Imigrantes muçulmanos vão à discoteca na Rússia, incomodam as moças e acordam no hospital na manhã seguinte Posted: 07 Feb 2016 06:45 PM PST


Imagens apenas ilustrativas.


Jacob Bojesson
Um grupo de 51 refugiados muçulmanos sofreu agressões brutais fora de uma discoteca em Murmansk, na Rússia, depois que apalparam e assediaram sexualmente mulheres numa discoteca no sábado.
Imigrantes muçulmanos apanhando na Rússia
Os refugiados haviam antes recebido ordem de deixar a Noruega por “má conduta” e tentaram sua sorte na Rússia. O que eles não perceberam quando foram à discoteca em Murmansk é que os russos têm menos tolerância do que outros países europeus no que se refere a agressões sexuais contra mulheres locais.
Os refugiados teriam apalpado e assediado as mulheres de um modo semelhante às agressões em Colônia, na Alemanha, na véspera de Ano Novo. Um grupo de homens russos levou os refugiados para o lado para lhes ensinar que “Colônia está a 2.500 km ao sul daqui.”
Os refugiados tentaram fugir, mas foram rapidamente capturados pelos russos. Eles então os levaram à rua e lhes deram uma surra que eles jamais se esquecerão. A polícia chegou para dissolver a briga, mas a população local informa que a polícia deu alguns murros nos refugiados antes de prender 33 deles. Dezoito refugiados estavam em condições tão péssimas que tiveram de ser levados ao hospital.
A polícia decidiu deixar as surras se intensificarem e não fez um boletim de ocorrência. A única coisa que se pôde confirmar é que havia “briga de massa envolvendo refugiados.”
Traduzido por Julio Severo do original em inglês do Daily Caller: Refugees Go Clubbing In Russia, Harass Girls, Wake Up In Hospital The Next Morning

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.