livro de josué por cid moreira

Universidades renomadas dos EUA afirmam que Tsunami gigantesco poderá destruir a Terra




Noticias gospel – Há exatamente 73 mil anos atrás, o nosso planeta Terra foi atingido por um Tsunamigigantesco que modificou toda estrutura das encostas oceânicas. Porém o que parecia fazer parte somente do passado, pode voltar a acontecer no futuro de acordo com as renomadas universidades do mundo.
As informações são de um estudo da Columbia University, dos Estados Unidos, e da University College London, na Inglaterra.
new-york-sunamiDe acordo com os estudos das universidades, esse fenômeno voltara a acontecer novamente em nosso planeta, e isso causaria a maior desastre de todos os tempos, mudaria completamente todo o cenário mundial e devastaria grandes metrópoles que estão localizadas nas encostas do oceano.
Você consegue imaginar o estrago que uma onda de quase 300 metros de altura causaria nas cidades de Nova York, Rio de Janeiro e Londres? O fenômeno com certeza varreria essas e outras cidades do mapa e causaria a maior destruição que se pode imaginar.

há 73 mil anos atrás quando isso aconteceu, muitas ilhas foram   simplesmente engolidas pela Catástrofe, na época, o causador de tal desastre foi um dos maiores e mais antigos vulcões do mundo, localizado em Cabo Verde, na África.
Na época o que causou esse fenômeno foi a explosão de um vulcão que foi causado repentinamente e grandes rochas foram lançadas ao mar de uma só vez o que deu origem ao desastre repentino na época.
“Esse tipo de tsunami, com ondas gigantescas e devastadoras, não acontece com tanta frequência, mas precisamos sempre levá-los em consideração ao pensar no tipo de perigo que um evento desse porte traria para a vida atual no planeta”, explica o especialista Ricardo Ramalho, da Columbia University.
Os maiores tsunamis que vimos recentemente foram aqueles que atingiram as encostas do oceano Índico em 2004 e causou a destruição de vários países e a morte de mais de 200 mil pessoas, e para se ter uma idéia, aquelas foram ondas de apenas 30 metros, agora imagine ondas 10 vezes maiores que aquelas vindo em direção a Nova York.
Os cientistas das Universidades já trabalham com o fato de tentar criar um processo de evacuação caso o fenômeno venha acontecer, mas o mais difícil seria prever exatamente o momento em que isso possa acontecer explica os cientistas.
André Santos

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.