Uma Acusação Contra a Igreja Fria - Paulo Junior

Nefilins / reptilianos híbridos / homens demônios. Missionária Indira Borges









Publicado em 6 de mar de 2016
Apóstola Gisela Guth
Favor abrir a mente para as coisas que Deus revela aos SOLDADOS VALENTES. Isto é uma INFORMAÇÃO e se não você não encontrar na bíblia, você encontrará caminhando com os pés para trás. (DE JOELHOS). Antes de duvidar; ore e peça a Deus uma confirmação. Mas cuidado; porque tem revelações que nos proporcionam experiências terríveis. Mas se pedir, com certeza DEUS revelará a verdade. A bíblia diz que podemos testar os espíritos e testificar se a revelação veio de Deus. Boa oração . Paz.

2 TIMÓTEO CAPÍTULO 3




http://www.bibliaonline.net


Capítulo 3
 1 Saiba disto: nos últimos dias sobrevirão tempos terríveis.
 2 Os homens serão egoístas, avarentos, presunçosos, arrogantes, blasfemos, desobedientes aos pais, ingratos, ímpios,
 3 sem amor pela família, irreconciliáveis, caluniadores, sem domínio próprio, cruéis, inimigos do bem,
 4 traidores, precipitados, soberbos, mais amantes dos prazeres do que amigos de Deus,
 5 tendo aparência de piedade, mas negando o seu poder. Afaste-se desses também.
 6 São esses os que se introduzem pelas casas e conquistam mulheres instáveis[4] sobrecarregadas de pecados, as quais se deixam levar por toda espécie de desejos.
[4] Grego: mulherezinhas.
 7 Elas estão sempre aprendendo, e jamais conseguem chegar ao conhecimento da verdade.
 8 Como Janes e Jambres se opuseram a Moisés, esses também resistem à verdade. A mente deles é depravada; são reprovados na fé.
 9 Não irão longe, porém; como no caso daqueles, a sua insensatez se tornará evidente a todos.
 10 Mas você tem seguido de perto o meu ensino, a minha conduta, o meu propósito, a minha fé, a minha paciência, o meu amor, a minha perseverança,
 11 as perseguições e os sofrimentos que enfrentei, coisas que me aconteceram em Antioquia, Icônio e Listra. Quanta perseguição suportei! Mas, de todas essas coisas o Senhor me livrou!
 12 De fato, todos os que desejam viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos.
 13 Contudo, os perversos e impostores irão de mal a pior, enganando e sendo enganados.
 14 Quanto a você, porém, permaneça nas coisas que aprendeu e das quais tem convicção, pois você sabe de quem o aprendeu.
 15 Porque desde criança você conhece as Sagradas Letras, que são capazes de torná-lo sábio para a salvação mediante a fé em Cristo Jesus.
 16 Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça,
 17 para que o homem de Deus seja apto e plenamente preparado para toda boa obra.
Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos.
Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos,
Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons,
Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus,
Tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te.
Porque deste número são os que se introduzem pelas casas, e levam cativas mulheres néscias carregadas de pecados, levadas de várias concupiscências;
Que aprendem sempre, e nunca podem chegar ao conhecimento da verdade.
E, como Janes e Jambres resistiram a Moisés, assim também estes resistem à verdade, sendo homens corruptos de entendimento e réprobos quanto à fé.
Não irão, porém, avante; porque a todos será manifesto o seu desvario, como também o foi o daqueles.
Tu, porém, tens seguido a minha doutrina, modo de viver, intenção, fé, longanimidade, amor, paciência,
Perseguições e aflições tais quais me aconteceram em Antioquia, em Icônio, e em Listra; quantas perseguições sofri, e o Senhor de todas me livrou;
E também todos os que piamente querem viver em Cristo Jesus padecerão perseguições.
Mas os homens maus e enganadores irão de mal para pior, enganando e sendo enganados.
Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido,
E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus.
Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça;
Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.
2 Timóteo 3:1-17
Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos.
Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos,
Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons,
Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus,
Tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te.
Porque deste número são os que se introduzem pelas casas, e levam cativas mulheres néscias carregadas de pecados, levadas de várias concupiscências;
Que aprendem sempre, e nunca podem chegar ao conhecimento da verdade.
E, como Janes e Jambres resistiram a Moisés, assim também estes resistem à verdade, sendo homens corruptos de entendimento e réprobos quanto à fé.
Não irão, porém, avante; porque a todos será manifesto o seu desvario, como também o foi o daqueles.
Tu, porém, tens seguido a minha doutrina, modo de viver, intenção, fé, longanimidade, amor, paciência,
Perseguições e aflições tais quais me aconteceram em Antioquia, em Icônio, e em Listra; quantas perseguições sofri, e o Senhor de todas me livrou;
E também todos os que piamente querem viver em Cristo Jesus padecerão perseguições.
Mas os homens maus e enganadores irão de mal para pior, enganando e sendo enganados.
Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido,
E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus.
Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça;
Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.
2 Timóteo 3:1-17

