecessor Nabucodonosor teria feito.
John McCain com neonazista da Ucrânia
O Iraque não precisa de democracia, mas de uma ditadura como a de Saddam. Mas graças a John McCain e outros de sua espécie, demônios como o EIIL estão invadindo o Iraque e cometendo carnificina contra os cristãos, e os terroristas islâmicos estão agradecendo McCain por suas vitórias e atrocidades.
Tudo o que posso dizer é: Sinto falta de Saddam.
Traduzido por Julio Severo do artigo do Shoebat: ISIS Praises John McCain For Helping Them Invade Iraq

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.