Senhores pais Precisamos acompanhar o mais próximo possível os passos de nossos filhos.




Senhores pais, sabem onde estão, com quem estão e o que fazem seus filhos agora? Ouvi muito este questionamento, feito por um radialista que no momento, seu nome não me vem à memória. Na época, nunca dei importância para tal frase. Porem, hoje sendo pai de adolescente, percebo, como se faz necessário acompanharmos o mais próximo possível os passos de nossos filhos.
O mundo em que vivemos tem oferecido diversas oportunidades para nossas crianças seguirem em direção ao mal. As drogas, que hoje é considerada o câncer da sociedade, são oferecidas a princípio gratuitamente, e quem oferecem fazem isso no intuito de nossos bens preciosos se tornarem viciados e consequentemente chegar ao ponto de cometerem atos criminosos, afim de posteriormente adquirir as drogas para o seu consumo.
No entanto, às vezes estamos atentos a este fato tão corriqueiro na sociedade e nos esquecemos de que outros fatores também poderão levar nossos filhos a caminhos tortuosos e deploráveis. A internet, por exemplo, tem sido ultimamente o meio mais utilizado entre pessoas mal-intencionadas, para adquirir confiança das crianças e adolescentes, afim de cometerem crimes, como por exemplo a pedofilia e outros abusos, causando destruição na mente dos jovens, além da destruição familiar que tais fatos poderão acarretar. Ainda assim poderíamos citar tantas outras ferramentas utilizadas por pessoas maldosas, a fim de distorcer os verdadeiros ensinamentos que possamos transmitir aos nossos filhos.
Diante de tais situações vivenciadas, é necessário tomarmos bastantes cuidados em relação a nossas crianças. Buscando ensinar o discernimento entre o certo e o errado, acompanhar de perto (quando possível), o que fazem nossos filhos na internet, por onde tem andado, quem são seus amigos e demais pessoas que eles se relacionam, manter o diálogo de forma educada e amorosa, pois eles também precisam ser ouvidos; ajudando a formar seu caráter e sua personalidade, para que no futuro, se tornem pessoas de bem na sociedade e não tragam preocupações e dissabores, nem destruição do nosso bem maior que é a família.
Porem, antes de qualquer tentativa de educar nossos filhos com palavras e sermões sem fundamentos, é preciso que sejamos o exemplo a ser seguidos por eles. Estamos diante de uma classe inteligente, portanto não aceitam mais a velha frase “faça o que mando e não o que faço”. Seguindo o conceito da lei da semeadura (se colhe o que se planta), faz necessário que as nossas sementes, sejam puras, de qualidade, para nascerem e produzirem bons frutos no caráter de nossos queridos filhos. Portanto amigos pais (mães), vamos prestar mais atenção no que nossos filhos andam fazendo, sejamos vigilantes, mesmo que os aborreçam, um dia irão entender que tudo foi para o seu próprio bem. Só assim podemos ter certeza que a nossa sociedade poderá ter um futuro melhor, composta de pessoas civilizadas e defensoras do bem, pois se pronunciam uma frase por ai, que nossas crianças são o futuro do nosso país, então trabalhemos no ensejo de termos um futuro bem melhor.
O sábio e eloquente poeta, já escrevera no livro dos Provérbios, precisamente no capitulo 22 e versículo 6, que devemos ensinar o caminho em que a criança deve andar e sendo velho jamais de desviará dele. Todavia, na maioria das vezes, ao invés de ensinar de forma coerente, impomos aos nossos filhos a obrigação de se tornarem a nossa imagem e semelhança. Agindo assim, além de negligenciar os fundamentos da genética, refutamos também o direito de livre arbítrio dado a cada indivíduo, pelo próprio criador. Ensinar é mostrar o caminho a ser seguido e não força-lo a andar por ele. Ensinar requer paciência, persistência e habilidade de convencimento. Ensinar não é proibir de forma ditatorial, mas esclarecer os motivos que nos leva a incentiva-los a seguir o caminho do bem.
Precisamos de uma nação mais justa para o nosso futuro. Dizemos que este futuro está nas mãos de nossas crianças, porem é sábio entendermos que essas mesmas crianças ainda estão em nossas mãos.

* As opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva 
responsabilidade dos respectivos autores
e não refletem, necessariamente, a opinião do Gospel Prime...


Josenildo Souza

Josenildo Souza é professor/administrador de empresas, casado, autor do Livro Acalmando as Tempestades, Pb. da Comunidade Evangélica Tempo de Semear na cidade de Presidente Tancredo Neves - Ba.

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.