Revelação, e o livro foi aberto - Filmes Evangélicos








Publicado em 20 de abr de 2016
Dando sequência à história de 'Apocalipse - Caos e Redenção', passaram-se três meses dos fatos ocorridos em seu final. O especialista em contra-terrorismo Thorold Stone ainda está tentando refazer sua vida. Sua esposa e sua filha estavam entre aqueles que desapareceram. Durante sua investigação, ele descobre uma conspiração que envolve a nova ordem mundial. Poderia um verdadeiro Messias mentir? E, se ele não for o real escolhido, quem será este líder supremo e o que ele terá feito com a família de Stone?

Ação humanitária de missionários resultou em mais de 200 mil conversões a Cristo no Tibete Por Tiago Chagas - 28 de junho de 2016




Um verdadeiro avivamento vem acontecendo silenciosamente no Tibete, região chinesa de predominância do budismo, mas com comunidades muçulmanas e cristãs. Apenas em 2015, 200 mil pessoas se converteram ao Evangelho.
A Missão Asian Access, que mantém evangelistas na região e um projeto humanitário, divulgou um relatório que traz uma estimativa de líderes cristãos locais de que aproximadamente 200 mil pessoas entregaram suas vidas a Jesus.
O presidente da Asian Access, Joe Handley, afirmou que a janela de oportunidade para ação surgiu quando um grande terremoto atingiu a região. Dessa forma, os missionários foram ao local e através da oferta de ajuda humanitária, tiveram chance de apresentar o Evangelho.
“Só no ano passado, [os líderes cristãos locais] estão estimando-se que mais de 200 mil pessoas entregaram suas vidas a Cristo, como resultado dos trabalhos da comunidade cristã na região”, afirmou Handley, de acordo com informações do Christian Today.
Em 2015, um sacerdote budista tibetano entregou sua vida a Jesus e tornou-se um líder cristão em sua comunidade. Sua decisão pelo Evangelho foi motivada pelo exemplo dos missionários, e poucos meses depois, o número de monges budistas que se converteram chegou a 62.
Para o líder da Asian Access, a mensagem de esperança e fé aliada à ajuda na prática mostrou aos tibetanos uma nova perspectiva de vida: “Eles não viram budistas, hindus ou outros grupos religiosos ajudando no meio dos escombros. Em vez disso, semana após semana, [foram] os seguidores de Jesus que sacrificaram o seu tempo e arriscaram suas próprias vidas para servir, se dispondo a ser as mãos e os pés de Jesus”.
Agora, de acordo com Handley, a missão é formar líderes cristãos locais para que a Igreja siga em frente na região: “A Asian Access só tem o privilégio de se colocar ao lado de pastores-chave como os que investiram na vida deste sacerdote tibetano. Investimos profundamente, construindo a sua capacidade para que eles possam alcançar suas comunidades”.
A entidade espera que a divulgação deste movimento de avivamento no Tibete estimule os cristãos ocidentais a doarem e investirem em missões: “Deus faz coisas incríveis quando você investe nas pessoas. É possível vê-las crescendo mais profundamente n’Ele, crescendo mais forte como líderes, aprendendo a reproduzir outros líderes e depois se espalhando pela região com os esforços de plantação de igrejas, de maneiras notáveis”, concluiu.

