Irã enforca jovem que se dizia vítima de tentativa de estupro





Jabbari (AFP)

O Irã enforcou uma jovem de 26 anos condenada por matar um homem que, na sua versão, teria tentado estuprá-la, apesar de uma campanha internacional ter pedido o cancelamento da execução.
De acordo com a agência de notícias estatal Tasnin, Reyhaneh Jabbari foi executada na manhã deste sábado depois que sua família não conseguiu obter o consentimento de parentes da vítima para livrá-la da forca.
Sua mãe, Shole Pakravan, confirmou a execução em entrevista ao serviço iraniano da BBC. Ela também disse que na sexta-feira foi autorizada pelo governo a visitar a filha por uma hora.
A execução da iraniana estava prevista para o mês passado, mas acredita-se que uma campanha feita nas redes sociais tenha levado ao seu adiamento.
Jabbari foi presa em 2007 e ficou em detenção solitária por dois meses, durante os quais teria sido impedida de contactar um advogado ou integrantes da sua família.
Ela havia sido condenada à morte em 2009.

O caso

A iraniana dizia que havia esfaqueado, pelas costas, Morteza Abdolali Sarbandi - ex-funcionário do Ministério de Inteligência do Irã - em legítima defesa, depois que ele tentou estuprá-la.
Também alegava que uma outra pessoa, que estava no local, havia matado Sarbandi. Mas segundo Jalal Sarbandi, filho do ex-funcionário do Ministério de Inteligência, a jovem teria se recusado a identificar essa pessoa.
A família de Sarbandi defende que o assassinato foi premeditado e, segundo a Justiça iraniana, Jabbari não conseguiu provar que agiu em legítima defesa.
A organização de defesa dos direitos humanos Anistia Internacional, porém, classificou a investigação do caso como "profundamente falha".
"Essa é mais uma mancha sangrenta no histórico dos direitos humanos no Irã", disse o vice-diretor para o Oriente Médio e o Norte da Àfrica da Anistia Internacional, Hassiba Hadj Sahraoui.
"Infelizmente, esse caso está longe de ser incomum. Mais uma vez o Irã insistiu em aplicar a pena de morte apesar de sérias dúvidas sobre se o julgamento foi justo."
Segundo a ONU, o Irã executou 250 pessoas neste ano.

VERSÍCULOS PARA SUA MEDITAÇÃO.






Pois estou convencido de que nem morte nem vida, nem anjos nem demônios, nem o presente nem o futuro, nem quaisquer poderes, nem altura nem profundidade, nem qualquer outra coisa na criação será capaz de nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor. Romanos 8:38-39


 O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. 1 Coríntios 13:4-7


 E agora eu lhe peço, senhora - não como se estivesse escrevendo um mandamento novo, mas o que já tínhamos desde o princípio - que amemos uns aos outros. E este é o amor: que andemos em obediência aos seus mandamentos. Como vocês já têm ouvido desde o princípio, o mandamento é este: Que vocês andem em amor. 2 João 1:5-6


 Maridos, ame cada um a sua mulher, assim como Cristo amou a igreja e entregou-se por ela Efésios 5:25


 O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. 1 Coríntios 13:4-7


Nós amamos porque ele nos amou primeiro. Se alguém afirmar: "Eu amo a Deus", mas odiar seu irmão, é mentiroso, pois quem não ama seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não vê.
1 João 4:19-20



 "Contra você, porém, tenho isto: você abandonou o seu primeiro amor. Lembre-se de onde caiu! Arrependa-se e pratique as obras que praticava no princípio. Se não se arrepender, virei a você e tirarei o seu candelabro do lugar dele.
Apocalipse 2:4-5


Deem graças ao Senhor, porque ele é bom.
O seu amor dura para sempre!
Salmos 136:1 



  "Contra você, porém, tenho isto: você abandonou o seu primeiro amor. Lembre-se de onde caiu! Arrependa-se e pratique as obras que praticava no princípio. Se não se arrepender, virei a você e tirarei o seu candelabro do lugar dele. Apocalipse 2:4-5

REFLEXÃO - RECONHECENDO O QUE SERIA DE NÓS SEM DEUS.







