Pastor dos EUA compara gays a pedófilos e diz que massacre "ajuda a sociedade"




  • Pastor Roger Jimenez durante pregação em Sacramento, na Califórnia
Um pastor batista da Califórnia despertou indignação nos Estados Unidos ao qualificar de "ótimo" o massacre em uma discoteca gay de Orlando, que deixou 49 mortos e 53 feridos na madrugada de domingo (12).
Roger Jimenez, da Igreja Batista da Verdade, em Sacramento, na Califórnia, fez os comentários em uma pregação logo após o massacre. O discurso foi publicado no canal da igreja no YouTube na terça e acabou excluído após denúncias da comunidade LGBT.
No pregação, o pastor chama os gays de "sodomitas" e os compara a pedófilos. "Hoje, as pessoas me perguntam, 'não está triste com a morte de 50 sodomitas? O problema é o seguinte: é como se me perguntassem, 'está feliz com a morte de 50 pedófilos?' Eh, não, me parece ótimo. Acho que ajuda a sociedade. Sabem, acho que Orlando estará um pouco mais segura esta noite", afirmou.
Em outro trecho, revelado pela emissora CBS, o pastor se diz favorável ao assassinato de gays. "Se vivêssemos em um governo direito, deveriam reunir todos eles em um paredão de fuzilamento e estourar os seus miolos."
Os comentários foram repudiados inclusive pelo prefeito de Sacramento, Kevin Johnson. "Os comentários odiosos feitos por um pastor de Sacramento não refletem os valores cristãos e não têm lugar em nossa sociedade", disse Johnson.
Dave Garcia, diretor de política no centro LGBT de Los Angeles, disse à agência France Presse que não estava surpreso com os comentários, que diz ouvir com frequência quando se referem a esta comunidade. "Embora estes indivíduos não atirem, nem matem membros da comunidade, carregam as armas com balas de ódio", disse García.
O pastor disse que as afirmações foram tiradas de contexto e que o repúdio a suas frases foi um ataque à liberdade de expressão e culto. Ele disse que estava apenas citando a Bíblia durante seu sermão e que seus comentários refletem a opinião de muitos pessoas nos Estados Unidos. (Com AFP)
Leia mais em: http://zip.net/bntmYg

 
 
Amados leitores de repente me deparo com esta triste notícia no bol , estou chocada com o que foi falado por este "pastor" (suposto) , pois o Senhor Jesus veio para pregar o amor ao próximo
Sou contra a homofobia, sou contra a violência e o ódio.
Tenho amigos homossexuais, parentes e amo a cada um em especial com o amor de Jesus.
O que aconteceu foi terrível, hediondo, não posso concordar.
Por isso temos que ter muito cuidado com certos homens (quando digo homens: quero dizer homens e mulheres) que se dizem pregadores da palavra.
Em primeiro lugar não podemos esquecer o sexto (6º) mandamento que Deus deu a Moisés, sendo este :
_(6) “Não matarás”. Este é um mandamento contra o assassinato premeditado de outro ser humano.
Como poderei ficar a favor das besteiras que este falso pastor falou, não existe coerência nas palavras dele. 
Leia estas passagens da bíblia e você entendera o que a palavra nos ensina.
 

E da boca do dragão, e da boca da besta, e da boca do falso profeta vi sair três espíritos imundos, semelhantes a rãs. Apocalipse 16:13


Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos. Mateus 24:24

Por Célia Goulart 

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.