#CONGRESSODT - Ana Paula Valadão: "Não estamos num parque de diversões, ...

Os perigos da erotização infantil O mundo contemporâneo está sem duvida sendo alvo de uma campanha global de sexualização da sociedade. As pessoas estão sendo...





O mundo contemporâneo está sem duvida sendo alvo de uma campanha global de sexualização da sociedade. As pessoas estão sendo alvo de modo generalizado de uma descarada e avassaladora onda de desmoralização. Valores e princípios que outrora eram defendidos agora são descartados e com isso as novas gerações estão recebendo como legado moral uma sociedade vazia de pudor. Uma das mais implacáveis aberrações morais tão comuns em nossos dias é pornografia infantil.
Esse tipo de pornografia está sendo difundido não apenas por meio de fotografias de crianças despidas ou com roupas insinuantes, mas uma moda maligna tem sido erguida em nossa nação, essa moda é a chamada geração de “MCis” “mc” é uma sigla que significa mestre de cerimonia e é usada para designar cantores de funk.
O funk comprovadamente é um ritmo sensual que induz as pessoas ao sexo ilícito. Tanto é que aonde os bailes funks são comuns, o numero de meninas que engravidam é inevitavelmente crescente e o uso de drogas acaba tendo uma circulação maior. A grande atração do momento são os shows desta natureza promovidos por crianças que atraem multidões enquanto cantam canções com teor vulgar explicito.
Musicas que falam abertamente de sexo. Ademais, as danças típicas deste estilo musical têm induzido centenas de meninas a buscarem para si um estilo de vida extremante sensual.
Um dos nomes mais falados nos últimos dias foi o da MC MELODY uma menina de poucos anos que tem feito shows onde reproduz danças que esbanjam sexualidade e cantando letras com tom de voz peculiarmente vulgar. O pai da dita criança acha que tudo isso é legal, e que a menina se diverte com isso.
Não posso afirmar que tais coisas não produzam algum tipo de diversão para a criança, mas o que tenho a dizer realmente é que tais práticas são responsáveis por algumas das mais tristes mazelas do nosso tempo:
• A sexualização de crianças ainda imaturas para assuntos desta natureza;
• O surgimento de um novo padrão de infância que certamente é além de pernicioso contagiante;
• Um meio de propagação de pedofilia;
• Um claro exemplo de exploração infantil;
• Um incentivo a pornografia infantil
• Um meio de propagar que a mulher é um mero objeto sexual, mesmo as mais novinhas;
• Uma clara propagação de que sexo não tem idade;
• Uma grande colaboração aos abusos sofridos por crianças;
• Uma opção descarada para pedófilos.
Não resta dúvida de que esses atos são totalmente degradantes e precisam ser, a todo custo, reprovados e os autores de tais infâmias (os pais ou responsáveis) punidos com todo o rigor da lei. Em meio a tantos descasos gritantes mostrados a cada dia pela mídia já é tempo de a leis brasileiras mostrarem que servem para alguma coisa de fato útil para a preservação da moral e da infância em nossa nação.
Mas infelizmente percebo que todos os alardes que estão sendo feitos nos dias de hoje serão parte de uma passado muito em breve quando tais mazelas forem pelas autoridade consideradas normais no Brasil.
Só temos Deus por nós, mais ninguém!!!
* As opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva 
responsabilidade dos respectivos autores e não refletem, necessariamente, a opinião do Gospel Prime.

REFLEXÃO SOBRE O EVANGELHO DE JOÃO CAP.06 VERSÍCULO 34-39






Disseram-lhe, pois: Senhor, dá-nos sempre desse pão.
E Jesus lhes disse: Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome, e quem crê em mim nunca terá sede.
Mas já vos disse que também vós me vistes, e contudo não credes.
Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora.
Porque eu desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou.
E a vontade do Pai que me enviou é esta: Que nenhum de todos aqueles que me deu se perca, mas que o ressuscite no último dia.
João 6:34-39







A Paz do Senhor Jesus amados.
Deus é contigo.
Se você amado irmão crê realmente que Jesus é seu único e suficiente Salvador, Ele
jamais te abandonará.
Porque todo aquele que abra o seu coração sinceramente para Jesus, Ele jamais  lançará fora (promessa). 
Pois todo aquele que nele crê, jamais perecerá, mas terá a vida eterna.