Marisa Lobo discute com atriz Letícia Sabatella no Twitter e psicóloga desabafa: “Respondi à altura” Por Tiago Chagas - 28 de junho de 2016





A postura da psicóloga Marisa Lobo (PSC-PR) contra o movimento feminista e a pregação que existe uma “cultura do estupro” no Brasil gerou um desentendimento público nas redes sociais com a atriz Letícia Sabatella, da TV Globo, militante de esquerda.
Em uma série de postagens que defendia o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), Marisa usou a hashtag#SomosTodosBolsonaro para expressar suas opiniões a respeito da acusação feita pela deputada Maria do Rosário (PT-RS), e a atriz global interveio.
“Alguém dá um remédio para essa mulher desequilibrada”, escreveu Sabatella, e a psicóloga, respondeu: “Você é do time que estupra o Brasil, Letícia Sabatella”, fazendo referência às polêmicas envolvendo a classe artística e o uso de incentivos fiscais através da Lei Rouanet para patrocinar espetáculos e filmes.
Marisa Lobo foi além: “Quem precisa de remédios é você, querida. Não fico bêbada caindo na rua”, escreveu, lembrando o episódio em que a atriz saiu de um bar com amigos embriagada a ponto de deitar no asfalto.
Durante a discussão, o caso em que um militante de esquerda disse que gostaria de ver a jornalista Rachel Sheherazade ser estuprada foi lembrado. A essa altura, Letícia Sabatella mudou de tom, mas continuou agressiva: “Nenhuma mulher deve passar por isso. Isso é mais do que direita X esquerda. Burra!”, escreveu.
A psicóloga, novamente, rebateu a agressão: “Você defende uma presidanta que nem sabe articular as palavras ou pensamentos e eu que sou burra?”, questionou, já em tom de galhofa.
Posteriormente, no Facebook, Marisa comentou o bate-boca: “Leticia Sabatella tentou me ofender no Twitter, mas respondi à altura. Acho um abuso achar que pode ofender uma pessoa por defender outro ponto de vista”, justificou-se.
Um seguidor da psicóloga a criticou: “Você é uma pessoa exemplar, sua postura na internet mostra como você cristã. Ahhh mentira! hehehe Tá longe de ser cristã!”. Novamente, Lobo reagiu: “Pra você ser cristão é ser idiota? Aprenda! Somos cristãos, não idiotas úteis da esquerda, ou massa de manobra dos direitos dos manos. Quando precisa, sabemos usar o chicote”, concluiu.
leticia sabatella x marisa lobo twitter2

Ativistas gays promovem concurso para eleger sósia de Jesus “mais sarado” e causam discórdia Por Tiago Chagas - 28 de junho de 2016





As provocações do movimento LGBT não se resumem à Parada Gay em São Paulo, com o desfile de fantasiados com alusões a símbolos religiosos cristãos de forma ofensiva. Nos Estados Unidos, um concurso elegeu o homossexual “sósia” de Jesus mais “sarado”.
A polêmica iniciativa dos ativistas gays é chamada Hunky Jesus Contest (“Concurso do Jesus bonitão”, em tradução livre) e exige que os candidatos tenham aparência semelhante ao estereótipo atribuído a Jesus em quadros, filmes e séries de TV.
Os candidatos que participaram do concurso desfilaram seminus, usando adereços alusivos à religião cristã e à narrativa bíblica, como cruzes e coroas de espinhos, de acordo com informações do Christian Post.
O grupo responsável pelo concurso é o The Sisters of Perpetual Indulgence (“irmãs da indulgência perpétua”, em português), conhecido como extremista e formado por homens que se vestem de freiras.
“Em primeiro lugar, Jesus não está morto. Ele é gostoso”, dizia um panfleto da edição de dois anos atrás, em tom provocativo.
De tão polêmico, o evento não tem a aprovação de parte da comunidade LGBT, que entende ser desnecessário fazer provocações com símbolos religiosos. Ainda assim, o concurso já aconteceu outras 37 vezes.
Além da escolha do sósia “bonitão”, o grupo faz uma reprodução das estações da cruz, sob os gritos da plateia, que zomba: “Nós te adoramos, oh Cristo”.
Rebatendo as críticas, os organizadores alegam que a Sisters of Perpetual Indulgence arrecadou mais de US$ 1 milhão entre 1979 e 2007, e destinou essas doações para a caridade, o combate à AIDS e a assistência a portadores do HIV.
Veja um vídeo do escárnio:

