Fiel tenta reproduzir jejum de Jesus no deserto e é encontrado morto após 30 dias Publicado por Tiago Chagas em 17 de agosto de 2015



Um homem de 73 anos de idade resolveu que tentaria reproduzir a peregrinação solitária de Jesus pelo deserto e jejuar e orar por 40 dias, mas a iniciativa não foi bem-sucedida e ele terminou morrendo.


O corpo de Khulu Reinfirst Manyuka, um cristão zimbabuano, foi encontrado no deserto cerca de um mês depois do início de sua jornada, por um homem, que chamou a Polícia.
As investigações sobre a morte do fiel ainda estão em andamento, e os detalhes permanecem “obscuros”, de acordo com um porta-voz da Polícia.
De acordo com informações de uma emissora de rádio local, os parentes de Manyuka afirmaram que ele tinha saúde e força física fora do comum para uma pessoa de sua idade, e que era uma pessoa “muito espiritualizada” e que “sua fé podia mover montanhas”.
As autoridades relataram que tem havido um aumento no registro das mortes por jejum, porém, destacaram que “não podem impedir o povo de jejuar”.
“É lamentável que ele tenha morrido dessa maneira”, disse outro familiar, comentando o caso.
O jejum de Jesus no deserto foi um período de provação a que ele se submeteu antes de iniciar seu ministério. A Bíblia descreve o período como uma circunstância extrema de superação das tentações.
O fato é que a falta de orientação e o desejo de muitos fiéis tem levado a situações como a que Manyuka se submeteu, e o resultado de um período tão longo de jejum é fatal.

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.