Por Célia Goulart




BUSCAI O SENHOR ENQUANTO SE PODE ACHAR,



http://www.salmos.reflexoes.nom.br/



IVOCAI-O ENQUANTO ESTÁ PERTO.

Isaias 55:6
                         O pecador (aqui está referindo a toda a pessoa que ainda não aceitou Cristo como seu único Salvador) deve buscar a Deus enquanto está em vigor a sua promessa de ouvi-lo. O tempo para se receber a salvação, aqui tem um limite. Em 2º Coríntios 6:2 – Jesus diz: Eu te ouvi no tempo da oportunidade  e te socorri no dia da salvação; eis, agora, o tempo sobremodo oportuno, eis, agora, o dia da salvação. Chegará o dia em que Ele, não será achado. Em Hebreus 3:7-11 lemos: Assim, pois, como diz o Espírito Santo. Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração como foi na provocação, no dia da tentação no deserto, onde os vossos pais me tentaram, pondo-me á prova, e viram as minhas obras por quarenta anos. Por isso, me indignei contra essa geração e disse: Estes sempre erram no coração, eles também não conheceram os meus caminhos.  Assim, jurei na minha ira: Não entrarão no meu descanso. Tende cuidado, irmãos, jamais aconteça haver em qualquer de vós perverso coração de incredulidade que vos afaste do Deus vivo. O escritor de Hebreus considera as Escrituras, no sentido final e pleno, como as palavras do Espírito Santo e não como meras palavras dos homens. Ao lermos a Bíblia, não devemos pensar que estamos lendo simplesmente as palavras de Mateus, Paulo, Pedro, João etc., mas as próprias palavras do Espírito Santo   que revelam a vontade de Deus para a igreja e para a nossa vida.

Muito além do sabor do mel Depois dessa primeira e gloriosa mensagem há um outro capítulo a ser vivido. Uma próxima página a ser virada.




Neste exato momento, cristãos continuam sendo degolados e experimentando o quão amargo pode ser o evangelho de Cristo.
Apocalipse para muitos é sinônimo de destruição, hecatombe, fim do mundo. E não deixa de ser visto que, este livro da Bíblia se propõe a revelar os últimos acontecimentos da terra.
A palavra apocalipse significa de forma simples “revelação”. Nem mais nem menos que isso. As visões dadas ao velho apóstolo João, tiveram e têm como principal objetivo desvendar e explicar que Deus tem o controle absoluto do futuro, do passado e do presente.
A escolha de Deus para o estilo do livro é um mistério. Mas aprouve a ele que este fosse cheio de simbolismos, com fartura de imagens de seres celestiais e números se repetindo…
Segundo especialistas, este livro esta dividido em sete grandes sessões paralelas e circulares. Isto é, João conta a mesma historia sete vezes, e isso acontece, obviamente, para que haja uma melhor fixação por parte dos leitores.

Que historia é essa que é contada tantas vezes?

É a historia da redenção humana em Cristo. Mas, não é somente uma simples repetição. A cada vez que a historia é contada ela cresce em detalhes e avoluma em imponência e majestade. E aí desfilam candeeiros, selos, trombetas, taças, cavaleiros, dragões e a serpente…
No capitulo 10, no meio da sessão das sete trombetas, João viu um anjo poderoso descendo do céu. Ele tinha um arco íris rodeando a sua cabeça, um rosto brilhando como o sol e os pés queimando como chamas. E, ainda segurava na mão um livrinho.
Quando o anjo deu um grande brado que parecia com um rugido de leão, trovões falaram. João continua a narrativa e diz que ele estava para escrever as palavras proferidas pelos trovões quando uma voz vinda do céu alertou para que não as escrevesse, pois essas palavras teriam que ser guardadas e só reveladas em tempo oportuno.
Na sequência, João, o filho do trovão, foi lá pegar o livrinho da mão do anjo poderoso. O anjo deu-lhe o livrinho. Mas, ao lhe dar o livrinho, deu-lhe uma ordem e um aviso.