Muçulmanos conhecem Jesus do Alcorão, mas não sabem quem Ele é de verdade, diz missionário Por Tiago Chagas - 28 de junho de 2016 0





A figura de Jesus é apresentada de forma parcial e distorcida aos muçulmanos pelo livro sagrado de sua religião, o Alcorão, e a única forma de fazer essa percepção mudar é apresentá-los à verdadeira história do Filho de Deus. Essa é a conclusão do líder missionário Perry LaHaie.
No Alcorão, Jesus é apresentado como um profeta do islamismo, como Isa (versão árabe do nome Jesus), e é mencionado em 93 versos de 15 capítulos diferentes. Nessa tradição, o nazareno não foi crucificado, e sim, levado aos céus por Alá, para que ele seja testemunha contra os judeus no dia do julgamento.
Dentro dos relatos do Alcorão, uma pessoa morreu na cruz no lugar de Jesus, e pode ter sido Judas ou Simão de Cirene, segundo LaHaie relatou.
LaHaie é um dos líderes da entidade missionária Frontiers USA, que se dedica à evangelização de muçulmanos, com uma estratégia de abordagem a partir da figura de Jesus no próprio Alcorão.
“Jesus falou mais de 90 vezes no Alcorão, mas esse não é o quadro completo de quem Ele é. Eles só precisam conhecer os reais seguidores de Jesus, que podem explicar quem é Ele e apresentá-los à Bíblia. Queremos apresentar Jesus aos muçulmanos, para que eles possam experimentar a alegria que temos n’Ele”, afirmou LaHaie ao site Mission Network News.
De acordo com estudos feitos pela Frontiers USA, 80% dos muçulmanos nunca tiveram contato com um cristão a ponto de conhecerem suas crenças e entenderem o que o Evangelho prega.
Esses dados apresentados são coerentes com relatos de outros missionários, que apontam a alienação promovida pelos líderes religiosos islâmicos sobre seus seguidores como o fator principal gerador de intolerância e perseguição religiosa.
Atualmente, o islamismo é a religião que mais cresce no mundo, e hoje já é a segunda maior, atrás apenas do cristianismo, de acordo com informações do Christian Daily.
A estratégia de aproximação de forma amigável usada pela Frontiers é essencial, segundo Perry, para construir uma relação respeitosa e confiável com a comunidade muçulmana. A entidade missionária já enviou, com apoio de igrejas norte-americanas, mais de dois mil missionários a países de maioria muçulmana.
“Nós vamos porque Jesus nos transformou. Nós fomos atraídos pela graça de Deus, e queremos compartilhar essa graça”, concluiu.

Ateus tentam remover placa que atribui autoridade sobre o país a Deus, mas têm pedido negado Por Tiago Chagas - 25 de junho de 2016






