Ateísta Ed Brayton: Julio Severo é um ‘doido’ brasileiro Posted: 24 Nov 2014 06:27 AM PST



Julio Severo
A homossexualidade e o controle populacional têm algo em comum? Se você crê que sim, então você é um ‘doido’ — rótulo que o ateísta Ed Brayton usou contra mim, Julio Severo, porque sou um desses crentes.
Ed Brayton
No entanto, não sou a única vítima dos ataques dele. Ele também atacou o WorldNetDaily, e num programa de TV da C-SPAN, ele rotulou Chuck Norris de ‘retardado’ porque Norris disse que se Obama fosse eleito em 2012, o socialismo dele levaria os EUA a mil anos de escuridão.
Concordo com Norris: os EUA podem se preparar para mil anos de escuridão socialista por causa de Obama e seu partido.
O gordo Brayton tem um blog que tem o título de “Dispatches from the Culture Wars” (Despachos das Guerras Culturais). Ele é também um defensor do evolucionismo.
De acordo com a Conservapedia, Chuck Norris acha que a maioria do problema de obesidade nos EUA é consequência do hedonismo e que os cristãos têm boas razões para acreditar que um estilo de vida hedonista é um dos fatores que causam o ateísmo. Esse é outro motivo por que o gordo Ed Brayton odeia Norris.
Brayton tem aparecido no programa de TV Rachel Maddow Show. Rachel foi a primeira âncora abertamente lésbica a apresentar um grande programa noticioso de TV em horário nobre nos EUA. Ele tem também sido convidado em outros programas esquerdistas.  
Por falta de argumentos e racionalidade, a única opção que resta a indivíduos esquerdistas é recorrer a insultos: ‘doido,’ ‘retardado,’ etc. Além disso, palavrões são a linguagem natural deles. Como é que sei disso? A Esquerda secular e cristã brasileira tem usado essa linguagem ao falar de mim e minhas opiniões conservadoras.
Acerca da Esquerda americana, parece que seus adeptos não estão gostando da coluna que Matt Barber me deu em seu portal conservador BarbWire.
Em seu blog, Brayton se descreve: “Depois de gastar vários anos fazendo turnê pelos EUA como comediante solitário, Ed Brayton se cansou de explicar suas piadas… e voltou-se para escrever… para as vozes de sua cabeça.”
Sempre suspeitei que os socialistas têm vozes estranhas na cabeça — nos tempos da Bíblia, as pessoas chamavam esse problema de ‘possessão demoníaca.’
Desta vez as vozes disseram a esse comediante pesado e desajeitado que a homossexualidade não reduz as taxas de natalidade e que, sim, ele é um cara inteligente!
As vozes dele também lhe disseram que na guerra cultural para espalhar mentiras socialistas e homossexualistas no mundo inteiro, Julio Severo é outro inimigo que merece os ataques dele.
Tendo ou não nojo, pelo menos ele está lendo minha coluna no BarbWire!

Doido: A Questão Homossexual é Toda sobre Controle Populacional

Julio Severo é um doido brasileiro que está agora escrevendo para o BarbWire, onde ele faz a afirmação incrivelmente absurda de que a luta pela igualdade LGBT é realmente toda sobre reduzir a população. Burro, pelo fato de que conexões causais são para pessoas inteligentes, nenhuma das quais dá para achar aqui. Fazendo referência a uma conferência da USAID sobre direitos gays no mundo todo na semana passada, ele escreve:
A conferência está reunindo autoridades governamentais, financiadores particulares, líderes empresariais, especialistas acadêmicos e ativistas homossexuais de mais de 30 países para aumentar a coordenação, cooperação e recursos dedicados para promover a agenda homossexual no mundo inteiro, e para garantir a plena inclusão de ativistas homossexuais em estruturas de poder político.
A conferência está focando em estratégias de assistência diplomática e externa para lidar com questões homossexuais no mundo todo. Está discutindo também as melhores formas de envolver as comunidades religiosas para apoiar a agenda homossexual e integrá-la em programas de desenvolvimento.
Se Sodoma deu ao mundo uma militância homossexual sem treinamento e sofisticação, os Estados Unidos podem se orgulhar de terem sobrepujado Sodoma, dando ao mundo uma militância homossexual agressiva, treinada e sofisticada.
Os esforços do governo americano para integrar a agenda gay em programas de desenvolvimento e estruturas de poder político terão sucesso? Temo que sim. Quarenta anos atrás, o NSSM 200, um documento ultrassecreto do governo dos EUA, deixava claro que que a ONU, o Banco Mundial e muitas outras grandes organizações internacionais deveriam ser usados para integrar o controle populacional em programas de desenvolvimento e assistência médica. O controle populacional era apresentado como “planejamento familiar,” mas seu objetivo nunca foi o bem-estar da família. Era redução populacional para atender às ambições dos EUA de se apoderar ou guardar recursos naturais de outras nações para uso americano atual e futuro. Por causa dos esforços dos EUA quarenta anos atrás, hoje o “planejamento familiar” é tão natural quanto o próprio casamento.
Evidentemente, agora a estratégia é tornar a agenda gay e seu casamento fajuto tão naturais quanto o “planejamento familiar.”
Deus transformou Sodoma em cinzas. Os EUA estão se distinguindo tornando Sodoma global e refinada. Os EUA estão espalhando as cinzas de Sodoma no mundo inteiro para semear uma Sodoma nova, maior e global.
Sim, pois obviamente se começarmos a tratar homossexuais como seres humanos com direitos iguais, todos vão imediatamente se tornar gays, parar de ter filhos e destruir a espécie. Pois o homossexual, de acordo com a direita cristã, é a coisa mais sedutora da história. É tão opressivamente tentadora que temos de tornar a vida dos homossexuais miserável a fim de impedir as pessoas que estão se tornando gays. É nisso que esses fanáticos realmente acreditam.

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.