Que ordem era esta?

A ordem foi que João comesse o livrinho. Sim, que o pusesse na boca e o mastigasse e o engolisse.

E o aviso?

O aviso era que, quando João estivesse com ele na boca ele seria doce como mel, mas quando ele chegasse ao estomago o livro se tornaria amargo.
Então, por ultimo o anjo recomendou ao Ancião de Pátmos que ele fosse anunciar o evangelho a todas as nações, povos e reinos.

Revelando o segredo do Livrinho

Se prestarmos bem atenção a este momento, perceberemos que o livrinho que estava na mão do anjo poderoso e que foi passado a João é o evangelho redentor de Cristo que terá que ser contado às nações.
O discípulo amado descobre o que vem depois. Uma segunda realidade da vida cristã que não pode ser ignorada: o sofrimento por causa da sublimidade do amor de Cristo.
Cristo nos libertou do pecado. E nele fomos feitos mais que vencedores! Contudo, Cristo não efetuou tão grande salvação em nós com o propósito de que colecionássemos vitórias materiais, vitórias financeiras e aí vai… Não. Depois dessa primeira e gloriosa mensagem há um outro capítulo a ser vivido. Uma próxima página a ser virada.
Eu sei que tem músicas bem conhecidas por aí que cantam sobre as vitórias alcançadas em Cristo e que elas têm até sabor de mel… e até concordo que a vida cristã tem mesmo esse “quê” triunfal, pois a Bíblia diz isto também.
Mas, você já se perguntou o porquê que esta verdade hoje é a mais cantada, pregada e a mais vendida, e a que mais rende views no Youtube, e milhares de curtidas nas redes sociais?
A resposta imediata é a de que o evangelho não tem sido mastigado, como fez João e a sua geração. Mas ele continua aí, circulando. É o evangelho eterno…
Veja, o anjo não tentou amenizar para o lado de João. E João não “pegou leve” ao entregar a mensagem às sete igrejas. O público-leitor das igrejas da Ásia menor, lá no primeiro século, ao ver a fogueira ardendo, os leões rugindo e cabeças rolando ao som da espada romana na Arena, entendia perfeitamente o significado da ordem do apocalipse: Coma o livrinho!
Hoje, neste exato momento, cristãos continuam sendo degolados e experimentando o quão amargo pode ser o evangelho de Cristo.
O “Estado Islâmico” está aí pra provar isso. O eco das palavras de Hebreus continua na Síria, na Nigéria, em Altamira… “Mas outros confiaram em Deus e forem espancados até a morte, preferindo morrer em lugar de abandonarem Deus para ficar livres – confiando que, depois disso, eles alcançariam uma ressurreição superior”. Hb 11.35 (Nova Bíblia Viva) e ainda, “Homens dos quais o mundo não é digno”.
Saiba querido, que o livrinho continua a ser oferecido, e a recomendação de comer este evangelho simples e puro continua. Crentes verdadeiros seguirão pagando o preço em sofrimento e angústias em uma geração, em outra geração, e outra, e mais outra.
Se ao contrário, a tua vida pós conhecimento do evangelho da graça continua a ter somente o sabor de mel, alguma coisa está desconectada. Experimenta então, pregar o evangelho da renúncia, da entrega total, da guerra contra o eu, do aniquilamento da vontade própria. E você perceberá que o livrinho finalmente chegou ao teu estomago. Um leve amargor virá e aumentará, e a visão de João trará um sentido especial para você.
E será assim até a volta do Príncipe da Paz, Cristo Jesus, que virá e não tardará. E no seu retorno glorioso ele vingará cada gota de sangue derramado pelos seus. Maranata!
* As opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva 
responsabilidade dos respectivos autores e não refletem, necessariamente, a opinião do Gospel Prime.

Os brasileiros estão mais caretas? Gilberto Braga, um dos autores da novela global Babilônia que tem sofrido com a queda drástica de sua audiência disse...