A entidade ateísta Freedom From Religion Foundation (FFRF) tentou fazer a prefeitura da cidade de Hondo, no Texas (EUA), remover uma placa que alerta os motoristas a dirigirem de forma segura e, ao mesmo tempo, destaca que aquele território pertence a Deus.
A FFRF é uma entidade que se dedica a limitar as expressões de fé em espaços públicos. Nos últimos anos, vem constrangendo – através de ameaças de processos – escolas a proibirem que seus alunos façam manifestações religiosas durante atividades curriculares e/ou esportivas.
A iniciativa da FFRF, no entanto, não foi bem-sucedida em Hondo. O prefeito da cidade, se negou a remover a placa com os dizeres “This Is God’s Country. Please Don’t Drive Through it Like Hell”, que pode ser interpretada como “Este país pertence a Deus. Por favor, não dirija por ele como um demônio”.
Em entrevista ao San Antonio News, o prefeito James Danner foi categórico na negativa: “Nem pelo inferno iríamos tirar essas placas”, garantiu.
As placas foram instaladas há mais de 80 anos nas entradas e saídas da cidade, como uma forma de alertar os motoristas a respeitarem as leis de trânsito, usando um jogo de palavras, com referência direta à religião majoritária do país.
Annie Laurie Gaylor, co-fundadora da FFRF, afirma que os dizeres enviam “a mensagem de que os não-religiosos não são bem-vindos na cidade”, segundo o The Wall Street Journal.
Por isso, ela resolveu pedir que Danner “encontre uma forma alternativa de promover a condução segura, para que não endosse uma mensagem religiosa”, alegando que do jeito que está, a placa favorece o cristianismo, o que vai contra o princípio de não favorecimento a uma religião específica.

Contexto

Considerando o contexto sociocultural do Texas, um dos estados norte-americanos que mais expressa a fé, a iniciativa da FFRF pode não ser frutífera.
Um dos casos que ilustra a cultura de demonstração pública de fé é o da frota de viaturas da Polícia da cidade de Diboll, que usam adesivos com a frase “In God W eTrust” (“em Deus nós confiamos”, em tradução livre).
Recentemente, porém, o chefe de Polícia da cidade autorizou a inserção do versículo “Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus”, de Mateus 5:9, nas viaturas.
“Com tudo o que está acontecendo no mundo agora e os ataques contra policiais… Sabe, existem agentes sendo alvejados e mortos. Eu queria uma espécie de referência para o que fazemos”, justificou Steve Baker.

Sargento é expulso de cerimônia de aposentadoria por mencionar o nome de Deus em discurso Por Tiago Chagas - 26 de junho de 2016






Uma cerimônia de dobra da bandeira da Força Aérea dos Estados Unidos terminou com um tremendo mal-estar, após um veterano da instituição ser retirado à força do recinto por mencionar Deus em seu discurso.
Oscar Rodriguez, cristão, é um veterano da Força Aérea e foi convidado pelo colega sargento Charles Roberson para reproduzir o discurso, já tradicional, que marca as cerimônias de dobra da bandeira. O imbróglio aconteceu na base de Travis, no estado da Califórnia,
Sargento aposentado, Rodriguez é convidado com certa frequência para desempenhar esse papel por ter uma voz imponente, de acordo com informações do portal Breitbart, e costuma usar a versão clássica desse discurso, que faz referências a Deus em diversos momentos.
Na base Travis, no entanto, os oficiais não aceitaram que ele usasse a versão clássica, que foi substituída há onze anos pelo governo dos Estados Unidos, excluindo todas as referências a Deus no texto.
Rodriguez não é o único que se mantém usando a versão clássica do texto, que diz “vamos orar para que Deus reflita com admiração a vontade de uma nação em suas tentativas para livrar o mundo da tirania, opressão e miséria. Esta é uma nação sob Deus que chamamos, com honra, os Estados Unidos da América […] Deus abençoe a nossa bandeira. Deus abençoe nossas tropas. Deus abençoe a América”.
O Instituto First Liberty saiu em defesa de Rodriguez, publicando um vídeo sobre o episódio e fazendo exigências às Forças Armadas, para que reconheçam que o sargento aposentado teve seus direitos violados.
No manifesto, o First Liberty pede que os militares façam um pedido formal de desculpas, por escrito, para Rodriguez; admitam que a Força Aérea violou seus direitos civis; entreguem uma promessa por escrito a Rodriguez, afirmando que ele é bem-vindo na base da Força Aérea para exercer sua liberdade de expressão; e que os responsáveis pela remoção forçada de Rodriguez da sala sejam processados.
No vídeo abaixo, as pessoas que assistiam à cerimônia testemunharam o momento que quatro militares agarraram Rodriguez à força para impedi-lo de continuar pronunciando o discurso clássico, com referências a Deus. Em protesto, o sargento aposentando gritou as palavras restantes do discurso enquanto era levado para fora.

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.