Deixei de ser ateu porque Cristo é o caminho, a verdade e a vida, diz youtuber Nando Moura Por Tiago Chagas - 6 de outubro de 2016





O músico e youtuber Nando Moura compartilhou um testemunho sobre sua jornada do ateísmo em direção ao Evangelho, revelando as perguntas que o fizeram enxergar que não há sentido no ceticismo completo.
O vídeo “Por que deixei de ser ateu?” já soma mais de 840 mil visualizações no YouTube, com a reflexão do músico a respeito do que é o ateísmo, em resumo: acreditar que a vida veio do nada e caminha para o nada, sem propósito algum.
Em seu depoimento, Moura revela que a princípio, foi alguém que não acreditava em Deus, mas se viu sem fé suficiente para ser ateu. O pensamento, intrigante, foi explicado pelo músico: “Ser ateu é acreditar que todas as leis da física, todas as leis da natureza, a realidade que te cerca e toda ordem observável é resultado da aleatoriedade”, disse. “Ser ateu, é acreditar que você veio do nada para o nada, sem propósito absolutamente nenhum. Viver com este tipo de visão a respeito do mundo leva unicamente à loucura, como levou Nietzsche”, acrescentou.
“A única coisa que você pode fazer é fingir que a sua vida tem um propósito e que você está alcançando alguma coisa, quando na verdade todas as coisas são aleatórias e levam ao nada”, pontuou, sintetizando o pensamento a respeito da vida de quem não acredita em Deus.
O estudo, segundo Moura, o proporcionou direcionar sua fé para a confiança de que há um Deus, e para explicar seu ponto de vista, frisou que essa constatação está acima do que é a definição de religião: “Tem a ver com observar o mundo que te cerca e entender que você tem algum propósito. Você se torna cristão quando você se sente desafiado por Cristo a ver o quanto ele foi importante para a humanidade e é importante para aqueles que tem Ele dentro do coração”.
O motivo que leva uma pessoa ao ceticismo, segundo Moura, nasce de frustrações, diversas, na maioria das vezes: “Quando você vê uma pessoa que se torna ateu, ela deixou de acreditar porque ficou decepcionada com alguma pessoa, com algum tipo de posicionamento ou amargurada com a própria vida. Ver uma pessoa como o suprassumo daquilo que você deve seguir só te levará à destruição”, pontuou.
“Observando a vida de Cristo nós vemos algo único. Cristo me fez ser cristão. Para além da religião, vamos ver que o que motivou Jesus a ser escarnecido, torturado e morto da forma que foi, faz com que você perceba o quão cruel é o coração dos homens. E permanece cruel através das décadas. Continuam escarnecendo Cristo, uma pessoa que só fez o bem, só veio pregar a paz, como os seres humanos deveriam ser”, comentou Nando, citando os “neo-ateuzinhos” Kauê Moura, Felipe Castanhari e PC Siqueira, também youtubers.
Nando Moura conclui seu pensamento afirmando que, o passo final para o abandono do ateísmo é encontrar propósito para sua existência pessoal: “Eu como, ser humano, sou fraco, sou covarde, quebro. É Cristo dentro de mim que me faz forte. O propósito que Cristo me deu, eu talvez nunca seja digno dele”, sublinhou. “Não se deve idolatrar homens. Cristo veio à Terra para nos dizer isso: que Ele é o caminho, a verdade e a vida. Em nenhum homem você vai encontrar isso”.
Assista:


noticias.gospelmais.com.br

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.