Gilberto Braga, um dos autores da novela global Babilônia que tem sofrido com a queda drástica de sua audiência disse em entrevista recente ao jornal O Globo que o brasileiro ‘encaretou’, que ele sente falta dos anos 80 e 90 quando não havia censura sobre exposição corpórea nas aberturas das novelas, que hoje é tudo muito hipócrita.
Babilônia é uma novela que enreda relacionamentos homoafetivos, assassinatos, desafetos, sexo e uma personagem evangélica segundo os parâmetros globais que futuramente se aproximará da personagem lésbica de Natalia Timberg e aceitará a condição da mesma. Braga insistiu que a maior queda de audiência e resistência de público tem sido em São Paulo e Goiás, porém que na verdade a novelas só será reduzida em uma semana e que alterações diárias estão sendo feitas para que a audiência se recupere. Uma pesquisa de imprensa recente apontou que a maior fatia do público global é evangélica mesmo em meio a protestos morais dessa ala e que a maior parte do público da série Os 10 mandamentos da Rede Record não é evangélico.
Ainda nessa semana a marca de cosméticos O Boticário lançou sua campanha de dia dos namorados alegando abranger todas as formas de amor e expondo sutilmente casais homossexuais o que gerou uma devolutiva negativa do público religioso e pessoas que defendem o formato da família tradicional.
Outro fato que ganhou a atenção da mídia em proporções bem maiores foi o fato de Bruce Jenner, ex atleta olímpico, padrasto das irmãs Kardashians famosas por viverem dentro de um reality show, ter se assumido como mulher aos 65 anos de idade e ter saído na capa da Vanity Fair como mulher transformada fisicamente e assumindo sua nova pessoa como Caitlyn. Ao contrário do caso Boticário, o caso Caitlyn repercutiu positivamente na mídia americana.
Toda essa movimentação religiosa ou não em torno de questões morais nos mostra um perfil de brasileiros que estão cansados da enxurrada homoafetiva que a mídia tem criado recentemente e creio eu não pela homossexualidade em si, mas como ela tem sido forçada por tantos os cantos e isso tem gerado mais repúdio do que aceitação.
Rumores dizem que na própria rede Globo que se diz a favor da homossexualidade, alguns atores e atrizes não podem sair do armário para não queimarem a imagem da emissora.
A grande questão é a mídia tenta forçar a barra em algo que nem ela mesmo aceita e faz piada sobre, uma aceitação superficial, estereotipada, novelas que apresentam homossexuais ricos, elitizados que com certeza fogem da realidade dos homossexuais marginalizados de nossa nação. A venda de uma vida ilusória como se se tornar homossexual irá resolver suas carências, fetiches e problemas amorosos anteriores.
A mídia tem usado os homossexuais como objeto de lucro, manipulação e criado uma guerra de ódio nas mídias sociais e quem tem mais sofrido com isso são os próprios homossexuais.
Encontramos mais tolerância em famílias cotidianas do que nos bastidores que supostamente levantam a bandeira da aceitação e o mais triste ainda é ver discurso de religiosos que se justificam com versículos isolados e discurso de ódio como se a prática homossexual fosse pior do que qualquer outro pecado apontado na Bíblia.
Repudiamos o que não aceitamos e escondemos por debaixo do tapete nossos podres para que ninguém saiba quão mesquinhos e falso moralistas somos.
Um dia um amigo meu disse: O cara sabe que é errado e continua sendo gay (como se fosse uma escolha ser um).
Eu então disse: você não ama e sente atração por sua namorada?
Ele disse: Sim.
Eu disse: Pois é, o gay também, porém por alguém do mesmo sexo e se fôssemos julgar a humanidade por pecado imoral, com certeza muitos já estariam queimando no inferno por adultério e sexo pré casamento.
Aaah e para concluir, ouvi esses dias uma pessoa desejando que nossa presidenta morresse caso mexesse na poupança como a oposição tem espalhado como fofoca e infelizmente obtido êxito nisso .
O brasileiro encaretou? Aplaudimos Caitlyn e filmes gays em Cannes ou no Oscar porque significa status social e cultural, mas nos revoltamos com Babilônia e uma propaganda de perfumes.
Que Deus tenha misericórdia da nossa hipocrisia, dualidade, preconceito e máscaras.
Obs: enquanto isso pessoas ainda estão soterradas no Nepal, 2 mil indianos morreram nas últimas semanas com a onda de calor no país deles, africanos ainda continuam contaminados com ebola, cólera e malária, São Paulo ainda enfrenta crise hídrica e haitianos ainda não conseguiram se reerguer do último desastre que devastou o país deles.
“Assim caminha a humanidade, com passos de formiga e sem vontade”
* As opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva
responsabilidade dos respectivos autores e não refletem, necessariamente
 a opinião do Gospel Prime.