 

 

 

 

 

 

 

 

Salmos 124

1 ¶ Se não fora o Senhor, que esteve ao nosso lado, ora diga Israel;
2 Se não fora o Senhor, que esteve ao nosso lado, quando os homens se levantaram contra nós,
3 Eles então nos teriam engolido vivos, quando a sua ira se acendeu contra nós.
4 Então as águas teriam transbordado sobre nós, e a corrente teria passado sobre a nossa alma;
5 Então as águas altivas teriam passado sobre a nossa alma;
6 ¶ Bendito seja o Senhor, que não nos deu por presa aos seus dentes.
7 A nossa alma escapou, como um pássaro do laço dos passarinheiros; o laço quebrou-se, e nós escapamos.
8 O nosso socorro está no nome do Senhor, que fez o céu e a terra.

Amargura, a síndrome de Saul Por Claudio Santos





A Bíblia narra a história de um homem que começou o seu ministério com alegria e prosperidade, mas o encerrou com dor e amargura.
No decorrer do tempo ele sofreu (sob a vista de Deus) com espíritos amargos do absinto, os quais lhes perfuraram o coração e penetraram profundamente em sua mente, a ponto de conduzir o seu ministério com ciúme, inveja, dor, fracasso, vergonha, tragédia e, por fim, a própria morte. Saul foi atormentado por um espírito que se chama AMARGURA. Ele não foi vítima da amargura, mas foi precursor da mesma
Nos tempos dos reis da Bíblia, o governo de Seu povo era estabelecido pelo próprio Deus, através dos relacionamentos com seus profetas na terra.
A eleição de Saul
“E quando Samuel viu a Saul, o Senhor lhe respondeu: Eis aqui o homem de quem eu te falei. Este dominará sobre o meu povo” (I Sm. 9:17)
A eleição de Davi
“Assim fez passar Jessé a seus sete filhos diante de Samuel; porém Samuel disse a Jessé: O Senhor não tem escolhido a estes. 11  Disse mais Samuel a Jessé: Acabaram-se os moços? E disse: Ainda falta o menor, que está apascentando as ovelhas. Disse, pois, Samuel a Jessé: Manda chamá-lo, porquanto não nos assentaremos até que ele venha aqui (I Sm. 16:17).
Saul, porém, governou sem autoridade, sem paz e com aflição interior. Vejamos um pouco da história de amargura de Saul:
Saul é descendente de Quis, filho de Abiel, filho de Zeror, filho de Becorate, filho de Afias, benjamita, homem de bens (I Sm. 9:1). A família de Saul era nobre e poderosa. Era líder e comandante de guerra em sua tribo, pois possuía muitas terras. Seu problema, porém era a amargura, sobretudo depois que passou a governar a Israel.
“(…) E saía Davi aonde quer que Saul o enviasse e conduzia-se com prudência, e Saul o pôs sobre os homens de guerra; e era aceito aos olhos de todo o povo, e até aos olhos dos servos de Saul. 6  Sucedeu, porém, que, vindo eles, quando Davi voltava de ferir os filisteus, as mulheres de todas as cidades de Israel saíram ao encontro do rei Saul, cantando e dançando, com adufes, com alegria, e com instrumentos de música.
7  E as mulheres dançando e cantando se respondiam umas às outras, dizendo: Saul feriu os seus milhares, porém, Davi os seus dez milhares.8  Então Saul se indignou muito, e aquela palavra pareceu mal aos seus olhos, e disse: Dez milhares deram a Davi, e a mim somente milhares; na verdade, que lhe falta, senão só o reino? 9  E, desde aquele dia em diante, Saul tinha Davi em suspeita.
“(…) “Então Davi se levantou, e partiu com os seus homens, e feriu dentre os filisteus duzentos homens, e Davi trouxe os seus prepúcios, e os entregou todos ao rei, para que fosse genro do rei; então Saul lhe deu por mulher a sua filha. 28  E viu Saul, e notou que o Senhor era com Davi; e Mical, filha de Saul, o amava. 29  Então Saul temeu muito mais a Davi; e Saul foi todos os seus dias inimigo de Davi. 30  E, saindo os príncipes dos filisteus à campanha, sucedia que Davi se conduzia com mais êxito do que todos os servos de Saul; portanto o seu nome era muito estimado.
1  E FALOU Saul a Jônatas, seu filho, e a todos os seus servos, para que matassem a Davi. Porém Jônatas, filho de Saul, estava mui afeiçoado a Davi. 2  E Jônatas o anunciou a Davi, dizendo: Meu pai, Saul, procura matar-te, pelo que agora guarda-te pela manhã, e fica-te em oculto, e esconde-te. 3  E sairei eu, e estarei à mão de meu pai no campo em que estiverdes, e eu falarei de ti a meu pai, e verei o que há, e to anunciarei. 4  Então Jônatas falou bem de Davi a Saul, seu pai, e disse-lhe: Não peque o rei contra seu servo Davi, porque ele não pecou contra ti, e porque os seus feitos te são muito bons.
5  Porque expôs a sua vida, e feriu aos filisteus, e fez o Senhor um grande livramento a todo o Israel; tu mesmo o viste, e te alegraste; porque, pois, pecarias contra o sangue inocente, matando a Davi, sem causa? 6  E Saul deu ouvidos à voz de Jônatas, e jurou Saul: Vive o Senhor, que não morrerá. 7  E Jônatas chamou a Davi, e contou-lhe todas estas palavras; e Jônatas levou Davi a Saul, e esteve perante ele como antes.
8  E tornou a haver guerra; e saiu Davi, e pelejou contra os filisteus, e feriu-os com grande matança, e fugiram diante dele. 9  Porém o espírito mau da parte do Senhor se tornou sobre Saul, estando ele assentado em sua casa, e tendo na mão a sua lança; e tocava Davi com a mão, a harpa. 10  E procurou Saul encravar a Davi na parede, porém ele se desviou de diante de Saul, o qual feriu com a lança a parede; então fugiu Davi, e escapou naquela mesma noite.
11  Porém Saul mandou mensageiros à casa de Davi, que o guardassem, e o matassem pela manhã; do que Mical, sua mulher, avisou a Davi, dizendo: Se não salvares a tua vida esta noite, amanhã te matarão. 12  Então Mical desceu a Davi por uma janela; e ele se foi, e fugiu, e escapou.

