“Perdoe-os”, clama menina cristã antes de morrer queimada por terroristas do Estado Islâmico





As atrocidades promovidas pelos terroristas do Estado Islâmico chocam o mundo inteiro, mas sua perseguição a cristãos continua a gerar exemplos de mártires que não abandonam a fé e a postura ensinada por Jesus Cristo.
Uma menina cristã de apenas 12 anos de idade foi capturada pelos extremistas em sua casa, em Mosul, no Iraque, e queimada viva. Acudida por populares, agonizou nos braços da mãe, e durante seus últimos suspiros, fez uma oração, clamando “Perdoe-os”.
O testemunho dessa mártir foi compartilhado durante uma conferência sobre perseguição religiosa contra cristãos, realizada em Nova York (EUA) em maio, segundo informações do Christian Today.
As testemunhas que presenciaram o crime contaram que a menina tomava banho quando os extremistas muçulmanos bateram à porta da casa, dando um ultimato: “Vocês tem duas opções: ou saem ou pagam a jizya (imposto cobrado aos cidadãos não muçulmanos)”, disseram os militantes do Estado Islâmico à mãe da garota.
Acuada, ela aceitou pagar, mas pediu que os extremistas aguardassem: “Eu vou pagar, só me deem alguns segundos, a minha filha está no chuveiro”, respondeu a mulher. Nesse momento, os extremistas invadiram a residência: “Você não tem alguns segundos”, disseram, antes de atear fogo à casa.
Mãe e filha fugiram, mas a menina tinha queimaduras gravíssimas pelo corpo, e foi socorrida às pressas. No hospital, ela morreu nos braços da mãe, pedindo que Deus perdoasse a intolerância dos muçulmanos.
“No meio da escuridão, há luz, há esperança”, disse Jacqueline Isaac, a defensora dos Direitos Humanos que relatou a história no evento #WeAreN2016 (“#NósSomosONazareno2016”, em tradução livre).

Publicado por Tiago Chagas 

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.