A benção da sexualidade saudável Por Sidnei Osvaldo Ferreira




A sexualidade saudável é uma benção a ser desfrutada nos limites do sagrado matrimonio em sua ralação: heterossexual, monogâmica e monossomática. Evidentemente que somente por meio dos parâmetros divinos o sexo é abençoado, ao ponto de poder ser desfrutado pelo casal em sua total potencialidade sem afetar a espiritualidade de ambos, pois sexo saudável não é pecado.
No entanto, reconhecemos que existe sim varias formas profanas de praticar a sexualidade pecaminosa: “Adultério, prostituição, fornicação, homossexualismo e etc.”. Tais atos são abomináveis e serão severamente punidos pelo Criador.
Vejamos sobre a sexualidade saudável a luz da palavra de Deus
1 – A natureza da sexualidade saudável:
A – Criado por Deus: (Gn 1.27). Antes do pecado.
B – Abençoado por Deus: (Gn 1.28; Gn 26.9). Antes e depois do pecado.
C – Ordenado por Deus: (Gn 2.24; Gn 9.1). Antes e depois do pecado.
2 – A finalidade da sexualidade saudável:
A – Procriação da raça humana: (Gn 1.27, 28).
B – Proporcionar felicidade conjugal: (Dt 24.5; Ec 9.9).
C – Promover prazer matrimonial: (Pv 5.18.19).
3 – A funcionalidade da sexualidade saudável:
A – Praticada com pureza: (Hb 13.4).
B – Desfrutada com exclusividade: (I Co 7. 2).
C – Vivenciada com cumplicidade: (I Co 7.3 – 5).
As escrituras nos ensinam que tudo que Deus criou é bom, no entanto, os homens por meio de influências malignas tendem a deturpar as coisas boas, transformando assim o bem em mal, dessa forma inventam suas aberrações. Vejamos alguns fatos exemplificados: Deus criou o vinho, mas o maligno inventou a embriaguez, Deus criou as refeições, mas o maligno inventou a glutonaria, Deus criou o sexo, mas o maligno sempre insatisfeito inventou a luxuria e suas promiscuidades. Por essa razão realmente cremos no que está escrito que Deus julgará os impuros e adúlteros. (Hb 13.4).

* As opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva 
responsabilidade dos respectivos autores e não refletem, necessariamente, 
a opinião do Gospel Prime.

Juventude pentecostal: experiência e consciência cristã diante dos novos desafios Como jovem que sou, tenho preocupando-me em comunicar á riqueza da experiência, fé e consciência pentecostal clássica as novas gerações..