A origem da amargura

Jhon Maxwell em seu livro, 21 Minutos de Poder na Vida de um líder, escreveu assim:
“Saul recebeu a unção de Deus, assumiu a posição de rei e tinha potencial para se tornar um grande líder. Porém, ainda que não tivesse nenhum limite externo que bloqueasse a sua liderança, ainda havia limites internos em Saul, que tampava a sua visão. São eles: o medo, a impaciência, a negação, a falsidade, o ciúme e a ira. Todos fraquezas de caráter, que eram camuflados por sua larga arrogância”.  
A amargura na vida de Saul não começou da noite para o dia,  a doença foi crescendo em leves níveis até chegar ao ápice de sua loucura! 
Mas, a amargura não é uma doença só do passado. Contextualizando, esse mal, que tem início com pequenas feridas da alma, se não tratada em tempo, inflama, infecciona e destrói profundamente as emoções. Esse mal é corrosivo a ponto de poder gerar, num adulto, enfermidades físicas como um câncer inexplicado.
Quase todas as feridas da alma têm suas origens muito cedo, lá na infância. Uma criança que nunca ouviu um “muito obrigado” dos pais em sua casa, dificilmente vai ser grata dentro de casa ou em outro ambiente.  Uma criança ‘educada’ a gritos como “você não presta para nada!”, intimidadas moralmente com dedos no nariz ou violentadas fisicamente, dentre outras feridas no corpo e na alma etc, certamente terá que esta criança ou adolescente terão feridas profundas em suas emoções. O desrespeito e a desonra de seus pais, tios ou avós lhe causarão problemas muitas vezes irreversíveis.

