Pastor lista sete coisas que o cristão de verdade não quer encontrar quando vai à igreja; Confira29 de julho de 2017





O movimento evangélico brasileiro vem crescendo exponencialmente há mais de uma década, o que tem levado alguns fiéis a buscarem alternativas de comunidades para frequentar quando se deparam com heresias pregadas em muitas denominações. Diante desse cenário, um pastor elencou sete coisas que um cristão transformado deseja encontrar em um culto.
“O povo mais do que nunca quer uma igreja bíblica, cristocêntrica, centrada nas Escrituras”, resumiu o pastor Renato Vargens, escritor e palestrante. A rejeição, crescente, às variações teológicas que não condizem com a Bíblia Sagrada é o cerne de seu artigo.
“Antigamente as pessoas procuravam uma igreja perto de suas casas, hoje já não o fazem mais, visto que nem sempre encontram perto de seus lares igrejas saudáveis. Posso afirmar sem sombra de dúvidas que a distância deixou de ser um empecilho pra muita gente, mesmo porque, o povo cansou do blá-blá-blá proferido por pastores despreparados”, constatou Vargens.
Dentre os modismos que assolam a igreja evangélica brasileira, um dos principais é a “confissão positiva”, que sempre é apresentada na embalagem do “declare sua vitória”, “profetize a benção”, entre outros. “Muitos não suportam mais […] repetições descabidas do tipo ‘diga para o irmão que está ao seu lado’, ou ‘repita comigo'”, afirmou.
Nesse contexto, Vargens elencou sete características que os cristãos verdadeiros procuram em um culto: “Um cristão genuíno não deseja encontrar no culto pregações humanistas, antropocêntricas cujo foco seja a satisfação do homem; Um cristão genuíno não deseja encontrar no culto louvores e canções centradas nas necessidades dos homens”, listou.
O terceiro ponto, segundo o pastor, é a maturidade: “Um cristão genuíno não deseja encontrar no culto o chamado ‘reteté’ de Jeová, onde o que importa são sensações místicas não fundamentadas na santa Palavra de Deus”.
Renato Vargens afirma ainda que “um cristão genuíno não deseja encontrar no culto pregações de autoajuda de cunho estritamente psicológico”, e também rejeita a mais popular das heresias: “Um cristão genuíno não deseja encontrar no culto uma liturgia centrada no dinheiro e prosperidade”, opinou.
Por fim, o pastor destaca que “um cristão genuíno não deseja encontrar no culto jargões, repetições e pregações cujo inspiração não são as Escrituras” e, muito menos, “um pastor ou pregador personalista que teima é roubar para si a glória de Deus”.
“Não amem o mundo nem o que nele há. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele”
-1 João 2:15
 noticias.gospelmais.com.br

Follow by Email

DIAS DO BLOG ON LINE.