Como jovem que sou, tenho preocupando-me em comunicar á riqueza da experiência, fé e consciência pentecostal clássica as novas gerações. Diante dos novos cenários do campo religioso brasileiro, posso afirmar que estamos vivenciando um tempo ímpar de reafirmação ou negação da nossa identidade como cristãos pentecostais.
Não posso negar que nos últimos anos ocorreram inúmeros avanços na conscientização dos jovens pentecostais brasileiros á respeito da necessidade de capacitação para o exercício da vocação ministerial, instrumentalização de ferramentas evangelísticas, exercício espiritual de leitura bíblica e acesso aos meios da graça (jejum, oração etc), no entanto, as denominações pentecostais brasileiras estão diante de um desafio crucial: Reafirmar ou não sua identidade como uma comunidade de fé que congrega um povo avivado com consciência bíblica de sua missão e vocação cristã.
Em meio a tantas estratégias de marketing religioso e manipulação social, os grupos pentecostais deveriam ficar mais atentos, refutando os resultados rápidos e superficiais oferecidos pelo “fast food” gospel que oferece um ‘crescimento’ rápido, mas nega em sua essência o poder transformador do Evangelho.
A doutrina do Batismo com o (do) Espírito Santo recebeu ao longo dos séculos XX e XXI diferentes interpretações dos muitos grupos pentecostais, no entanto, é consenso entre os mesmos que essa doutrina é fundamental para a vida e missão dos cristãos pentecostais. É essencial que nossa juventude seja conduzida á buscar e experimentar está experiência bíblica de renovação (carísma).
A juventude pentecostal brasileira deveria contemplar á Deus com sua mente e coração focados na Revelação (Bíblia) e suas experiências cristãs contribuírem para o testemunho da ação de Deus presente em nossas vidas; não há nenhuma oposição entre espiritualidade e intelectualidade, na verdade um servo autêntico de Jesus Cristo deveria ser luz para este mundo (consciência) e sal para terra (testemunho vivo). Historicamente os cristãos pentecostais eram identificados pelo seu fervor espiritual, sua vida de oração contínua por transformação social através do poder do Evangelho.
“E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.” Romanos 12:2.
Atualmente há muitas deturpações da mensagem cristã, quando observo as igrejas pentecostais históricas se reinventando para inchar suas comunidades, penso e reflito:
‘Como será nosso futuro? Quais são os alicerces bíblicos e teológicos que a nossa comunidade de fé esta firmada? A nova geração de pentecostais compreende o sentido da experiência pentecostal como um fim em si, ou como um meio para proclamar o Evangelho?’
Não podemos coabitar com cultos que se transformaram em verdadeiros espetáculos semelhantes ao show business, com pregadores que atingem as emoções, mas não comunicam com fidelidade e coerência as Escrituras Sagradas, e consequentemente deturpam a experiência genuinamente bíblica do Batismo com o Espírito Santo (ou experiência pentecostal/ segunda benção etc.).
Não tenho nenhuma intenção de ser um ‘inquisidor’ pentecostal ou uma espécie de fariseu 2.0 para os pentecostais. Bem sei por reflexão teórica e experiência pessoal/comunitária que a força do movimento pentecostal não reside no seu entusiasmo ou militância, mas flui através da força do Espírito Santo. Precisamos conscientizar-nos que somos um povo cristão, que adora ao Deus Triuno, proclamando o Evangelho puro e simples de nosso Senhor Jesus Cristo, sem inovações, adequações ou deturpações, em outras palavras, sem vender o prato á gosto do freguês, tornando-se uma empresa ao invés de ser igreja, renegando em sua ação o compromisso do Corpo de Cristo, de ser uma igreja fiel mesmo sem popularidade.
Minha oração é para que os pastores e líderes de confissão pentecostal compreendam que nós jovens não somos povo seu, somos povo de Deus, portanto viveremos para Sua Glória e para Seu Louvor!
Paz e esperança!
* As opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva
 responsabilidade dos respectivos autores e não refletem, necessariamente, 
a opinião do Gospel Prime.

Lula critica versículo da Bíblia e chama de “bobagem” declaração de Jesus Cristo






O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva interpretou, nesta quinta-feira, uma famosa passagem bíblica onde Jesus diz: “Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus”. Em Salvador, ele disse que é “bobagem” o que o Novo Testamento apregoa sobre a promessa de que o reino dos céus é para os pobres. Ele discursou de manhã para uma plateia formada em sua maioria por pequenos agricultores.