Crianças traumatizadas serão adultos doentes que gerarão novas crianças doentes

Quando alguém é ferido nas suas emoções, seu corpo físico cresce, mas sua alma continua adolescente, que crescerão com aquela mesma educação febril e traumática do passado, caso não haja uma intervenção terapêutica e divina para a cura total da alma.
Quando o filho não é preparado para amadurecer, suas emoções infantis permeiam toda a sua fase adulta. (leia artigo “Escolhe pois a bênção”).
Outro dia, lendo um livro de Craig Hill, descobri que a maioria dos presidiários norte americanos vive em prisões triplas: físicas, emocionais e também espirituais. Numa pesquisa de campo, realizado por uma TV local, foi revelado que a maioria dos presos adultos odiava seu pai ou sua mãe. Que, suas inclinações para a violência como homicídios e suicídios se davam por causa de desejos de vinganças da vida que levaram na infância.

Andemos em Espírito

Voltando para a história de Saul, não podemos isolar a Davi  homem segundo o coração de Deus, com instrumentos de cordas e cânticos espirituais, acalmava o espírito amargo de Saul. Tudo que aprendemos com Davi, foi dependência Divina. Ainda que tocasse a harpa para acalmar ao Rei, sua vida corria risco iminente.  Uma possível alteração de humor daquele comportamento ingrato, explosivo, egoísta e malicioso de Saul poderia deixar Davi com sérios problemas.
Davi era chamado várias vezes para tocar seu instrumento de alívio, tantos eram os momentos de amargura e aflição na vida do Rei.  Parte da história de Saul foi escrita por ingratidão, amargura, inveja, rebeldia e desejo de vingança. Em vez de agradecer, o Rei passou a odiar a Davi.
Ingratidão e Amargura são males às vezes insensíveis e invisíveis para aqueles que disso desfrutam. As pessoas amargas são infelizes, e, desejam que o meio em que vivem as agradem de forma total e particular. As pessoas ingratas semeiam ingratidão e contagiam os bons frutos que estão numa mesma cesta. Esse egoísmo, às vezes até mesmo voluntário, é caraterístico de quem não vive feliz.
A falta de perdão aprisiona tanto a quem não perdoa quanto a quem agrediu. Quando, porém, perdoamos, somos livres para viver uma vida feliz!… Viver feliz ou viver infeliz, esta história depende de nossas escolhas.
Saul escreveu a sua própria história, Davi entregou a história de sua vida ao coração de Deus. E você? Como gostaria de escrever a sua história? Uma história de bênção ou uma história de maldição? Se você fez a escolha certa, então, humilhe-se para receber a cura da enfermidade de sua alma! Um coração ingrato atrai amargura. DIGA NÃO À AMARGURA AINDA HOJE MESMO E SEJA LIVRE DE VERDADE!!!!!
Deus-age-em-nosso-favor_thumb91-167x120
“Se vivemos em espírito,
andemos em espírito” (Gal. 5:25).


Até a próxima,
Claudinho Santos


* As opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva 
responsabilidade dos respectivos autores e não refletem, necessariamente, a opinião do Gospel Prime.

Aécio não é nenhum santinho Por Thiago Cortês




Aécio Neves nunca negou que foi um bon vivant a maior parte de sua vida. Desde cedo foi íntimo do poder e aproveitou boa parte das coisas boas que a vida pode oferecer.
Excessos, abusos, atos reprováveis. Difícil afirmar que Aécio não os tenha cometido.
Em 2011 o senador mineiro foi parado numa blitz da Lei Seca, no Rio. Aécio recusou-se a soprar o bafômetro e exibiu ao agente de trânsito uma carteira de motorista vencida.
O episódio foi lembrado ontem por Dilma Rousseff no debate do SBT – que deveria ter sido usado para discutir propostas, mas que a petista transformou em um episódio do programa Casos de Família, falando apenas da vida do tucano e deus familiares.
Aécio não é nenhum santinho, mas admitiu seu erro no caso. Mesmo que não haja prova material de que ele estivesse bêbado, mesmo que ele estivesse a apenas três quadras de sua casa e tenha decidido retornar a ela de táxi.
Por outro lado, a petista não pede desculpas por nenhum caso de corrupção no seu governo, nem mesmo no caso da Petrobrás, no qual ela está diretamente envolvida.
lula com as maos sujas de petroleo suja a roupa de dilma 88026 300x200 Aécio não é nenhum santinhoNa época Dilma era membro do Conselho de Administração da estatal e foi quem apresentou o relatório que aprovou a compra da refinaria de Passadena por um valor superfaturado, gerando um rombo de US$ 1 bilhão nos cofres nacionais.
Quem realmente prejudicou o País e deve pedir perdão aos brasileiros?
Aécio não é nenhum santinho, mas se tem um político neste país que sempre fez questão de admitir ser um grande beberrão, seu nome é Luiz Inácio Lula da Silva.
24503 1388410275409 1386641277 31069037 7421737 n 171x200 Aécio não é nenhum santinhoNa campanha de 2002, Lula fez troça de Fernando Henrique Cardoso porque o então presidente não “tomava uns goles”. Lula afirmou que o Palácio do Planalto era “triste” porque, entre outras coisas, FHC não bebia.
O petista passou toda a vida política fazendo apologia da pinga e de outras bebidas. Mas agora o ex-presidente cachaceiro quer dar lições de moral em Aécio por causa do episódio no Rio:
 “Como uma pessoa se recusa a fazer um teste do bafômetro e diz que vai governar com decência e competência? Palavras são fáceis de dizer. Difícil é ter caráter.”
Aécio não é nenhum santinho, mas ao contrário de Lula, jamais fez apologia de bebidas alcoólicas e nunca associou a alegria ou sucesso de um governo com a cachaça.
Outra acusação lançada contra Aécio é de que ele pediria cabeças de jornalistas em Minas Gerais. Li muita coisa a respeito e até hoje não vi nenhuma prova concreta de que o tucano tenha sido responsável pela demissão de um único jornalista.
É claro que ele certamente exerceu pressão contra jornalistas que levantaram matérias negativas contra o seu governo. Todos os políticos são assim, trogloditas. Uma coisa é certa: o político pede a cabeça, mas quem a entrega ou não é o patrão.
raquel 320x200 Aécio não é nenhum santinhoAécio não é nenhum santinho, mas o PT é campeão no quesito censura e perseguição de jornalistas. Foram os petistas e seus aliados trogloditas que pediram a cabeça de Rachel Sheherazade, por seus comentários ácidos contra o governo Dilma.
O próprio Lula atacou Rachel por ela simplesmente expressar opiniões que lhe desagradam. Uma postura indigna para um ex-presidente que diz ter lutado pela democracia…entre uma cachaça e outra.
Outros jornalistas do SBT, também críticos ao governo, foram demitidos: Josê Nêumanne Pinto, Denise Campos de Toledo e Carlos Chagas.
Não por acaso, o diretor de jornalismo da emissora, Marcelo Parada, é também um dos coordenadores de comunicação da campanha de Dilma Rousseff .
lista negra Aécio não é nenhum santinhoFoi o partido de Dilma que criou uma vergonhosa e fascista lista negra de jornalistas, artistas e até humoristas que cometem o “crime” de criticar o atual governo.