— Bobagem, essa coisa que inventaram que os pobres vão ganhar o reino dos céus. Nós queremos o reino agora, aqui na Terra. Para nós inventaram um slogan que tudo tá no futuro. É mais fácil um camelo passar no fundo de uma agulha do que um rico ir para o céu . O rico já está no céu, aqui. Porque um cara que levanta de manhã todo o dia, come do bom e do melhor, viaja para onde quer, janta do bom e do melhor, passeia, esse já está no céu. Agora o coitado que levanta de manhã, de sol a sol, no cabo de uma enxada, não tem uma maquininha para trabalhar, tem que cavar cada covinha, colocar lá e pisar com pé, depois não tem água para irrigar, quando ele colhe não tem preço. Esse vai pro inferno — discursou Lula, para delírio das cerca de mil pessoas que lotavam o auditório de um hotel de Salvador.

O ponto alto do seu discurso de 15 minutos – que seria apenas uma rápida saudação – foi quando resolveu criticar indiretamente o versículo 25, capítulo 18, do Evangelho de Lucas, a parábola que Jesus fez sobre as dificuldades do rico alcançar o céu e a facilidade do pobre chegar lá (“Porque é mais fácil entrar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no reino de Deus”). Ele insistiu:

– Queremos que todo mundo vá pro céu, agora. Queremos ir pro céu vivo. Não venha pedir para a gente morrer para ir pro céu que a gente quer ficar aqui mesmo – disse.


Pouco antes de falar, recebeu de presente uma garrafa de cachaça. Como se ainda estivesse ocupando a cadeira de presidente da República, Lula fez um balanço de suas realizações.
Adaptado de O Globo e de www.juliosevero.com
COMENTÁRIO:
Aquele que está no caminho das trevas nunca terá como verdade as Palavras ditas por Aquele que é a Luz do Mundo – Jesus.
O pior de tudo é ver um mísero mortal distorcendo as Palavras ditas pelo Reis dos reis e Senhor dos Senhores para fazer politicagem.
Lula se ensoberbece assim, achando-se como um semi-deus com glórias para si, pois saiu do poder, após oito anos de governo, com a maior popularidade que um Presidente do Brasil já teve.
A Bíblia porém diz em 1 Pedro 5.5.b “porque Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes”. Em sábio rei Salomão escreveu em “a soberba precede a ruína e a altivez do espírito precede a queda”, Pv. 16.18. De Deus ninguém zomba, pois Ele não dá sua glória a ninguém, como falou por meio do profeta Isaías 48.11b “Porque, como seria profanado o meu nome? E a minha glória não a darei a outrem“.
Pode-se citar dois exemplos bíblicos de governantes que pensaram que a glória a eles pertencia, e foram severamente punidos por Deus:
1) Nabucodonozor – imperador da Babilônia (Sugiro a leitura de todo o capítulo 4 do livro do profeta Daniel). Vide alguns versos abaixo 30-33:
“Falou o rei, dizendo: Não é esta a grande babilônia que eu edifiquei para a casa real, com a força do meu poder, e para glória da minha magnificência?
Ainda estava a palavra na boca do rei, quando caiu uma voz do céu: A ti se diz, ó rei Nabucodonosor:Passou de ti o reino.
E serás tirado dentre os homens, e a tua morada será com os animais do campo; far-te-ão comer erva como os bois, e passar-se-ão sete tempos sobre ti, até que conheças que o Altíssimo domina sobre o reino dos homens, e o dá a quem quer.
Na mesma hora se cumpriu a palavra sobre Nabucodonosor, e foi tirado dentre os homens, e comia erva como os bois, e o seu corpo foi molhado do orvalho do céu, até que lhe cresceu pelo, como as penas da águia, e as suas unhas como as das aves”.
2) Herodes (Atos 12.21-23)
“E num dia designado, vestindo Herodes as vestes reais, estava assentado no tribunal e lhes fez uma prática.
E o povo exclamava: Voz de Deus, e não de homem.
E no mesmo instante feriu-o o anjo do Senhor, porque não deu glória a Deus e, comido de bichos, expirou”.
As lideranças cristãs que se auto-amordaçam para não criticarem publicamente o ex-presidente, são as mesmas que virão a público pedir votos para ele, caso queira novamente ser presidente da república. 



Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.