Antes de Dilma, o próprio Lula tentou expulsar do País um jornalista americano que aludiu a fama de alcoólatra que o petista carregou por toda a sua carreira política.
Em 2004, Lula ficou envergonhado com uma notícia escrita pelo repórter Larry Rother e publicada no New York Times. O texto levantara a “suspeita” de que Lula presidia a República em meio a garrafas e goles.
lula bebendo 268x200 Aécio não é nenhum santinhoReceoso de que sua fama de porco beberrão alcançasse a mídia internacional,o democrático Lula simplesmente mandou cassar o visto de trabalho de Rohter. O americano só não foi expulso do Brasil porque o Superior Tribunal de Justiça (STJ) não deixou.
Ao contrário de Aécio, Lula jamais desculpas. Aliás, isso é típico dos companheiros de esquerda. Quando os petistas erram, jogam a culpa nos outros e seguem em frente.
Também estão sendo espalhadas nas redes sociais boatos de que Aécio é dependente químico, de que usava cocaína, maconha, e até crack…Provas? Nenhuma!
capa farc1 155x200 Aécio não é nenhum santinhoAécio não é nenhum santinho, mas é Lula e seu partido que mantêm estreitas relações com os narco-guerrilheiros das FARCS (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) que produzem a matéria-prima da cocaína que mata tantos jovens brasileiros.
Lula é tão amigo dos traficantes guerrilheiros que chegou a sugerir e apoiar a ideia de que eles formem um partido político para chegar ao poder na Colômbia:
“Se, em um continente como o nosso, um índio e um metalúrgico podem chegar à Presidência, por que alguém das Farc, disputando eleições, não pode?”
Em 1993 as FARCS explodiram a Embaixada do Brasil em Bogotá, matando 43 pessoas, mas isso não impediu que Lula permanecesse fiel aliado dos narco-terroristas. Aliás, essa amizade parece que movimentou muita grana entre ambos os lados:
Há suspeita concreta de que a solidariedade petista pelas FARC não se deu apenas no plano ideológico: Oliverio Medina (um dos três codinomes de Francisco Antonio Cadena Colazzos) foi o portador – segundo declarações por ele feitas numa festa da chácara “Coração Vermelho”, nos arredores de Brasília – de doação de US$ 5 milhões à campanha presidencial do PT de Lula, em 2002, conforme relatório da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), de Nº 0097/3100.
Aécio não é nenhum santinho, mas ao contrário de Lula e do PT já avisou que o Brasil não será amiguinho e nem dará dinheiro para países que exportam drogas e mortes pra cá.
Por enquanto, temos no comando do Brasil uma mulher incapaz de se colocar no lugar das mães de jovens viciados e assassinados por causa do tráfico de drogas.
morales coca un 275x200 Aécio não é nenhum santinhoA Bolívia é presidida por Evo Morales, que se orgulha de ter sido plantador de coca. Em quatro anos, a produção de pasta-base de coca e de cocaína na Bolívia aumentou 41%. A maior parte é traficada para o território brasileiro, onde abastece o vício, a criminalidade e a corrupção.
Desde que Morales tomou posse, a apreensão de cocaína pela Polícia Federal em Mato Grosso do Sul quase dobrou. Em Mato Grosso, quadruplicou. A cocaína da Bolívia – cuja produção é apoiada por Evo – ultrapassa nossas fronteiras para matar e destruir.
E o que Dilma faz a respeito? Liberou R$ 60 milhões para a Bolívia, não para ajudar o vizinho a fortalecer as polícias bolivianas e fechar suas fronteiras,  mas para ajudar o plantador de coca que preside a Bolívia a cuidar do sistema de energia…
Aécio não é nenhum santinho. Já os petistas são aliados de narco-guerrilheiros que explodem embaixadas e matam pessoas. Ficou clara a diferença?
129 108 guerrilha 266x200 Aécio não é nenhum santinho
* As opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva 
responsabilidade dos respectivos autores e não refletem, necessariamente, a opinião do Gospel Prime.

Honduras, Defendiendo nuestra Democracia!!!









Não queremos um país assim.Viva a democracia.
Brasil livre já. Saiba votar. Fora PT.
POR UM  PAÍS LIVRE .




Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.